Arquivo da categoria: Leituras

Leituras de 2a Feira

O mercado de corrida de rua no Brasil tem algumas boas lojas virtuais vendendo de tudo. Não são muitas as específicas. Um pessoal de Sorocaba abriu a especializada Runner Shop. Não tenho relação comercial com eles, mas acabaram postando uma curta matéria sobre meu livro Correndo com os Etíopes em seu site. Visite lá!!

Um dia você é um atleta olímpico patrocinado e em outro um sobrevivente de um grave acidente cardiovascular. Foi isso o que aconteceu a Kemoy Campbell e seu relato na Spikes é de arrepiar e nos fazer pensar.

O Run Repeat publicou um longo e detalhado relatório sobre o enorme crescimento das ultramaratonas! Tem quase tudo lá! Participação por gênero, distâncias, países, ritmo médio… incrível! Se você não quer se perder em tanta informação, a Runner’s World publicou uma espécie de resumo!

O DyeStat sempre aparece com textos interessantes! Neste longo texto eles falam de uma equipe estudantil. Sempre bons!

No The New York Times para tentar responder o quão rápido o ser humano consegue correr o jornas foi atrás de uma solução esdrúxula.

Final do ano Alex Hutchinson trouxe a filosofia para a Ciência do Esporte. A parte final que fala sobre uma não-estruturação completa do treinamento é o que de longe MAIS me atrai ultimamente…

Etiquetado

Leituras de 6a Feira

Depois da lista masculina que postei dias atrás, a Track and Field News fez sua lista feminina dos 10 maiores nomes do atletismo do ensino médio da década passada. Conhecia 5 da outra lista e 4 dessa. E você?

Leitura obrigatória do dia: talvez por eu ter morado na Irlanda, talvez por conhecer a fundo o nome dos atletas citados ou talvez só porque foi brilhantemente escrito como você observa nos comentários, mas este texto repassando o feito de Ronnie Delany é de ler em um só respiro. Demais demais demais!

Nick Symmonds, ja falei aqui, é especial. O ex-atleta, agora YouTuber além de outros negócios, bateu o recorde mundial dos 400m usando Crocs. Um monstro! Um monstro! Aqui matéria com o link pro vídeo hilário!

Camille Herron e Jim Walmsley foram eleitos os detentores dos 2 feitos do ano na ultramaratona!

Dawn Harper Nelson é uma das barreiristas mais talentosas e vitoriosas de sua geração. Ela tem uma vida e uma carreira INCRÍVEIS. Agora após ser mãe e se aposentar decidiu voltar às pistas para tentar vaga no grupo mais difícil do mundo. É um relato no mínimo MUITO interessante às mães corredoras!

Etiquetado

Leituras de 5a Feira

Na Podium Runner um texto bem didático explicando por que correr mais quilômetros ou mais sessões semanais é o melhor jeito de melhorar seu desempenho, Mas o amador médio ainda acha que é fazendo teste de pisada, comprando palatinose e por aí vai… Um diferencial de todo esporte é saber entender as regras do jogo!

A Canadian Running fez um curto texto falando sobre o impacto do vento no desempenho na corrida.

A Track and Field News fez a lista dos 10 atletas do ensino médio americano na década. Conheço 5 de cara… e você?

O ex-atleta Nick Symmonds é especial! Em seu canal de YouTube ele promove desafios diferentes. Final do ano passado ele oferecia U$100 para quem o derrotasse em uma corrida de 100m vestido de tartaruga. Hilário!

Autojabá: no outro blog eu falo sobre por que todo janeiro é sempre igual quando falamos de Nutrição..

O ex-recordista mundial do 800m Wilson Kipketer foi um dos atletas mais espetaculares de se acompanhar num passado não remoto! Ele era especial. Eu não conhecia alguns detalhes de sua carreira trazidos agora pela Spikes. Leia leia leia!

Um vídeo contando a evolução do recorde mundial da Maratona!

Etiquetado ,

Leituras de 6a Feira

A Dyestat separou algumas de suas melhores fotos de 2019! Separei a mais peculiar!

Um levantamento BEM legal do Bring Back the Mile mostra o enorme efeito positivo do aumento recente da premiação nas provas de milha (1.609m) com a aparição de cada vez mais marcas abaixo dos 4 minutos na distância, um enorme indicador de desempenho no masculino.

Autojabá: no outro blog falo sobre como somos capazes de comer açúcar e farinha até literalmente morrer.

Na Outside Alex Hutchinson sugere para que neste ano eventualmente vez ou outra você abra mão de 4 coisas em seus treinos (não necessariamente mais de um por vez): pré-treino, música, relógio e companhia. Não poderia concordar mais!

A Women’s Running separou os 20 nomes das mulheres poderosas de 2020. Vários nomes bem bons! Uns 3 que não conheço.

A Outside fez uma matéria falando dos benefícios da música em motivar em uma sessão de treino e separou umas playlists sugeridas!

Etiquetado

Recorrido Awards -2019

Editorial: mais um ano deixo para publicar esta lista em janeiro. Desta vez, porém, em uma decisão do grupo editorial decidimos por deixar de fora da premiação a Nike pelo “conjunto” recente de sua obra. Não achamos correto com o esporte premiá-la em categorias nas quais é sempre tão forte. Se você acompanha este esporte mais de perto não temos que explicar os motivos.

*********

O estudo nerd do ano é um empate. Vai para a explicação (nerd!) de como funcionam as ondas de largada nas corridas e para o ensino de Cálculo usando Usain Bolt.

A fanfarrona do ano vai para Claire que ganhou fama ao desenhar formas fálicas enquanto corre.

Biografia do ano vai para o UOL que recapitulou a vida e carreira de um dos nossos maiores nomes da história, João do Pulo!

A matemática aplicada do ano vai ao 538 que demonstra como não precisamos de isotônicos. Ainda nessa linha, o alerta do ano vai para o uso indiscriminado e perigoso de suplementos.

O recorde mundial do ano vai para Anthony Famiglietti meteu 3’59” correndo uma Milha (1.609m) com seu cachorro Bailey. O PB do americano é de 3’55”. Repare que no 3’06” e no 3’26” Bailey olha pra trás meio que dizendo algo do tipo “vamo senão não dá”!

Documentário técnico do ano vai para a Vivo Barefoot. A fabricante americana colocou no ar um site que fala do assunto. O nome é sugestivo Shoespiracy (calçadonspiração). Para quem quiser ver a versão estendida, basta clicar aqui e entrar no site! Na categoria nacional fica com um sobre o amortecimento natural dos pés! E na categoria roteiro original vai para um grupo de amigos franceses com seu #Breaking5. E a matéria do ano vai para o The Telegraph que colocou um jornalista para treinar para o ranking britânico nos 800m.

O site paralelo do ano vai para o justiceiro que tenta combater e expor trapaceiros em corridas de rua.

A revelação do ano vai ao velocista (inevitável dizer!) branco Matthew Boling. E na categoria fora das pistas e ruas no masculino vai para o profissional Scott Fauble que mostra talento incomum com as palavras! No feminino fica com a saltadora Tianna Bartoletta! E na categoria material técnico e pertinente do ano fica com o ex-velocista profissional Craig Pickering.

O relato técnico do ano fica com o do recorde mundial feminino nos 400m com barreiras! Demais!

O elefante branco na sala que fingem não ver vai para atletas transgêneros correndo entre mulheres.

A aposentadoria do ano vai para Shalane Flanagan. A perda do ano entre os homens é sem dúvida alguma Peter Snell. Mas nada nos abala mais do que quando a perda é jovem. Sendo assim entre as mulheres foi a da meiofundista Gabe Grunewald. RIP.

A carta do ano vai para o velocista Noah Lyles agradecendo sua mãe. Demais!

O dossiê do ano vai para um fã da modalidade que joga muita coisa no ventilador sobre Mo Farah.

A volta por cima do ano vai para o etíope Girma Bekele Gebre que mesmo entre os amadores subiu ao pódio em Nova Iorque. Na categoria veteranos ficou com Guillermo Piñeda Morales, o Memo.

A pegadinha do ano fica com a que colocou uma das maiores maratonistas da história para treinar em um grupo de corredores amadores toda disfarçada. Na categoria sátira (por imagens) Dumb Runner sempre imbatível!

 

Até o Recorrido Awards 2020!

Etiquetado ,