Leituras de 2a Feira

No UOL uma história que a chamada parece legal: o que a indústria do tênis teria aprendido com a de sutiã. Daí você vai lendo e encontra o típico… um jornalista que ou ganhou um “abraço” para falar toda essa lenga-lenga, ou de tão ignorante no assunto comprou a ideia acreditando em um release contador de história. A matéria é ruim, mas mostra um retrato de como é a enorme maioria dessas matérias na área do jornalismo da corrida: quase sempre convenientemente raso. *dica do Silvio Carvalho.

Um mito que parece que será eterno enquanto dure é o de que nós corredores deveríamos alongar (antes e/ou depois) ou trabalhar nossa flexibilidade. Uma bobagem que não encontra UMA pessoa que consiga embasar de forma RIGOROSA sua fé. No The Washington Post matéria explicando como melhorar sua flexibilidade te faz um corredor…. PIOR.

Leitura Longa, mas das Obrigatórias: você acha que remédio funciona na maioria das vezes? Acha que o médico vai sempre escolher o que é melhor para você? Acha que a expectativa de vida aumentou radicalmente por causa da medicina? Pois bem, uma pesquisa magistral do monstro David Epstein foi o melhor texto do gênero publicado recentemente. Ele explica como por mais que a medicina avance, a ignorância matemática, a ambição, a desatualização, o comodismo e pressão do mercado fazem com que continuemos a usar remédios e procedimentos que não só não funcionam, como são mais perigosos e matam mais! É tudo impressionante!

Texto interessante de Alex Hutchinson com 3 dicas de como melhorar sua corrida na descida. Hutchinson é sempre muito bom, talvez quem o publique que não saiba que ele escreve para um pouco menos de 5% dos corredores…

Dias atrás mostrei o vídeo de um famoso YouTuber sobre sua paixão pela corrida. Eu sempre fico com o pé meio atrás quando as pessoas romantizam a corrida, um esporte aborrecido por uns 85% do tempo, que machuca, não produz ídolos justamente porque nem sequer nos inspiramos muito nos melhores, talvez porque no fundo no fundo saibamos que não há NADA de glamoroso na estrada necessária para atingir a “grandeza” nesse esporte. A corrida é muito mais chata do que é isso…. é feita à grande maioria das pessoas por treinos por ruas feias, treinos que não vemos a hora de acabar, sem muitas cocotas ou bonitões, com cara de quem está meio morrendo e às vezes tentando uma solução a um problema que atinge a todos sem exceção, a reis e plebeus: o chamado da natureza.

Etiquetado ,

6 pensamentos sobre “Leituras de 2a Feira

  1. Julio Cesar Kujavski disse:

    Sobre o último paragrafo:

    A parte boa da corrida é quando termina. Pelo menos pra quem tenta correr forte é assim.

    Ontem corri uma prova de 5 km num calor desgraçado e umidade altíssima, e enquanto sofria durante a prova, além de pensar em parar lá pelo 3,5 km, eu também pensava que seria ótimo quando acabasse, eu iria pro hotel tomar um belo café da manhã e depois ficar no quarto com ar-condicionado, e ainda com a “sensação do dever cumprido”. Essa é a melhor parte da corrida.

    Mas pra quem vai só pra trotar, passear, confraternizar, rodar de boa, “cumprir o trajeto”, aí não deve ser tão chato.

    Tinha até umas mulheres vestidas de mulher-maravilha. Super-heroínas correndo à 7´00″.

    Curtir

  2. adrianapiza disse:

    Esse texto do David Epstein é muito bom! Outro dia um texto em um blog recomendado por você, que sigo e sempre leio. O medicina Baseada em Evidências. Ele escreve um texto mais ou menos na mesma linha, muito bom! Fiquei pensando se todas as intervenções a que me submeti e remédios que tomei quando estive doente foi realmente necessário…mas quando se está no papel de paciente, não é fácil pensar concretamente dessa maneira, acabamos por acreditar em uma lógica frágil, e convencidos pelas justificativas médicas.

    http://medicinabaseadaemevidencias.blogspot.com.br/2017/02/ensaio-sobre-pensamento-clinico.html

    Curtido por 2 pessoas

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: