Leituras de 4a Feira

Você gosta da banda The Clash? Pois sabia que o líder e vocalista Joe Strummer correu 3 maratonas sem treinar absolutamente NADA? Pior, bebia MUITA cerveja antes! A VICE traz a inacreditável história!

Provavelmente tudo ou grande parte do que você acha que sabe sobre a história de Jesse Owens e o nazismo, é falsa. Sempre vale a leitura!

Na primeira semana dos Jogos completa-se exatos 50 anos que a África começou seu domínio mundial no atletismo da longa distância!

Esporte Espetacular acertando novamente… conta a história da volta de Gabriele Andersen ao estádio que lhe deu fama em 1984.

Christian Taylor, um dos atletas mais fantásticos da atualidade, tem sua técnica de salto triplo dissecada em um infográfico interativo no The New York Times.

Um artigo merece repostagem por ocasião especial. Dias atrás na final do 4x100m livres na natação, marcas roxas pelo corpo de Michael Phelps obviamente chamaram a atenção. É a nova mania entre muitos nadadores. Fiz uma piadinha no Facebook e já apareceram os mesmos argumentos (“é chinês”, tem 4.000 anos de tradição”, “os melhores do mundo usam”…) para defender seu uso. Por isso que trago Steve Magness para explicar mesmo sem recorrer a estudos como essa promete ser a nova grande papagaiada (no esporte!) desde a kinesio tape em 2008… Vale MUITO a leitura!

Você também acha que a Maratona eram 40km até que em Londres por um capricho da família real britânica  transformou a distância em 42,195km, certo?! Pois é… não foi bem assim! Veja abaixo!

Etiquetado

3 pensamentos sobre “Leituras de 4a Feira

  1. Hélio Shiino disse:

    “Você também acha que a Maratona eram 40km até que em Londres por um capricho da família real britânica transformou a distância em 42,195km, certo?! Pois é… não foi bem assim! Veja abaixo!”

    [4:05]
    Sergio Rocha: O meu amigo Nelton Araújo escreveu uma matéria muito legal para a Contra Relógio (…)

    http://revistacontrarelogio.com.br/materia/a-maratona-de-1908-e-a-origem-dos-42-195-m/
    // HISTÓRIA //
    A MARATONA DE 1908 E A ORIGEM DOS 42.195 M
    Edição 270 – MARÇO 2016 – NELTON ARAÚJO
    A competição olímpica de 1908, em Londres, consagrou a esdrúxula distância oficial das maratonas, mas não por exigência da família real.

    Curtir

  2. Evandro Sestrem disse:

    Muito legal as histórias.

    Mas se o Joe Strummer correu, porém não completou, fica fácil. A Vice fala: “…Também é muito provável que não tenha acabado a corrida, claro. …”

    Desse jeito eu faço a COMRADES 😉

    Curtir

  3. Marcelo Hideki disse:

    O primeiro africano de destaque internacional foi o etíope Abebe Bikila,em Roma 1960,acredito que tenha começado aí a supremacia africana.

    Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: