De Trump, bolhas, volume e Maratonas

Uma fórmula que não funciona conosco não a torna necessariamente errada na mesma intensidade que dar certo para meia dúzia não a torna certa. Previsões, médias, medianas… funcionam de certa forma assim. Isso me leva até o Donald Trump, que daqui 2 meses será o homem mais poderoso do Planeta. A cegueira dentro de uma bolha era tão grande que parecia que era impossível que ele ganhasse. É o vício de buscar reforço em nós mesmos ou naqueles de quem estamos próximos. Até agora os jornalistas-torcedores, teimosos e míopes, não entenderam. “Se não aconteceu entre os meus, não pode dar certo”, é o que pensam. Semanas antes foi com Freixo, candidato carioca, o mais-novo-melhor-quase-prefeito que esse mundo já produziu, quase tão bom quanto outra “unanimidade sem voto”: Haddad. Freixo ganhou no Leblon e em meu Facebook, porém, perdeu no mundo real, aquele que importa de verdade. “Não conheço UM eleitor do Crivella, não pode ser verdade…”

Pois alguns dias atrás falei de uma tabela para previsão de tempo na Maratona. Sua grande novidade para mim é que ela se baseia em apenas duas informações. Esqueça VO2máx, FCs, métodos de treinamento, Ritmo nos Longos… ela pede tão somente seu volume semanal de treino e um tempo em uma prova recente na preparação. É, ainda que com todas as suas limitações, de certa forma incrível.

Eu tento ao máximo não partir para o campo do pessoal. E obviamente que algumas pessoas não perderam tempo para dizer: “não funciona, no meu caso deu X minutos mais lento (que a realidade)”. *E ela parece de fato ser conservadora dentro do padrão de treino dos brasileiros.

A maior sacada dela é que ela reduz a distância mais “magia” da corrida em algo que pode ser decifrada usando 2 dados simples. O que não é matemático quase passa a ser. O pessoal do 538, que fez o algoritmo, considera que correr 42km exige volume de corrida e uma determinada velocidade. Ele tira daí sua estimativa. Periodização, estratégia de hidratação, tática… nada! Eles acham que precisam saber quantos quilômetros você corre. Não importa o ritmo! Repito: não deixa de ser uma abordagem incrível. E ela é mais do que isso. Ela é lógica!

Correr 42km é muita coisa! Sempre que vejo corredor amador se preocupando com suplemento, equipamento, recuperação pós-treino eu penso: esse cara quer ganho marginal quando aos 95% que realmente importam ele não dá a devida atenção. Ele treina de menos, mas massageia de mais. Ele roda de menos, mas toma suplementos/BCAA de mais nos treinos. Ele tem quilômetros de menos, mas equipamento de mais. Isso é generalizado! Duvida?

Em uma matéria sobre treinamento de Maratona na Runner´s World, a mais importante revista de corrida do mundo, eu contei os caracteres. Nutrição ocupou quase METADE (47,8%) do espaço! Longos e Volume de treino ocuparam (juntos!) – atenção – 15% dos caracteres. QUINZE. Não pode ser possível… 42km é uma Maratona de corrida, não de comida!

Nutrição ajuda, mas não decide! Volume e Longos são ESSENCIAIS. Você pode correr a prova com uma dieta de lixo, porém você NÃO a corre fazendo a dieta dos sonhos, PORÉM SEM treino. A revista praticamente acha que a primeira coisa que um jogador de futebol precisa fazer é primeiro escolher por muito tempo a trava da chuteira e depois, talvez se der tempo, nos 15% finais ir jogar bola.

Voltando à fórmula, é óbvio que não há mal NENHUM em você apontar uma inconsistência de uma fórmula usando um exemplo pessoal. Duvido que os criadores não contavam com isso. Para mim o diferencial dela é justamente simplificar o que parece tão complexo.

Pretendo em 2017 voltar a correr novamente uma Maratona. Quero fazer um treinamento completamente diferente de tudo o que eu já fiz na vida. Mas tenho uma certeza, tal qual Steve Magness quando relatou semanas atrás o que encontrou ao olhar seus treinos do passado e percebeu quando mais melhorou: era uma questão de volume (muito) e consistência (muita).

Os céticos dirão que foi porque ele tomava BCAA e lanchinhos pós-treino. E rodava nos 15% restantes.

Etiquetado , , , ,

10 pensamentos sobre “De Trump, bolhas, volume e Maratonas

  1. Samaroni de Sousa Maia disse:

    Bom dia Balu! Como voce não acredita em individualizacao, ou acredita bem pouco, divulgue seus treinos para essa maratona que voce pretende fazer em 2017. De repente, podemos adaptar para nossa capacidade pessoal e, com base apenas nos dois elementosmda formula, volume e velocidade, testar sua eficiencia.
    Abraço!
    Samaroni Maia

    Curtido por 1 pessoa

  2. Marcel Rodrigues disse:

    Sensacional essa formula para previsão de maratona! No meu caso foi perfeita, diferença de segundos…

    Curtir

  3. Carlos Tomita disse:

    Para mim tb essa metodologia considera os dois fatores mais importantes para se fazer uma previsão: volume de treino e ritmo (que entra com o tempo de uma prova). Balu, eu estou com problemas para “baixar” o seu livro Treinador Clandestino para ler no iPad (não tive problemas com o Nutricionista Clandestino) você teve mais relatos de problemas?

    Curtir

  4. Rafael disse:

    Concordo,
    mas acho que outra forma é o cross-training (não tão eficiente como só correr), mas ajuda, para quem se machuca ou não quer correr tanto.
    como explicar o desempenho dos triatletas? Que correm na casa dos 29 minutos os 10 km, em um triátlon no formato olímpico.

    Pesquisei aqui que Alistar Brownlee, correu em pista para 28:32 e tem vários outros exemplos,
    irmãos Brownlee, a triatleta Nicola Spirig.

    Curtir

    • Danilo Balu disse:

      Duas coisas… Qdo o assunto é metragem, o Triatlo tem a mesma vontade que a Yescom tem com a medição de suas provas menores… Vc paga 5km e leva algo entre 4,6km e 5km…
      E o Triatlo fiscaliza doping tão bem qto Tênis e Futebol.

      Curtir

  5. A calculadora parece ótima!
    Coloquei meus dados de 2014, quando ainda fazia essas coisas (participar de provas, treinar para maratonas) e deu bem certinho. E olha que coloquei valores aproximados.

    538 sabe das coisas quando se trata de Mediocristão.

    Curtir

  6. Maicon Cunha disse:

    Eu vi esse estimativa de tempo também, achei legal… eu nunca corri uma maratona mas pela previsão dela deu um tempo rápido pelo que eu imagino ser possível para mim, pelo menos pra primeira. Vai contar o que vai ter de diferente no teu treino? Ou isso vai ser um próximo livro?

    Curtir

  7. Maicon Cunha disse:

    Sobre a vitória do trump… acompanhei um pouco mais que a do crivela… as pesquisas indicavam vitória de votos da hilary, mas se pegasse estado por estado americano a disputa estava acirrada. Na minha opiniao muito jornalista foi tendencioso ou burro a ponto de replicar opiniao alheia. As pesquisas não erraram, já os analistas e jornalistas… Sou muito desconfiado com jornalista, já vi cada gafe de colunista de jornal importante que da até medo, muitos não sabem o mínimo de pesquisa e agem como se fossem donos da verdade. Não que precise saber de tudo, mas admitir que não sabe ou que não pode formar opiniao de acordo com os dados deveria fazer parte da grade curricular do curso de jornalismo

    Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: