Arquivo da tag: Leituras

Leituras de 3a Feira

No The New York Times matéria interessante falando o que a corrida pode ou não fazer pelo seu coração.

Off-topic: no blog co-irmão falo sobre como o sabor doce não é natural.

Off-topic 2. Ou autojabá: no mesmo blog explico como os especialistas na Nutrição podem fazer muito mais mal do que bem.

Em ritmo de retrospectiva a Canadian Running fez sua lista de 15 momentos surpreendentes da corrida/atletismo em 2017. Na verdade são 14, um é local.

A mesma revista fez uma lista das chegadas mais disputadas e apertadas do ano!

A nova campanha da Sadia abaixo é uma coisa linda demais! *dica do Kleber Marcondes.

Etiquetado ,

Leituras de 3a Feira

Um vídeo muito legal faz uma recapitulação dos 10 homens mais rápidos da história ao longo das últimas 4 décadas. Muito bom! *dica do Paulo Braga.

Off-topic: no blog co-irmão falo do que nunca te contaram sobre Gota e Ácido Úrico.

Alguns dos motivos que você pode até não saber, mas podem desclassificá-lo em uma corrida.

Vocês sabem eu tenho certa resistência ao overthinking, que me perdoem o anglicismo, mas é quando ficamos debatendo demasiadamente, de forma muito exagerada, coisas que podem ser explicadas mais pelo acaso do que por nosso controle da situação ou certeza das explicações. Tenho enorme resistência também quando os profissionais do esporte e nutrição dão a entender que têm controle preciso da dieta das pessoas que orientam que não seja no sonho deles. Não consigo controlar 100% da dieta dos meus cachorros, imagine o de um atleta que come 3.000 ou 4.000 calorias por dia e tem controle da própria geladeira. Mas esse texto da Outside é MUITO legal por nos mostrar outra coisa: de como assim como no desempenho, um atleta não consegue estar no auge da forma física (do ponto de vista estético) ao longo de toda a temporada. O texto aborda como por 9 anos uma atleta consistentemente de alto nível, olímpica, tem seu porcentual de gordura variando ao longo da temporada. E é quando mais importa que os valores estão baixos.

Para promover a Maratona da Antártida organizaram uma Milha (em linha reta) com o irlandês e atleta olímpico Paul Robinson. Abaixo o vídeo do feito fantástico! Se você quiser ver outro vídeo, mais longo e mais bonito, clique aqui. E para maiores detalhes, aqui matéria da Runner´s World espanhola.

Etiquetado ,

Leituras de 3a Feira

*a série Correndo com os Etíopes não acabou, mas não dá para deixar outros links esfriando muito

A Runner´s World britânica lista 10 contas de Instagram que inspiram podem expandir seu horizonte na corrida.

Uma forma de avaliar a popularidade de cada marca esportiva é analisando o número de procura por ela no maior site de buscas da internet, o Google. Um nerd vem fazendo isso desde 2013 e acabou de divulgar os de 2017 (lembrando que são termos em inglês o que tira o Brasil e muitos outros grandes mercados do cenário). Aqui você tem o ranking.

Off-topic: como a adidas ganhou da Nike na briga dos modelos retrô.

10 coisas diferentes sobre correr no Japão.

Abaixo um belo comercial da Gatorade estrelado por talvez sua maior atleta.

Etiquetado ,

Leituras de 2a de Feriado

*a continuação da série Correndo com os Etíopes segue amanhã em função do feriado municipal de hoje.

A IAAF definiu as 3 finalistas ao prêmio de melhor fotografia do ano.

A edição Novembro/Dezembro da revista digital gratuita Level Renner está no ar.

Alguém se deu ao (enorme) trabalho de resgatar quais os tênis usados pelos mais rápidos nas maratonas majors e também no Mundial de Atletismo. Impressiona como amador dá atenção a esse fato quando mesmo a elite saber que o modelo pouco importa.

Auto-jabá: no blog co-irmão, falo sobre Foie Gras, Terremotos, Sucos e Nutricionistas (parte 2).

A Runner´s World britânica listou 11 aletas influentes nas redes sociais a serem seguidos. Considerar sempre o pachequismo.

Etiquetado

Leitura pós-Feriado

*No feriado não consegui dar prosseguimento ao meu relato sobre o tempo “Correndo com os Etíopes”. Retorno na próxima semana sem falta!

Aqui você tem o trailer do documentário The Longest Race (em inglês e espanhol) que explica como o sucesso de corredoras quenianas e etíopes muda a estrutura e o relacionamento social nesses países sabidamente machistas. Bem interessante!

No The New York Times um texto BEM legal explicando como Shalane Flanagan é mais do que uma grande e vitoriosa corredora, mas uma atleta especial, profissional e acima da média.

Ainda sobre a prova nova-iorquina, Barry Smith faz sua sempre cuidadosa análise dos números dos amadores! Impressiona como os brasileiros ainda são coadjuvantes nela.

A Women´s Running faz uma lista de 21 mulheres que estão mudando o mundo através da corrida. Parece-me um pouco puxado dizer “o mundo”, mas a lista é interessante.

Off-topic: no blog co-irmão faço um paralelo entre Foie Gras, Terremotos, sucos e o pensamento de nutricionistas.

Uma das coisas que mais “senti” na Etiópia é que por usarem carros velhos e ineficientes do tempo da antiga União Soviética, a qualidade do ar, mesmo com uma das menores frotas per capita do mundo, é terrível, um cheiro horroroso de poluição. Também por isso correm nas florestas, longe das ruas. Aí um gênio vem e lança essa coisa bizarra abaixo. * dica do Igor Oliveira que encomendou 3! ** Não julgo!

Etiquetado ,