Arquivo do autor:Danilo Balu

Leituras de 2a Feira

Um texto muito legal sobre a vida e carreira da atleta amadora Mariko Yugeta que vem quebrando recordes mundiais da maratona como master. Sempre que mergulhamos na vida dessa gente há um padrão: pessoas extremamente talentosas, dedicadas e quase sempre muito ativa fisicamente ao longo da vida. Frustra um pouco o leigo, mas não deixa de ser a verdade.

Você cumprimenta as pessoas que encontra pela manhã quando está treinando? Um texto fala sobre etiqueta na corrida.

Um texto muito cuidadoso fala das coisas necessárias para uma Maratona em 2h05. Logicamente que um amador corre muito mais lento que isso, mas os pilares, a lógica é MUITO semelhante! Uma aula gratuita de Renato Canova.

É uma oportunidade incrível ver a carreira inteira de alguns gênios do esporte. Um privilégio! O saltador Armand Duplantis é um desses! Um texto do El País explica um pouco deste que em breve poderá ser chamado do maior saltador com vara da história

Uma coisa que sempre acho bem-vinda no atletismo são provas urbanas (feitas na rua, não numa pista) e/ou com distâncias atípicas! Uma que sempre ocorria antes da pandemia eram as feitas nas ruas britânicas. Aqui uma das históricas e mais ignoradas pelo grande público, o desempenho assombroso de Usain Bolt nos 150m!

Qual o papel da Mobilidade?

Outro motivo pelo qual fica de certa forma difícil a um olho não treinado entender o importante papel da mobilidade, é o fato de ela ter muito mais um caráter de “permissão” do que de execução no desempenho na corrida.

E para explicar melhor isso talvez valha cair na sempre conveniente distinção entre ela e a flexibilidade. Tem que ficar claro a diferença!

Mobilidade tem relação com amplitude articular (tornozelo e quadril, por exemplo) enquanto flexibilidade com a capacidade de um músculo (cadeia posterior da coxa, por exemplo) em se alongar.

Alguém pode dizer: “mas o músculo se alongar pode ser bom por permitir o movimento, sendo assim, boa flexibilidade é (mais) importante”.

“A teoria na prática é outra”. Temos que muitos dos grandes atletas não possuem boa flexibilidade. E qual a vantagem disso? Com o músculo não se alongando, é como se ele funcionasse como um elástico. A metáfora cabe perfeitamente aqui porque um músculo pouco flexível ao ser alongado armazena energia elástica armazenando e gerando mais energia que vire trabalho (movimento).

O que você NÃO verá é grande atletas com baixa mobilidade. Isso porque, como dito no início, uma boa amplitude articular (mobilidade) faz com que o corpo possa expressa força por um ângulo maior. Ou seja, a força, que é uma capacidade motriz no esporte, um papel de ação (não de permissão) pode se expressar por mais tempo por causa do maior ângulo.

Mobilidade é bom, flexibilidade não necessariamente. É crucial entender isso.

Etiquetado , , ,

Como a Mobilidade influencia na Corrida?

É natural que os corredores sempre perguntem: “como a Mobilidade pode me ajudar na corrida??”

Por décadas (não anos, DÉCADAS) nos disseram que alongar era importante. O bom senso dizia isso. O professor na aula na Faculdade de Educação Física dizia isso. Os veículos de saúde e mesmo os especializados diziam isso. Afinal… parece tão lógico, não?!

E se tivermos todos entendido de forma errada?

Veja bem, eu não estou tentando reinventar a roda! Os atletas de elite já trabalham, historicamente SEMPRE trabalharam demais a mobilidade. Tenha em mente que algo não precisa ter nome para ele existir.

O que estou querendo dizer? Que aquilo que nós chamamos de céu, por exemplo, sempre esteve acima das nossas cabeças. Os pássaros, mesmo sem dominarem o português ou a língua falada, voam no céu. Um gringo sente “saudades” mesmo que a palavra não exista no seu idioma de origem.

Quando você observa o treinamento dos melhores corredores do mundo eles estão treinando a Mobilidade ainda que a chamem comumente de flexibilidade (“flexibility“). Quem acompanha esses atletas sabe não haver atleta de alto nível de baixa mobilidade.

Mas sabe o que há aos montes? Elite com baixa flexibilidade (muscular).

O motivo? Ela não tem relação direta com desempenho na corrida. Mas a Mobilidade (articular) TEM! É melhorando esta capacidade, de fazer a articulação trabalhar ao longo de toda sua amplitude, gerando força (ou seja, movimento) a todo o ângulo de execução que ganhamos eficiência motora no gesto esportivo.

Ter liberdade de movimento articular (que é papel da MOBILIDADE) é ESSENCIAL ao desempenho e a uma corrida segura, ou seja, com menos lesões. Duvida? Olhe a elite fazendo mobilidade e olhe a mesma elite alongando.

Etiquetado , ,

Corrida e Mobilidade – se inscreva!

Como venho falando em meus stories em meu Instagram, um corredor NUNCA atinge o seu potencial máximo caso ele não tenha sua mobilidade bem desenvolvida e trabalhada. Os melhores corredores do mundo, sem exceção, têm essa capacidade bem desenvolvida.

Por que então não tratamos sobre esse assunto com a devida atenção aqui no Brasil?
Não seria certo, pois, que em todos os lugares, falássemos sobre um assunto tão importante?

Infelizmente a mobilidade não é tratada com a devida importância – até o dia de hoje.

E estamos trazendo este evento para mudar isso! Deseja correr mais rápido e melhor?

Desenvolva a sua mobilidade!

Deseja evitar dores chatas FUGINDO de lesões? Melhore a sua mobilidade!

Deseja bater as suas marcas pessoais? Desenvolva a mobilidade.

Bom… acredito que você já tenha entendido.

E, pela primeira vez, estamos trazendo esse evento novo e exclusivo para que você conheça TUDO sobre a mobilidade, para que você possa desenvolvê-la.

Clique neste link aqui agora para realizar a sua inscrição gratuita, e nós nos vemos no dia 03 para a primeira aula!

Etiquetado , ,

Leituras de 4a feira

A revista Time elegeu a velocista Allyson Felix uma das mulheres do ano em 2021.

Um curta falando sobre a etíope campeã da Maratona de Berlim (2021). Pra quem tem curiosidade de saber mais sobre a rotina dos etíopes, é um documentário obrigatório! Várias imagens de locais que pude conhecer em minhas viagens ao país.

A Canadian Running lista 6 coisas que podemos aprender sobre corrida com os cães. Curiosamente ela não cita que cães não comem nem alongam antes de correr… tampouco fala que cães adoram carne, já que o veículo está atualmente em uma cruzada contra carne. E ainda fala que tamanho não importa… curioso, nunca vi um São Bernardo chegar à frente de um Vizla.

Dias atrás Nick Willis se tornou o primeiro homem a correr 20 anos seguidos uma Milha abaixo de 4 minutos. Sua patrocinadora Tracksmith fez um belo e curto vídeo sobre ele.

Fui recentemente convidado pela mybest Brasil, um site de recomendações de produtos e serviços, a tentar ajudar os leitores corredores sobre os melhores tênis no mercado de corrida. Quer saber qual meu modelo preferido atualmente? Clique aqui e descubra!

Em Defesa do Jejum… LANÇOU!

E se tudo o que você acha que sabe sobre jejum for um grande equívoco? E se te mostrassem, baseado em evidências sólidas e rigoroso controle, que esta prática milenar tem benefícios nunca trazidos ao público de forma clara, didática e objetiva?

O jejum tem sido praticado por nossa espécie desde os primórdios. Seja por falta de opção, seja por uma busca voluntária por seus benefícios. Porém, ele é alvo constante de críticas de boa parte dos profissionais da saúde. O leitor verá que os assuntos abordados no livro não vêm de opinião ou “achismo”. Não há uma tentativa de se reinventar sua prática. O livro é apenas uma visita a uma das práticas mais antigas e naturais da espécie.

Visita esta que tentar rever nossa relação atual com a abundância de alimentos que parece ser uma das causas motores dos males de saúde, entre eles, a obesidade.

Será que combater o jejum, como fazem as diretrizes, é mesmo a melhor opção? Não estaríamos fazendo algo de muito errado ao abandonar um hábito que durante nossa existência mostrou ser promotora de saúde? Leia e descubra! Você vai se surpreender!

Para adquirir o seu na versão impressa, basta clicar aqui.

Para adquirir o seu e-book (versão digital), basta clicar aqui.

Para obter maiores informações, entre no site da obra!

Etiquetado , , ,

Leituras de 4a Feira

A Tracksmith deve ser atualmente a marca que faz os melhores vídeos sobre corrida em todo o mercado! Obras de arte! Pura poesia!

 

Em vídeo Carl Lewis analisa os 200m da velocista sensação do mundo, Sha’Carri Richardson.

Bernd Heinrich é mais do que um grande corredor, é autor de um dos livros mais interessantes sobre corrida. Aqui uma entrevista em que ele fala de algo que ele entende como poucos: longevidade!

Outro especialista em longevidade, Nick Willis tenta nos ensinar do assunto em entrevista!

Abaixo outra poesia em movimento da Tracksmith!

Leituras de 2a Feira

5 regras que todo corredor deveria saber e provavelmente seguir.

Uma matéria traz os novos projetos de Mary Cain após estar no olho do furacão de um embrolho enorme envolvendo a Nike e seu treinador mais famoso.

Uma matéria tenta categorizar os praticantes de corrida. Existiriam 5 níveis, mas confuso… eu mesmo não sei onde estou.

Um vídeo que é o puro creme de milho: Carl Lewis faz longa análise sobre o ouro de Elaine Thompson-Herah correndo 100m.

Uma investigação com velocistas descobriu como é fácil para a elite mundial do atletismo se dopar com GH. Esse é só mais um motivo pelo qual estou cada vez mais distante de acompanhar.

O Sergio Rocha fez um levantamento interessante e cuidadoso falando do impacto dos cheatflyers no desempenho da elite da maratona. A melhor parte é a introdução muito didática sobre o assunto!