Leituras de 4a Feira

Uma belíssima análise sobre a progressão das marcas da medalha de ouro no atletismo considerando as provas, tipo de pistas, especialidade e, logicamente, o combate ao doping. Bem bom!

Um belo texto que revela que o mais conhecido protesto já feito em Jogos Olímpicos custou amizades e o casamento de um dos pivôs do gesto.

Não costumo postar vídeos de provas, mas este é sensacional! Um país apaixonado pelo lançamento do Martelo a ponto de organizar um torneio in memorian a uma atleta campeã olímpica. Kamila Skolimowska era uma prodígio que veio falecer muito jovem em 2009, já Anita Wlodarczyk é a atual campeã olímpica, mundial e recordista. Veja aqui o curto vídeo e a explosão da torcida! *onde andam as homenagens a Adhemar Ferreira da Silva e ao João do Pulo?

Aqui outro vídeo, o com os melhores momentos da Diamond League em Paris!

Uma cena passou despercebida por muitos no Rio de Janeiro. Medalhista de bronze no salto com vara, o americano Sam Kendricks é reservista, e quando fazia sua corrida se aproximando para o salto ouviu o hino americano. Sua reação foi INACREDITÁVEL. *seu ar confuso à procura de algo é porque você deve (achar e) olhar para a bandeira mais alta.

Etiquetado ,

6 pensamentos sobre “Leituras de 4a Feira

  1. Tertu disse:

    Legal o episódio com Sam Kendricks. Interessante notar que o respeito ao hino e bandeira dos EUA por parte dos atletas é generalizado, ao menos o que eu percebi nas Olimpíadas. Quando o mesmo ocorre com atletas brasileiros, é considerado pachequismo pela mídia esportiva. A propósito, Sam Kendricks foi bronze na Rio 2016, diferentemente do que está no texto.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Adolfo Neto disse:

    Caso Sam Kendricks: mais uma evidência de que é errado ter tantar provas em paralelo no estádio do atletismo.

    Curtir

  3. anaminarelli disse:

    Muito legal os vídeos… valeu Balu!

    Curtir

  4. Neilson disse:

    Verdade, Adolfo. Eu até entendo a dificuldade de organizar o tempo pra grande quantidade de atletas e de esportes num evento da magnitude dos jogos olímpicos… mas se era um pouco frustrante pro torcedor acompanhar no estádio duas ou três provas ocorrendo simultaneamente, às vezes com dois grupos competindo juntos, imagine pro atleta…

    Curtir

  5. adrianapiza disse:

    Realmente várias provas ao mesmo tempo muitas vezes dá a impressão que não vai dar certo. Os atletas do salto em altura utilizam a pista para iniciar a corrida para o salto, muitas vezes estão lá logo antes do início de uma prova de pista. Dá a impressão que vai acontecer uma trombada a qualquer momento!!! Mas acho que se fosse uma prova de cada vez não ia ter a mesma graça. Para mim a graça está aí, várias coisas acontecendo ao mesmo tempo, mesmo sendo difícil de acompanhar tudo.

    Curtir

    • Danilo Balu disse:

      Eu acho inviável fazer um por vez… Uma semana já é apertado… Mas entendo o pto… Quem viu os 5.000m deve ter visto o que aconteceu.. Sem a borda da pista na curva por causa do salto em altura feminino os homens invadiram na volta final e acabaram sendo 3 desclassificados… Depois reviram que a pena foi excessiva porque não foi na maldade.

      Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: