Leituras de 3a Feira

Henry Rono foi um dos maiores atletas da história. O queniano travou no final de sua carreira a triste e sempre dura batalha contra o vício. Antes que o álcool ganhasse do atleta a convivência mútua de treinos, competições e excessos produziu algumas das histórias que demonstram o tamanho do talento deste homem. Eu não conhecia algumas e fui apresentado neste trecho de um livro que foi disponibilizado no site da Let’s Run. É quase inacreditável! Ao final há o resumo de um dos maiores duelos já travados e contado em detalhes em artigos espalhados pela internet (busque! Vale cada linha!) quando Rono, completamente fora de forma, compete ombro a ombro com talvez o melhor atleta daquele momento, Alberto Salazar. O texto você encontra aqui!

Autojabá: no outro blog explico por que a nutrição esportiva é míope. E em outro texto falo como nos levaram a considerar o sal, um elemento essencial, como um vilão quando ele é apenas um marcador da qualidade de nossa dieta.

Um documentário que parece ser fantástico reconta a história por trás da quebra de um dos recordes mais emblemáticos e lembrados da história do atletismo: o da milha abaixo dos 4 minutos. Aqui o site com o trailer!

Na Women’s Running corredoras profissionais falam com a experiência delas sobre dicas para evitarmos lesões.

A Track & Field News em uma quarentena que impede novas notícias aproveitou pra trazer a recapitulação da carreira de Steve Prefontaine, o maior ídolo americano da história. Bem legal! Começando pela fase escolar (high-school)!

Etiquetado

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: