Leituras para o Feriadão

A Runner´s World usa 10 GIFs para contar como você se sentiu “ofendido” durante uma corrida.

A revista ainda listou os melhores documentários de corrida!

Falei aqui dias atrás do caso absurdo de um atleta nascido homem e que agora se considera garota. Pois ela ganhou uma competição de atletismo. Ela pode se considerar o que quiser, até um liquidificador, se assim quiser. O que não dá é que isso seja aos custos do sonho alheio. Esse debate terá que vir cedo ou tarde no esporte. A Gazeta do Povo trouxe traduzido um texto muito bom que pergunta: me responda, como transgêneros competindo com mulheres no esporte ajuda no empoderamento feminino??

A Outside conta uma breve história sobre a quebra dos 4 minutos a Milha.

O esporte profissional é sujo. Não só porque há trapaceiros, esses existem em todos os campos. É sujo porque quem o comanda não demonstra querer caçá-los ou puni-los. Uma equipe alemã vem fazendo revelações assustadoras do quão disseminado é o doping e desta vez o Brasil é o pivô de mais uma produção! Aqui o documentário sobre doping. * dica do Adolfo Neto.

Abaixo o belo vídeo promocional da Continental Cup deste ano!

Etiquetado ,

7 pensamentos sobre “Leituras para o Feriadão

  1. Hélio Shiino disse:

    “A Gazeta do Povo trouxe traduzido um texto muito bom que pergunta: me responda, como transgêneros competindo com mulheres no esporte ajuda no empoderamento feminino??” (Danilo Balu)

    Off-topic???
    http://www.puggina.org/artigo/puggina/empoderamento-feminino-e-totalitarismo-sexist/9457
    Artigos do Puggina
    EMPODERAMENTO FEMININO É TOTALITARISMO SEXISTA
    por Percival Puggina. Artigo publicado em 31.03.2017

    O vocábulo “empoderamento” é dos mais horrorosos neologismos criados pela novilíngua esquerdista. Além de ser uma palavra desajeitada, carrega consigo aquela desonestidade intelectual que constitui trade mark do esquerdismo articulado e militante. Sempre que a escrevo, o corretor automático do word sublinha em vermelho, asseverando-me que não existe no nosso vocabulário. Contudo, a despeito da informação do dicionário, ela entrou em vigência, tem vigor e cobra reverências na novilíngua esquerdista.

    Curtir

  2. Antonio Borges disse:

    A discussão sobre transgêneros no esporte é interessante demais pra ser tratada com a leviandade da comparação com liquidificador, no estilo J.R. Guzzo de que casamento entre pessoas do mesmo sexo seria equivalente a casamento de homem com cabra.
    Aí desperta coisas como esse rage do colega acima, digno do pior da internet. Cuspe em série de frases prontas anti-esquerda, tachando e tachando sem nenhuma substância.
    Uma pena pra um blog que, de resto, muito me agrada a leitura.

    Curtir

    • Danilo Balu disse:

      Ainda estou tentando encontrar um cara pertinente que ache que como está agora está correto…. Houve recentemente um caso no vôlei amador feminino (tão amador que não incomoda) e um acho ergue na série B italiana (envolvendo uma atleta brasileira). O caso mais famoso no tênis nos anos 70 deu em nada porque viram que a atleta não tinha condições. Vai surgir alguém que incomode, como foi com o Pistorius e suas próteses que faziam um atleta mediano virar finalista olímpico. Aí sim os dirigentes vão ver que ignorar (e liberar) não tem qq cabimento.

      Curtir

    • Hélio Shiino disse:

      “Aí desperta coisas como esse rage do colega acima, digno do pior da internet. Cuspe em série de frases prontas anti-esquerda, tachando e tachando sem nenhuma substância.” (Antonio Borges)

      (Palavras são frias e não transmitem emoções. Dentro dessa premissa, afirmo que respondo com um nível de voz baixo e sem qualquer tom agressivo.)

      Despertar (verbo)
      – regência múltipla
      fazer sair ou sair do sono, do estado dormente; acordar, espertar.
      – transitivo indireto bitransitivo e intransitivo
      fazer sair ou sair do estado de torpor ou de inércia; fazer readquirir ou readquirir força ou atividade; espertar.

      A mim não despertou pois mantenho um pleno e constante estado de atenção.
      Quem acompanha e lê meus comentários sabe que eu não sou de pular de posicionamento conforme a conveniência.

      A grande maioria das pessoas tem um entendimento equivocado de que ser de esquerda é ser do contra.

      Eu tenho muito cuidado a respeito dos fatos que ocorrem ao meu redor.
      Sim, tenho tanto defeitos quanto virtudes.
      E sei discernir quando algo segue uma agenda ideológica.
      Devemos ser cautelosos quando achamos que tudo está normal quando não está.

      Para finalizar – isso é endereçado a todos – como forma de nos esclarecermos e de não falar por falar e acabar caindo no vazio, pesquisem a respeito de Revolução Cultural, Marxismo Cultural.
      Houve uma alteração na forma do Pensar para que a dominação fosse gradual.
      Pior e mais eficiente do que mudar à força é mudar o seu modo de pensar.
      Isto tem atingido todas as áreas
      E porque no Esporte seria diferente???
      O alvo?
      A juventude.
      A juventude é o futuro de qualquer Nação.

      (Palavras são frias e não transmitem emoções. Dentro dessa premissa, afirmo que respondo com um nível de voz baixo e sem qualquer tom agressivo.)

      Curtir

  3. “O esporte profissional é sujo. Não só porque há trapaceiros, esses existem em todos os campos.”
    Eu diria: o esporte profissional é sujo pois toda competição é suja. O esporte profissional é ainda mais sujo pois alguns dos maiores trapaceiros estão em cargos de direção.

    Curtido por 1 pessoa

  4. “Ela pode se considerar o que quiser, até um liquidificador, se assim quiser. O que não dá é que isso seja aos custos do sonho alheio.”
    Concordo.
    Mas acho que o problema é mais profundo.
    O problema está na origem da competição.
    Ela (a atleta trans) não tem o direito de praticar esportes?
    De ganhar dinheiro com isso?

    Curtir

    • Danilo Balu disse:

      O atleta trans tem todo o direito de praticar esportes! Ele tem tanto direito de competir (que é diferente de praticar) contra mulheres qto eu tenho de competir o campeonato italiano de atletismo. Ele tb tem o direito de ganhar, assim como eu tb tenho de ganhar jogando basquete na WNBA. Entende meu pto? =/

      Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: