Livro novo na área?!? O VETERINÁRIO CLANDESTINO

É com enorme satisfação e alegria que venho até você, que compartilha muitas das minhas ideias, dizer que minha nova obra finalmente ganhou vida! Sou dono (ou como gostam de dizer, tutor) de duas cadelas.

Uma delas ficou obesa enquanto eu morava no exterior. Isso resultou em questionamentos, uma pós-graduação em Nutrição Animal e um livro que questiona tudo – absolutamente TUDO! – o que os especialistas acham que sabem sobre a silenciosa epidemia recente de obesidade em nossos amigos de 4 patas.

Em O Veterinário Clandestino faco questão de trazer estudos esquecidos, alguns escondidos, outros ignorados sobre como combater esse problema tão grave. Você irá se surpreender, eu te GARANTO!

Caso você queira saber mais, basta clicar e entrar no site do livro (e-book)!

http://www.oclandestino.com.br/veterinario

Muito obrigado!

Etiquetado , , , ,

6 pensamentos sobre “Livro novo na área?!? O VETERINÁRIO CLANDESTINO

  1. Antal Varga disse:

    Parabéns, Balu ! Também somos tutores de um cachorro, aliás mais que tutores… pais que criam com amor.
    Acredito que sua obra irá ganhar muitos apoiadores veterinários, pois todos com que converso afirmam que o melhor mesmo é fazer a comida deles. Comprar e preparar mas, isso dá trabalho. Não é o mesmo que servir restos de nossas refeições.
    Ração, mesmo a menos ruim, é como gel de carbo ou whey. Não é bom mas, é prático. Aliás, existe um nicho de mercado próspero voltado a produção de refeições caninas baseadas em ingredientes “de verdade”.

    Curtido por 1 pessoa

  2. adrianapiza disse:

    No seu livro fica claro, dar comida de verdade não é porque eles se aproximaram de nós, e estão tão perto em convívio com a gente que merecem comida como nós (o que erroneamente é o que muitos pensam e fazem), mas sim porque apesar de estarem tão próximos há tantos anos, por mais que tenham uma vida quase humana, eles continuam sendo animais essencialmente carnívoros e devem/merecem ser alimentados como tal. E isso vale não só quando pensamos em nutrição…mas no modo como tratamos deles no dia a dia. Essa mensagem e ainda um pouco mais sobre os mitos da nutrição estão nesse seu livro, e muito bem explicados. Parabéns Balu!

    Curtido por 1 pessoa

  3. Julio Cesar disse:

    Natural mesmo seria eu deixar minhas das gatas comer ratos, grilos, lagartixas, borboletas e o que mais conseguissem pegar.

    Mas como (felizmente) não tem esses bichos no meu apartamento elas tem que comer ração mesmo.

    Quando ofereço carne crua elas dão uma cheiradinha e saem andando.

    Curtir

    • adrianapiza disse:

      Júlio, em casa aparece uma cabeça de lagartixa por dia no tapete… e frequentemente resquícios da caçada…penas de pássaros e rastros de sangue por alguns cômodos… Poderia achar nojento ou absurdo, ou achar até que ele tem algum problema psicológico, mas não, a verdade é que ele está sendo quem ele é! Mas já cheguei a dar um pedaço de salmão…e ele preferiu ração rsrs

      Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: