Arquivo da categoria: Leituras

Leituras de 4a Feira

Uma das histórias mais tristes do atletismo brasileiro é a do vencedor e do incrível João do Pulo. Não só pelo esquecimento de um povo que só idolatra futebol ou os vencedores no auge, mas pelo fato do destino ter sido tão duro com ele. Um acidente que o deixou desgostoso e aposentado de sua prova. E antes disso um fato pouco lembrado, o roubo de sua medalha de ouro, recorde olímpico e provavelmente mundial. Esta matéria (em espanhol) no El País conta detalhes que eu mesmo não conhecia (sobre quem era o árbitro no dia).

Wilma Rudolph é um dos maiores nomes da história! Se você não a conhece 60 anos depois de seu mais conhecido feito, aproveite matéria da World Athletics para saber mais!

A Outside listou 17 (??) mitos da corrida a serem derrubados.

Autojabá: no outro blog explico por que a banha é Lindy e a Nutrição não.

Convido você agora para ser apresentado melhor a Albert Hill como também o fui, um pioneiro que foi ouro nos 800m e 1500m na mesma edição dos Jogos Olímpicos (1920).

Etiquetado

Leituras de 2a Feira

Um texto da Podium Runner reconta um clássico estudo fantástico que foi divisor de águas em nosso entendimento sobre hidratação durante atividade física.

Aqui a história do japonês Shizo Kanakuri que tem o recorde mundial da mais lenta maratona já corrida.

Um texto da excelente Lope Magazine traz uma história da qual já contei aqui. Muitos anos atrás o triplista Willie Banks revolucionou sua prova ao criar as palmas de incentivo que vinham da torcida, aproximando o esporte dos seus ídolos.

Autojabá: no outro blog listei 10 dicas sobre Nutrição e como comer melhor. E em outro texto falo ainda de diretrizes e valor-nutricional.

A americana Alysia Montano é uma das atletas mais talentosas e incríveis de sua geração. Porém, teve sua carreira enormemente prejudicada por causa do doping endêmico do atletismo profissional. Mais do que isso, ela é uma das vozes mais interessantes de ser escutada sobre o nosso esporte. A Runner’s World traz uma entrevista digna!

Etiquetado

Leituras de 6a Feira

Quem gosta de esporte profissional às vezes se esquece ou não se dá conta de quão irregular e tortuosa é a linha do tempo dos atletas. O americano Trayvon Bromell era uma promessa dos 100m e de repente os resultados não apareciam. Diziam que era uma lesão. E era mesmo! Mas seria apenas isso? Com certeza não! Um texto incrível da NBC traz um resumo de 4 anos sofridos antes de ele voltar a correr o que corria!

Autojabá: no outro blog explico o que a quarentena nos ensina sobre o jejum. E ainda a diferença entre comer como um atleta e comer para ser um.

Em plena quarentena e com calendário parado atletas americanos se juntaram para fazer um meeting e acabaram batendo um recorde mundial (4x1500m). Aqui o curto vídeo com os melhores momentos da competição.

Bob Hayes é considerado por muitos como um dos maiores velocistas de todos os tempos, à altura de Owens, Lewis e mesmo Bolt. Na histórica final em Tóquio/1964, na mesma prova estava o companheiro de equipe Mel Pender, bem menos conhecido. Em matéria magistral da NBC temos o desenrolar da vida e carreira de ambos. Demais!

Etiquetado

Leituras de 6a feira

A Nike faz mais um de seus comerciais emocionantes em tempos de COVID e eventos cancelados!

Você nunca é livre se não pode escrever aquilo que pensa. Na década de 90 uns “pesquisadores” fizeram um pensamento por aproximação dizendo que no futuro as mulheres ganhariam dos homens na longa distância (acima da maratona). Usando a mesma lógica eles poderiam ter dito que no futuro o homem correria os 100m em 3 segundos negativos. Falo isso porque fizeram uma extrapolação porca que, as revistas fossem sérias, teriam mandado todo mundo pra rua (por que pagar gente burra pra escrever no seu veículo?). Estamos em 2020 e escritor que até parece inteligente, na falta do que escrever com o esporte profissional parado, retoma o assunto. Errar é humano, insistir no erro ou é militância ou é burrice. Ou os 2.

A ITRA (International Trail Running Association) disponibilizou seu relatório do ano de 2019 com dados interessantes. Mulheres já são 26% dos participantes! Vale uma visita!

É difícil entender como alguém pode gostar de correr na esteira tendo a possibilidade de ir para uma orla, a um parque, a um bairro bacana arborizado… Não gostar de esteira é a norma! E há uma explicação para isso que ficou famosa tempinho atrás via TED. Um pesquisador nos trouxe que a esteira foi criada para no século 19 punir os prisioneiros das cadeias britânicas. A Canadian Running nos traz novamente ao assunto.

A federação de atletismo da Bielorrússia fez vídeos promovendo seu campeonato de atletismo. Abaixo você tem Maksim Nedasekau, que foi medalhista de prata no Europeu no salto em altura!

 

Etiquetado ,

Leituras de 4a feira

A federação de atletismo bielorrussa está com uma série de vídeos diferentões promovendo o campeonato nacional de atletismo de 2020. Neste abaixo eles colocaram a saltadora com vara Iryna e o decatleta Zhuk!

Um texto bem legal na Spikes mostrando a dura e improvável trajetória do 400tista colombiano Anthony Zambrano!

Não gosto de ser o chato, mas vocês sabem o que penso: assisto esporte de alto nível como um teatro, do jeito que assisto Vingadores, uma grande ficção. Divertido, mas um faz de conta. Me envolvo mais emocionalmente com Tony Stark do que com atletismo profissional. O britânico Daily Mail trouxe uma grande e reveladora reportagem de como funciona a máquina estatal russa de doping. E uma outra reportagem mostra como os russos fizeram os Jogos Olímpicos mais limpos da história em 1980. Parece filme de ficção…

Autojabá: no outro blog explico por que sua salada está tentando te matar. E por que não há mal nisso!

Seguimos com os vídeos da federação de atletismo bielorrussa. Neste abaixo eles colocaram o medalhista de bronze europeu na marcha de 50km em 2018 Dzmitry Dziubin fazendo o papel de ator.

Etiquetado ,