Leituras e pitacos de 4a Feira

Esteiras são sempre um horror! Um vídeo no Facebook mostra como tornar seu tempo mais divertido sobre elas! *dica do Ciro Violin.

8 treinadores dão cada um uma dica a ultramaratonistas. Bem interessantes para qualquer corredor!

A Forbes publicou a sua lista dos 100 atletas mais bem pagos do mundo. Não há mulheres, não há ninguém do atletismo.

**********

Veja o vídeo abaixo, volto depois…

Esse vídeo da Nike com Shalane Flanagan fala mais sobre o mercado de corrida do que se pode imaginar. Nele, em tom irônico feito por sua patrocinadora, o narrador argumenta que é graças ao seu tênis que ela, Flanagan, foi a primeira americana a ganhar a Maratona de Nova Iorque em mais de 40 anos. Nisso ela responde que o treinamento deve também ter algo a ver com isso. O narrador rebate dizendo que um tênis daquele é o que você precisa para ser um vencedor.

O comercial é claramente uma ironia com a forma com a qual os comerciais eram feitos décadas atrás com alegações que não precisavam jamais serem comprovadas. Não havia necessidade ou compromisso de haver qualquer verdade no que era dito.

Dias atrás um influencer postou dicas quando alguém comentou algo como: por que vou me dar ao trabalhou de seguir dicas de quem corre a essa velocidade?

A tal velocidade era a equivalente a uma abaixo da do corredor médio brasileiro. Eu muitos anos atrás, ainda no colégio, dava aulas de matemática a alguns colegas de classe. É natural que busquemos ajuda ou dicas de quem está (bem) acima da média. Faz sentido a crítica, ainda que magoe. Por que você buscaria alguém que tirou 4 em Biologia para te ensinar antes da prova sem você saber sua nota? Complicado, não? Eu procuraria alguém que tire regularmente, sei lá, 8.5 ou 9.

Essa pessoa sabe o que vai cair na prova?

Vivemos em um mundo de especialistas que não entendem. Onde procurar informação? Há gente que defenda a obrigatoriedade estúpida de ter CREF ou diploma. Desde que eu os pague, eles acham que eu posso falar sobre Ginástica Artística, modalidade que pouco entendo, mas como não pago seu pedágio, eles acham que eu não posso falar sobre corrida. Bisonho quando se resume tudo a propina.

Para onde correr? Difícil resposta… todos parecem ter virado especialista. A liberdade que a internet deu abriu essa possibilidade e a preguiça do usuário médio só faz piorar o cenário. Para piorar, esse cenário e o hábito de um amador confundir aquilo que é importante na corrida abre espaço para que um mero coadjuvante (tênis, equipamento,…) ganhe destaque. O vídeo mostra isso: uma pessoa que corre muito sabe o que importa. Quem não corre tenta dar explicações.

Etiquetado ,

12 pensamentos sobre “Leituras e pitacos de 4a Feira

  1. William disse:

    Na lista do 100 mais bem pagos não entraria o Bolt no Atletismo, ou no caso não considera ele pela aposentadoria?

    Concordo plenamente com esta afirmação sobre o CREF, na cidade onde moro tenho inúmeros exemplos de treinadores de corrida que nunca correram uma meia e são lentos, pq deveria confiar nas dicas dos mesmos, prefiro dicas daquele tiozinho com shortinho e camisa regata patrocinada pela prefeitura dos anos 80 que mesmo com 50 anos ainda faz sub 3 na maratona.

    Curtir

    • Danilo Balu disse:

      O Bolt achou que caiu em fção da redução do salário… Veja que o líder é um atleta dito apresentado.

      Curtir

    • Discordo. A comparação com as notas da escola é totalmente equivocada, o domínio é outro! Que eu saiba Renato Canova não foi um corredor rápido e talentoso mas sempre foi um treinador talentoso e o mais talentoso da atualidade. Correr rápido não implica saber como ensinar outros a correr rápido e correr lento não implica em não saber como ensinar outros a correr rápído. Acho que vocês estão caindo na Falácia da Madeira Verde.

      Curtir

      • Danilo Balu disse:

        Renato Canova tem mais skin in the game do que eu e vc juntos. Sua renda vem do sucesso que seus orientados tem seguindo sua planilha de treino. A pessoa que vai fazer a prova como meu aluno de matemática sabia que eu não tinha skin in the game, então sabia que eub entendia do que falava. Vc não precisa correr bem para dar aula, vc precisa ter pele em jogo ou experiência prática. Um dos 2 pelo menos.

        Curtir

  2. Julio Cesar disse:

    Bolt está na posição 45, com 31 milhões de dólares faturados nos últimos 12 meses.

    Curtir

  3. Julio Cesar disse:

    E eu não imaginava que o Neymar faturava mais do que o Lebron James.

    Curtir

  4. Julio Cesar disse:

    Balu, o que mais tem é “especialista” avaliando tênis nos canais do Youtube.

    Outro dia tem um pitaco e alguém me respondeu: “mas o cara tem uma grande bagagem”…

    Então eu: Quem tem uma grande bagagem é o Marilson, Solonei, Franck, Altobeli..

    No caso do “especialista” em questão tratava-se de um amador que fazia maratonas e ultramaratonas na base do trotinho.
    E como tem grana pra viajar e fazer essas coisas pelo mundo afora, parece que automaticamente passa a ser um especialista em tênis

    Curtir

  5. Antal Varga disse:

    Uau ! Quanta coisa hoje….
    O vídeo sugerido pelo Ciro é sensacional. Esteira é muito, muito chato… só em caso de extrema necessidade. Até treinar em escada de edifício é mais bacana.
    A melhor dica para as ultras é a 6. Pelo menos é a que mais levarei em consideração ano que vem.
    Poderia jurar que o mais bem pago era o LeBron James. E uns devem a presença nesta lista aos seus agentes que devem ser tipo o Lula, que leva todo mundo na conversa.
    Essa questão dos tênis rende bastante. Na real qualquer um consegue ser “especialista” em tênis de corrida desde que corra a um tempo. Até eu sou…. já dei “consultoria” para vendedor da Centauro e Decathlon… imagine ! Mas, também…. qual a tecnologia complicada que há aí ? Sola, entressola, cabedal, cadarço…
    Quanto aos “digital influencers”…. não adianta ir contra, é o avanço tecnológico. Assim como as máquinas de escrever não voltarão. Acho que o grande valor deles é apresentar um calçado e eu tirar minhas próprias conclusões sem precisar ir até uma loja física e escutar conversa de vendedor que não sabe a diferença entre All Star e Crocs. Mas, tem uns absurdos… determinada marca colocou de líder do seu “time de corredores de rua” uma pessoa que mal consegue andar e mascar chiclete ao mesmo tempo, só que tem um monte de seguidores no seu canal, que nem de corrida é (já dei muitas dicas).
    E por fim mas, não menos importante: o “peer instruction” é uma das metodologias de ensino disruptivas bastante aplicadas atualmente. Ela tem alto valor se você perceber que dá para aprender bastante, mesmo com um “mocorongo”.

    Curtir

  6. Rafael disse:

    Sobre esteira, estava lendo sobre o triatleta Lionel Sanders que é fã de treino indoor.
    e no seu relato, ele percebeu com o tempo que a esteira não dá a mesma adaptação que que correr outdoor.
    Ele ainda corre 60% na esteira, mas a constatação de um cara que é fã do treino indoor e com excelentes resultados, é interessante.

    quem quiser ler, segue o link
    https://triathlonworld.com/personality/lionel-sanders-incredible-journey-143331

    Curtir

  7. Maicon disse:

    Quem seria o influencer? Tenho meu palpite… Hehe.

    Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: