Leituras de 3a Feira

Que vídeo espetacular! Seu treinador se preocupa com seu core (sobrevalorizado), fica olhando sua pisada, recomenda tênis, palpita na sua alimentação e presta ZERO atenção ao fato de você ter um pé todo destreinado, enfraquecido… Separe 15 minutos e veja os benefícios de dedicar atenção ao pé!

Autojabá: no outro blog falo do talento dos especialistas estarem sempre errados… até hoje…

O enorme impacto que o assassinato de um jovem talentoso e querido atleta tem em todos ao seu redor.

 

*****

 Joyride é o novo modelo (lindo!) de tênis da Nike que vem com tecnologia aparente (aquela que se não é visível o consumidor não se encanta e decide pagar menos). Mas há uma coisa no vídeo (abaixo) que parece ser uma tendência que me incomoda cada vez mais na corrida num nível que não imaginam… E não tem NADA a ver com a Nike, marca que mais me agrada e fabricante dos que são, para mim, os melhores tênis dentre as grandes. No começo do vídeo a primeira frase do narrador é: correr é difícil (running is hard) para depois quando aparece sua imagem falar que a ideia do modelo é fazer correr parecer ser fácil.

Questão de 15 dias atrás tomei café com um corredor experiente que treinou a vida toda em assessoria. Segundo ele, ele se afastou um pouco dos grupos porque ver as pessoas correndo sorrindo o incomodava cada vez mais… Running is hard… e ver as pessoas felizes fazendo algo difícil confunde o cérebro, sabe? Como pode? A imagem não condiz com o que esperamos! Que não me levem a mal, mas vejo uns perfis de Instagram com as pessoas correndo às gargalhadas… parecem aquelas fotos de mulheres magras rindo com um garfo de salada na mão… parece que a rúcula é comediante fazendo um stand up!

Parece haver um consenso em quem gosta ou é pago para problematizar tênis de que deveríamos buscar modelos segundo o conforto. Não consigo concordar! No calçado eu busco é AJUSTE, o que é MUITO diferente de conforto. Crocs é confortável. Usar palmilhas de silicone é confortável. Minimalista NÃO e confortável. A pessoa precisa buscar ajuste, acredite! Um dos maiores males do nosso tempo é a busca pelo conforto! A atividade física, a dieta, o jejum… NADA disso é a busca pelo conforto!

Em nome do conforto comeríamos o que quiséssemos, não faríamos esporte (só um teórico, um acadêmico, defende a bobagem de que treinar aumenta nossa disposição) e não faríamos jejum.. comeríamos a cada 3 horas (entendeu o delírio da diretriz nutricional??)… com tênis é assim! Que ele não tenha costura mordendo seu pé, que o tamanho seja justo, mas.. conforto? Não caia nessa! Se correr está assim tão fácil que arranque gargalhadas, você está é se enganando. SEMPRE o melhor momento da corrida é quando paramos, não??

Etiquetado ,

10 pensamentos sobre “Leituras de 3a Feira

  1. joaocrz disse:

    Também me incomoda bastante, esse grupo que fala que vai para corrida para “se divertir” e fica contando piadas enquanto corre. Toda corrida que participo é para dar o meu máximo ou para fazer teste dos meus treinamentos, por isso que sempre participo de 6 a 8 corridas no ano e ainda acho que está muito. Há pessoas que correm em dois meses o que eu corro em um ano…

    Concordo plenamente, o melhor momento da corrida é quando ela acaba. Por isso, que eu gosto de chegar cedo na corrida e sair lá na frente, porque lá na frente só tem os caras que estão correndo buscando performance e não tem de correr e ficar sorrindo ao mesmo tempo. Só dou risadas, quando consigo atingir o tempo que estou buscando.

    Curtido por 1 pessoa

  2. tadeugoesblog disse:

    Esse tênis é o canto da sereia ! KKKKK , para correr acho que não presta mas o apelo comercial é fantástico. parabéns a Nike peça invenção.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Varga disse:

    Balu, não concordo totalmente mas, respeito. Vou te dizer o que me deixa feliz/triste: ganhar/perder dinheiro.
    Como correr não é o meu ganha-pão, me dou o direito de sorrir em algumas situações. É melhor ser alegre que ser triste. Alegria é a melhor coisa que existe. Né ?

    Curtir

    • ciro disse:

      Dirigir e teclar no celular ao mesmo é impossível porque humanos, como nós, usam o mesmo mecanismo cerebral para as duas ações, por tanto, ou fazemos um ou outro.

      A ato da sequência de saltos se tornando um padrão de movimento em humanos o qual chamamos de “corrida”, se utiliza do mesmo mecanismo cerebral da ação de demonstração do estado emocional de felicidade… ou seja é impossível ficar feliz e correr ao mesmo tempo.
      Um é o gatilho para a o outro, mas nunca os dois ao mesmo tempo.

      Se por acaso acontecer de vc ficar no estado emocional de felicidade enquanto corre, automaticamente vc ira perder a sequência de movimentos parando a corrida. Para voltar a correr, terá que se concentrar e se esquecer do “momento feliz”.

      Sobre o ser alegre e triste: vc só sabe o que é ser alegre porque tem a referência do ficar triste. Se tudo fosse alegria, nada seria alegria.

      É extremamente necessário ficar triste para que saibamos o que é, e para que busquemos gatilhos para chegarmos a momentos alegres.

      Curtido por 1 pessoa

      • Antal Varga disse:

        Então Ciro, interessante seu ponto. Justamente por não ganhar nada a mais nem perder muito, em alguns momentos, me dou o direito de sorrir ao custo de uma certa lerdeza. O caminho com suas nuances é mais importante que o destino, pelo menos para mim.
        Apesar de não ser muito fã da turma “aparecida” das redes sociais, parei de me incomodar com isso, só gasta energia preciosa.
        Sabe, ninguém está obrigado a inscrever-se nas corridas de rua. Se o cidadão está incomodado, pode optar por não estar lá e correr do outro lado da cidade, que estará mais vazio, diga-se de passagem e economiza uma grana.
        É o mesmo raciocínio de querer ir em balada e incomodar-se com o combo “bebum, som alto, muvuca”. Detesto, por isso não vou.

        Curtir

  4. Darlene dos Santos costa disse:

    Top de linha .gostei muito
    Uma ideia sensacional
    Só esperamos que o preço venha favorável ou razoável pelo menos.

    Curtir

  5. Conrado disse:

    Eu acho que o que eles chamam de conforto é o que você chama de ajuste. O que eu entendo de tênis confortável, é um tênis que me se ajusta bem ao meu pé e que me permite correr sem “perceber” o tênis.

    Para mim um tênis confortável para correr é um tênis que deixe meu pé arejado e não mto macio.

    Acho que é mais uma questão de semantica. Sei lá…

    Abraços,

    Curtido por 1 pessoa

  6. Thiago disse:

    Eu sempre tive uma atitude mais raiz, me identificava muito com a atitude do Zatopeck.
    Já me incomodou bastante essa postura da galera, de curtição, de fotinho e sorriso. Mas acho que há espaço pra todo mundo e não perco tempo voltando a atenção pra quem foi com esse propósito. Mesmo assim, considero essa galera mais que bem vinda nas corridas, pois elas estão fazendo, de um jeito ou de outro, um bem pra elas mesmas. Então, acho válido de qualquer forma. Quem sou eu pra julgar?

    Curtido por 1 pessoa

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: