Pliometria: sim ou não?

Outro tema sempre recorrente nas perguntas do meu Instagram é a utilização de exercícios de pliometria na corrida (de longa distância). Me intrigam algumas obsessões (que eu chamo de tara) entre os amadores. O interesse pela pliometria meio que se explica… na cabeça do amador ela é quase como ser promovido! Quando um treinador aplica pliometria em um atleta é como se esse corredor tivesse atingido um outro nível, avançado, ele seria especial.

E se os atletas de alto nível usam, é porque deve ser eficiente. E se é eficiente, por que não aplicar também no amador?

Porcamente resumindo, pliometria são exercícios de potência usando saltos (com ou sem barreiras e/ou caixas) e medicine balls, por exemplo.

Querem saber se eu uso? NÃO se a pessoa corre provas maiores que 400m. Uso nada! São alguns os motivos. O mais simples é de ordem prática (ou lógica). Se o corredor é muito avançado (com alto volume) por que vou sobrecarregá-lo com a carga mecânica do salto que é TÃO agressiva? E se o corredor não é avançado (volume baixo) por que diabos vou colocar uma pessoa fragilizada pra ficar saltando (com ENORME carga de impacto)?

Há outros motivos, de caráter mais conceitual. Pliometria parece ser um exercício muito mais efetivo em DEMONSTRAR a potência de alguém do que DESENVOLVÊ-LA. Muita carga mecânica, pouco retorno, muito risco. Por que fazer no corredor amador de longa distância?

Tem mais! Sabe qual o melhor exercício de potência ESPECÍFICA a um corredor? Tiros, sprints (a 100%!). E por algum delírio coletivo corredores NÃO querem fazer isso, mas… querem fazer pliometria! É surreal! Querem correr rápido, SEM correr rápido e fazendo um gesto que mais DEMONSTRA o resultado do treino, mas pouco o promove.

Velocidade possui um alto componente de força. E força a gente trabalha fazendo altas cargas, poucas repetições com um bom descanso entre séries.

Deixe pliometria aos velocistas, foco no que te entrega mais. Quer saber mais? Dia 12 de maio (3a feira) eu e o Léo Moratta começaremos uma turma especial de 7 dias falando de Força e Mobilidade na corrida e abordaremos pliometria. Link de inscrição aqui.

 

Etiquetado , , , ,

2 pensamentos sobre “Pliometria: sim ou não?

  1. Antal Varga disse:

    Balu, 100% das pessoas que eu conheço e que fazem esses exercícios de pular em caixa tem como resultado canelas doloridas e eventuais tombos homéricos.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Giuliano Maia disse:

    Balu como sempre sendo “Cru”, esclarecedor e assertivo. Concordo plenamente.Simples e magistral o texto. Embora, confesso, engolia muitas “invencionices” e este blog tem jogado luz sobre em muitas temáticas. Show show Balu.

    Curtir

Deixe uma resposta para Antal Varga Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: