Leituras de 2a Feira

Auto-jabá: o Guia Tênis fez uma lista, um levantamento de quais são os tênis favoritos de 27 “corredores influentes na internet”. A lista é bem interessante, apesar de contar até com o meu nome. Fiquei positivamente surpreso com a liderança do Fila Kenya Racer 3! O meu custou apenas R$225! É um modelo ótimo, preço bem honesto, entrega muito mais do que custa! Mas curioso MESMO eu ficaria com as pessoas tendo que falar quais modelos elas gostaram pagando pelo tênis. É uma questão de ter a pele em jogo, skin in the game. Sem isso, não vale muita coisa. Só isso pode explicar que tenha gente que disse correr com o modelo…. ah… deixa pra lá!

Saiu dias atrás o relatório anual das Meias Maratonas nos EUA em 2016. Você pode fazer uma chamada positiva: é o 4º maior número de concluintes na história! Ou você pode fazer uma chamada bem mais negativa: é o 3º ano seguido com queda de número de concluintes! Dá para tirar algumas outras conclusões. Pois é…. mercado saturado? É um pouco minha aposta e nem dá para jogar a culpa nas provas alternativas (aquelas com obstáculos e as com pós coloridos que explodiram alguns anos atrás, mas que já não empolgam mais). Crise? Nós estamos em crise, eles não. Parece, sim, ser um teto. Um teto muito alto, quase sem paralelo, diga-se. Para se ter ideia, no Brasil somos cerca de 115.000 concluintes (que você pode ver aqui em um infográfico completo) e nos EUA são quase 2 milhões. Pois é, um teto alto, bem alto.

E dias antes saiu ainda o relatório anual das Maratonas nos EUA também em 2016. Assim como nos 21km, você pode fazer uma chamada positiva: mais de meio milhão de concluintes! Ou ser mais honesto e chamar atenção para outra coisa: é o 4º ano seguido com queda de número de concluintes! Estaria nos 42km o mercado saturado? É também minha aposta, mas menos. Até porque o Japão, país bem menor, tem número similar, na verdade ligeiramente maior. Seria um pouco da impaciência de uma sociedade agora em ritmo tão frenético que não pode parar tanto tempo sem checar seus celulares enquanto treina para correr tanto tempo? Tudo é apenas hipótese. Ainda assim não números grandiosos! Para se ter ideia, no Brasil somos apenas 20.000 concluintes de maratonas (você pode ver aqui em um infográfico completo nos 42km). Mas diferente dos 21km, que não temos uma prova enorme, nossa maior maratona, a do Rio de Janeiro entraria como a 15ª maior prova no ranking dos EUA. Nada mal!

E por fim, apenas a título de curiosidade, a lista das 50 maiores provas nos EUA em 2016 conta com 17 Meias Maratonas, enquanto no Brasil elas são apenas 6 entre as 50 maiores. Nossos números são bem menores (você pode ver aqui em um infográfico completo com nossas 50 maiores corridas de rua em 2016). Nossa preferência pelos 5km e números bem mais tímidos mostram que somos um mercado ainda crescente, porém de público bem mais inexperiente. Minha curiosidade é quando teremos uma estabilização, tal como lá;

Off-topic: como as pessoas (e a motivação dessas pessoas) que o cercam podem impactar o quanto você melhora (ou não) até mesmo como corredor. Interessante e revelador!

Abaixo você tem o vídeo de uma maratona imperdível em uma das cidades mais incríveis da Europa, Genebra! Está aí uma que um dia talvez corra! * dica do Correr pelo Mundo.

Etiquetado ,

5 pensamentos sobre “Leituras de 2a Feira

  1. james lehm disse:

    Outra hipótese poderia ser que as provas de trail running estão atraindo estes corredores.
    Não sei se existe algum levantamento do tipo nos EUA??

    Curtir

  2. LEONARDO LIMA RODRIGUEZ disse:

    Cara, ótimas seleções de leituras. Quem participa de corridas aqui no Brasil com algum olhar crítico sente que somos inexperientes. Uma prova disso é como pagamos caro para provas mal organizadas com estrutura mínima. Aliás, gostamos de pagar caro! Pagamos caro procurando tênis com muita estrutura e pagamos caro para usar esses tênis e provas com estrutura ruim. Não faço, nem nunca farei apologia aos pipocas, mas não dá gosto pagar por algo ruim, quando não temos sinalização e, principalmente, quando a medição é mal feita, chegando a falhar em quase 10% pra menos, como foi a prova que corri esse fim de semana. Nosso critério de avaliação de estrutura parece ser hidratação apenas, aqui, que é quente, temos 5 (CINCO) postos de hidratação em provas de 8km, fazendo que tenhamos que decidir se corremos ou bebemos água.
    Só tenho uma crítica ao leituras de hoje: você tinha que ter colocado a matéria dos influenciadores por último. Confesso, sou muito imaturo, uma vozinha ficou ecoando na minha cabeça “Mizuno Creation” enquanto lia as outras matérias! Que isso nunca mais se repita! Kkkkkkk

    Curtido por 1 pessoa

  3. Agora tem também a PRESTENÇÃO…
    Sucesso no mundo inteiro, a Insane Inflatable 5k – A Corrida Insana chega ao Brasil.

    Isso de corredores influentes claramente está errado. Chamaram o Por Falar em Corrida para palpitar lá também. Logo nós, que nunca recebemos um mísero tênis e não influenciamos nada. Já que talvez nunca mais aconteça algo do tipo novamente, não perdemos a oportunidade de enviar nossas preferências hahaha.

    Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: