VERSCHLIMMBESSERUNG. “A luta contra a magia, o pretenso divino”

Nos meus últimos textos, seja sobre Jejum, Educativos de Corrida, Suplementos ou Biomecânica sempre surge a mesma indagação que às vezes me incomoda um pouco: “você tem os estudos a respeito?”

Pra quê?! Sabe, quando eu ainda acreditava na Academia como fonte de conhecimento eu mantinha registro de estudos importantes para servir de referências. Hoje? Sequer leio estudos! O que é – peço perdão pelo termo – disruptivo, chega até mim sem eu ter que ler os outros 500 artigos que são pura encheção de linguiça que são publicados juntos. Ou seja, eu deixo assim os OUTROS fazerem (de graça!) pra mim o que eu NÃO QUERO fazer (ler lixo).

Sabe, ainda preciso ler mais na fonte os grandes filósofos e clássicos. Venho consumindo de forma intermitente, indireta. Caí em um trecho de Hipócrates que é sensacional, que cabe no que vivemos atualmente na Corrida.

A vida é curta, a arte é longa; a experiência, enganosa; o empirismo, perigoso; o julgamento, difícil”. É POR ISSO que eu não leio estudos na área! Ler sobre efeito de educativo em intervenção de 3 meses? Buscar evidências de que Jejum seja benéfico? Basta olhar “pra trás”! São 5.000 anos de evidências NÃO publicadas em revistas científicas! Suplementos? Em nossa história nunca usamos, tem que sofrer de delírio coletivo pra achar que de repente vivemos uma crise mundial de vitamina D. Biomecânica? Educativos? O esporte apenas engatinha, mas enquanto vocês consultam acadêmicos que nunca estiveram no campo, eu prefiro ver a prática (skin in the game). Por quê? Porque “a vida é curta, a arte é longa; a experiência, enganosa; o empirismo, perigoso; o julgamento, difícil”.

SEMPRE que se entra na pista, remetendo novamente à Hipócrates, “não basta você fazer aquilo que convém, é preciso também contar com o auxílio do indivíduo, daqueles que o assistem e dos elementos exteriores… A prática que realizamos é a dos ‘phainomenon’, daquilo que aparece, e buscamos sempre investigar, associar e compreender à luz do sistema que nos foi transmitido pelos antigos”.

A pessoa manda inbox e fala que “se bem feito, funciona”. Amigo… eu não consigo, NÃO TENHO CORAGEM de virar pra treinador meia-boca e falar que sei mais de técnica de corrida do que ele, como alguém fora da área vem falar que enxerga mais do que eu há 30 anos nesse jogo? Ou como disse brilhantemente Italo Marsili, “ocorre algo mágico aqui no Brasil: a pessoa não concorda comigo e quer me dar aulas, mas não percebe, no entanto, que jamais leu o autor, jamais leu os comentaristas sobre o autor e, provavelmente, não leu o que eu escrevi sobre o assunto”.

Cada vez mais, pela “experiência ser enganosa; o empirismo, perigoso e o julgamento, difícil” eu tento me abster de mecanismos complexos. Sou cada vez mais adepto de MENO intervenções. Por quê? Porque nos falta compreensão deles. Verschlimmbesserung” é um substantivo em alemão para quando uma tentativa de melhoria acaba é piorando as coisas. Para MIM, me ABSTER é a MINHA “luta contra a magia”. Deixo é aos outros ficar corrigindo técnica de atleta e prescrevendo suplemento corrigindo a humanidade, deixo esses brincarem de “pretenso divino”.

Etiquetado ,

3 pensamentos sobre “VERSCHLIMMBESSERUNG. “A luta contra a magia, o pretenso divino”

  1. Antal Varga disse:

    Balu, eu te entendo, é muito chato isso. Vc, ao invés de rebater, pode trazer o indivíduo para dentro do problema. Explico:
    P: Você tem os estudos a respeito ?
    R: Qual artigo, estudo, comentário vc quer que eu refute ?
    Sei q responder uma pergunta com outra pergunta não é muito inteligente mas, dá um certo trabalho para o chato ir se inteirando sobre o tema em discussão.
    Funciona.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Lesao com Ciência disse:

    Fala Balu! Proa moçada da biomecânica manda essas duas recentes revisões sistemáticas publicadas em 2019 numa das principais revistas da área de ciências do esporte.

    https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/31823338 (53 artigos inclusos no final) https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/31028658 (16 artigos inclusos no final) Desejo uma boa leitura dos 69 artigos para o moçada da biomecânica!!! 🙂 Abração Ps.: você não me enviou o link/nome dos carinhas que falam que predizem lesão… estou curioso!! hahaha

    Curtir

  3. Carlos Eduardo Lima disse:

    Balu, grande lição de vida, esta de Hipócrates. Vou reproduzi-la em minha página no Face. Abraço.

    Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: