Arquivo da tag: Vídeos

Leituras de 5a Feira

A americana Shannon Rowbury é uma de minhas atletas preferidas! Em entrevista a experiente atleta nos conta como a maternidade mudou sua carreira!

Na Runner Space matéria sobre como a quebra dias atrás do recorde mundial nos 50km pela maratonista Des Linden pode ajudar na popularização da prova.

Autojabá: no outro blog falo sobre Ramadã, jejum e a Nutrição como mera religião.

Acredito que nem mesmo brasileiros sabem a envergadura atlética de Joaquim Cruz. Pois um vídeo fantástico explica o tamanho do feito dele com o ouro olímpico de 1984. Demais!

Parece que no Reino Unido houve uma explosão no número de adoção de cachorros durante a pandemia E um acidente com uma corredora atacada por um cão trouxe o debate sobre essa consequência não prevista.

Por causa da preguiça com os cheatflyers confesso que li com certa preguiça a jornada do britânico Chris Thompson para bater seu recorde pessoal (aos 39 anos) e garantir vaga em Tóquio. Mas quando você lê vai ficando claro como a carreira mesmo de um pró nunca é linear como nossa mente nos faz crer… é tudo muito sem controle, quase aleatório. Vale a leitura!

Buscando inovação, agora em maio haverá uma maratona “por equipes”. Não é um revezamento! 8 atletas, 4 de cada sexo, marcam pontos em função de uma tabela de pontos de acordo com o desempenho (não classificação!). Vai dar certo? Não tem como saber sem tentar! Abaixo o vídeo!

Etiquetado ,

Leituras de 3a Feira

A história da jovem e talentosa Jenny Spangler é uma daquelas que emociona, que parece escrita em filme de ficção! A ótima Lope Magazine fala dela em recente artigo!

Ed Moses é um dos maiores da história. Matéria incrível da Athetics Weekly traz uma lista e detalhes das maiores provas desse ícone!

Belo texto no The New York Times explica com a ajuda do grande Daniel Lieberman a complexidade biomecânica que faz dos seres humanos pódio na olimpíada mundial de corrida de longa distancia entre animais!

Talvez por se tratar de tempos mais inocentes, gosto de ler a vida e carreira de atletas do passado. Me considero um conhecedor muito acima da média, mas ainda assim apenas agora fui apresentado ao velocista americano Eddie Tolan, o primeiro negro a ganhar dois ouros olímpicos! Demais! Leia sobre ele aqui!

Nick Willis é um monstro! Após completar 19 anos seguidos correndo uma Milha abaixo de 4 minutos ele voltou às manchetes. E seu novo patrocinador fez um vídeo emocionante abaixo!

Etiquetado

Leituras de 2a Feira

Eu achei que meu réveillon tinha sido bobinho e sem graça. Fiquei mais animado ao ver no The New York Times uma matéria sobre pessoas que se juntaram para participar de uma prova de 24 horas durante a virada!

A Track & Field News, provavelmente a melhor revista de atletismo, traz a história de uma das maiores rivalidades da história, a entre os barreiristas americanos Greg Foster e Renaldo Nehemiah. Vale a pena!

Ainda a Track & Field News me trouxe um problemão! Ela está com os arquivos de suas entrevistas com grandes atletas aberto! Já separei umas 30! Missão: ler uma por dia até acabar! Coisa de mês!!

Todo começo de ano parece ser igual: a comunidade do atletismo fica sem entender como o Ekiden parece hipnotizar todo um país! A prova de dias atrás levou metade dos televisores japoneses acompanhar o evento! Você poderia argumentar que a São Silvestre deve ter números semelhantes. Não! Se ela não passar na Globo, ela definha! Não se engane! Brasileiro não gosta de esporte, gosta de futebol e do que passa na Globo! A World Athletics traz matéria tentando explicar a magia por trás desse revezamento! O Irish Examiner não fica pra trás e tem sua versão também.

Abaixo mais um belo vídeo da Tracksmith sobre ”sem dias off em 2021”!

Etiquetado

Leituras de 4a Feira

Vocês sabem o que penso da tecnologia na corrida… acho que ela mais serve de disfarce para esconder falta de conhecimento técnico do que um ganho em si. Mas ela pode ser incrível em alguns casos. Matéria no Jornal Nacional mostra como celulares podem ajudar corredores com graves e sérios problemas visuais.

Paavo Nurmi até os corredores mais iniciantes reconhecem por nome, mas Charley Paddock, um velocista contemporâneo não tem os holofotes que merece. Matéria da World Athletics cobre sua mais do que espetacular carreira em paralelo com a do finlandês!

Autojabá: no outro blog falo sobre dieta, restrições e vid4 lok4.

Pra quem gosta de atletismo de alto nível, aqui a edição de janeiro da revista digital espanhola Somos Atletismo.

Acho que Jim Ryun, mesmo sendo americano (o que dá uma catapultada no marketing), é um dos maiores corredores da história e, ainda assim, é ignorado por muitos. Teria sido ele o sprint mais letal da história? Uma matéria incrível recapitula sua fantástica carreira e provas inesquecíveis!

Abaixo um vídeo lindo da Tracksmith retrata BEM a rotina do amador que almeja de verdade desempenho!

Etiquetado ,

Leituras de 3a Feira

O grande Adharanand Finn explica por que a corrida importa mesmo em tempos duros de quarentena e pandemia.

Tenho ido nos últimos meses correr aos sábados nos morros do Japi (Jundiaí/SP). Nas piores subidas (tem a famosa “da antena”) eu na minha cabeça corro devagar, mas não ando. Há entre corredores um bloqueio mental sobre andar ou não na subida. Tem algo meio machoman, eu sei, mas é também uma questão de confiança e motivação. Um texto BEM interessante do Alex Hutchinson na Outside vem me dizer que muito provavelmente nos piores trechos em que eu acho que estou correndo, eu estou tecnicamente andando (sem fase aérea no meu deslocamento). Isso vai contra o que não só eu, mas a maioria dos corredores pensa! Mesmo os mais rápidos! É uma discussão antiga se devemos andar ou correr nessas subidas fortes. E é essa a discussão toda do texto em questão!

Acho que toda criança interessada realmente em atletismo já teve a ideia de treinar fazendo a sua prova escolhida (ex: 1500m) o mais rápido possível todo dia. Muito lógico, não?! Sim… lógico que não (risos). Na ótima Lope um corredor conta como ele ainda criança fez isso (eu fiz também!) e seu irmão fez isso com muito sucesso antes dele. Por coincidência, no mesmo dia vi um post de uma ex-atleta profissional de 800m que falou como é a rotina atual dela de treinamento (aposentada): ela corre três vezes na semana por 30 minutos. Mas diz que nos 6-10 minutos finais ela faz isso de forma “lática”. Segundo ela tem funcionado bem (além da academia).

Pra mim o DyeStat é um dos sites mais subvalorizados do atletismo. Eles têm reportagens ótimas sobre esse esporte que são e seriam ignoradas por 99% dos outros veículos. Pra quem perdeu, eles fizeram uma lista de suas melhores histórias de 2020.

Outro vídeo lindo da Tracksmith. Não importa o clima e o tempo. Sem dias off!

Etiquetado ,