As 50 Maiores Corridas de Rua do Brasil (2016)

O Recorrido publica com exclusividade (aqui completo) os dados das 50 Maiores Corridas de Rua do Brasil em 2016. Este é um levantamento único no nosso mercado e busca principalmente colocar um pouco de luz dando números desse esporte em nosso país, uma vez que dependêssemos das organizadoras, não teríamos estatísticas confiáveis.

Comparado com 2015, pouca coisa mudou no perfil das 50 maiores provas. Os destaques:

– As 50 provas continuam com quase o mesmo número de concluintes (316.000), um aumento de apenas 0,7%;

Há cada vez mais mulheres (42% *já descontadas as provas exclusivamente femininas);

– As provas de 5km são as mais frequentes na lista. Em 3 anos passaram de 15 para 19;

– Já as de 10km são cada vez mais raras (de 13 a 7);

– Talvez por serem mais tangíveis, as provas de até 9km vêm ganhando bastante destaque.

top-50

Já a localização destas provas mostra-se bem concentrada. 29 em São Paulo e 13 no Rio de Janeiro. Apenas essas duas, Brasília e Fortaleza (com 2 cada) são locais de mais de uma das 50 provas.

Nenhuma fica na Região Norte.

Nenhuma na Sul.

Outra característica é notar que 4 organizadoras possuem 36 dessas 50 corridas! E das 5 maiores, todas já foram exibidas ao vivo na TV, mostrando a força desse fator em determinar o sucesso de um evento.

Porém, se ainda assim você acha que fazer corrida é fácil e garantia de muito lucro, vale destacar que mais uma vez duas corridas Top 50 foram descontinuadas de um ano para cá. Ou seja, é um investimento que está longe de ser garantia de sucesso!

O que você não pode deixar de dar é atenção às mulheres. 6 provas são exclusivas delas! E elas são maioria em 20 das demais 44. E talvez tenha que saber que nem toda prova grande é domingo de manhã! 8 são sábado à noite.

Para ver todos os números, fica aqui o convite para você ver o Infográfico das 50 Maiores Corridas do Brasil em 2016!

Etiquetado , , , , , , , , , ,

2 pensamentos sobre “As 50 Maiores Corridas de Rua do Brasil (2016)

  1. Hélio Shiino disse:

    “Porém, se ainda assim você acha que fazer corrida é fácil e garantia de muito lucro, vale destacar que mais uma vez duas corridas Top 50 foram descontinuadas de um ano para cá. Ou seja, é um investimento que está longe de ser garantia de sucesso!” (Danilo Balu)

    Por curiosidade, gostaria de saber que 2 Corridas são estas que foram descontinuadas.

    1) Que eu me recorde, aqui no Rio, 3 Corridas pela Causa Social e de valor baixo são: Corrida contra o Câncer de Mama, Circuito da Longevidade Bradesco Seguros e Corrida e caminhada “Todo Mundo Vai” Lojas Americanas. Sendo de baixo valor de inscrição, por que elas não conseguem fôlego para Ranquear entre as maiores concluintes?

    2) Fora a Maratona de Revezamento Pão de Açúcar, raramente surgem e desaparecem no mesmo ano, provas de Revezamento no eixo Rio-SP. Não me recordo agora do nome das Provas mas por que será que este tipo de prova – Revezamento – não vinga? Por questão de de percurso não é.

    Off-topic1. “Desenhar” um percurso não é uma tarefa fácil. Os pedidos são ora ser desafiador, ora ser plano, ora ser de poucos “cotovelos”. Reconheço que estou um pouco desatualizado em termos de onde se realizam as provas aqui no Rio, mas não tem muito o que variar. Aterro do Flamengo, Região do Porto Maravilha, Copacabana, Orla (Recreio – Barra, São Conrado). Uma cidade onde de um lado é água e de outro lado é Morro, fica muito difícil até mesmo porque ao fechar um determinado trecho, mesmo que no fim de semana, acaba “dando um nó” no trânsito. A vantagem de repetir o percurso é que você poderá estudar o traçado e ano após ano você poderá “gabaritar” a prova, baixando mais o tempo, por você “reconhecer pelo cheiro” cada centímetro do asfalto e cada referência do cenário do percurso. Você tangencia certinho cada curva. Foi assim que, na última prova, eu baixei, e muito, o meu penúltimo tempo. Não é assim que os pilotos de automobilismo estudam o percurso para fazer a volta perfeita?

    Off-topic2. Com a recente notícia da dificuldade de gestão dos Correios, corremos o risco de nunca mais termos a Corrida da Ponte Sedex??? Era um desejo pessoal de participar desta prova visto que nunca corri.

    Curtir

  2. […] acabar uma série iniciada dias atrás (aqui, aqui e aqui) e depois de publicar o infográfico das Meias Maratonas Brasileiras, o das Maratonas Brasileiras e […]

    Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: