Leituras de 2a Feira

Kilian Jornet, para muitos o maior ultramaratonista de trilha da história, postou um vídeo dele correndo em uma montanha norueguesa. Convido você a abrir o vídeo na tela do computador e ficar indiferente. Eu às vezes tropeço em casa quando subo a escada usando chinelo…

A revista digital Spikes fez uma matéria comparando o recorde mundial na Maratona com o desempenho de Kenenisa Bekele na Maratona de Berlim. Bem legal!

Uma matéria falando sobre os bandits, os pipocas que invadem e atrapalham as corridas sem pagar. O debate é aquele com os argumentos rasos de sempre por parte de quem quer burlar regras se justificando.

Aqui o trailer de Rise Again – The Justin Gatlin story, um documentário sobre o polêmico velocista americano, duas vezes pego e suspenso por doping.

Algo que é difícil se acostumar 100% na corrida é com o hábito que deveria ser regra: nos compararmos somente com nós mesmos. A sorte tem um peso enorme no resultado de uma competição. Ao contrário do que nos contam ou do que gostaríamos de acreditar, treino não é garantia de sucesso no coletivo, no máximo no pessoal. Matéria da ótima Maria Konnikova na The New Yorker explicando que treinamento não leva à perfeição.

Me dá uma dor tão grande no coração quando vejo gente fazendo sua estreia nos 42km correndo provas como a de Nova Iorque ou a de Berlim, que faço questão de repostar aqui um texto que merece ser lido pelos mais iniciantes: 10 provas para você fazer sua estreia na Maratona (nos EUA). A lista conta ainda com a de Chicago, que eu tiraria. Por quê? Porque quando você corre uma dessas 3 majors, tudo passa a ser pior, menos grandioso, as coisas ficam menos incríveis. Fica difícil uma Buenos Aires ou Porto Alegre, por exemplo, te surpreender depois.

87733a3d-ca17-49d5-8735-5d519b92b941

Etiquetado

9 pensamentos sobre “Leituras de 2a Feira

  1. Concordo com essa idéia de não estreiar nos 42km numa Majors. Minha estréia foi em SP 2012, largada as 8:40, sem separação por ritmo e túneis cruéis depois dos 35km (sim, já sabia que teriam esses “perrengues”). Depois dela até POA e Rio são muito boas… BsAs e outras de fora ficaram fantásticas… Kkkkkkkkk

    Acho que esse raciocínio só não vale pra quem pretende fazer só uma Maratona… Ou como tem virado febre, fazer só Major…

    Curtir

  2. Concordo com essa idéia de não estreiar nos 42km numa Major. Minha estréia foi em SP 2012, largada as 8:40, sem separação por ritmo e túneis cruéis depois dos 35km (sim, já sabia que teriam esses “perrengues”). Depois dela até POA e Rio são muito boas… BsAs e outras de fora ficaram fantásticas… Kkkkkkkkk

    Acho que esse raciocínio só não vale pra quem pretende fazer só uma Maratona… Ou como tem virado febre, fazer só Major…

    Curtir

  3. PC Braga disse:

    Deixo o registro que meus primeiros 42km foram em Assunção, Paraguai!

    Curtido por 1 pessoa

  4. Rafael disse:

    O que diz a Maria Konnikova é uma “triste” verdade.

    Curtir

  5. Indiferente não dá pra ficar. Eu fico meio revoltado com estes vídeos do Kilian. Parece puro exibicionismo (de vez em quando um cara desses morre, não é?) . E não acho particularmente bonitos. Legais são os vídeos em que se vê ele de longe. A Natureza na visão global é mais bonita do que o chão.

    Curtir

  6. Renata Mendes disse:

    Eu que moro aqui nos EUA, e tem maratona todo final de semana, discordo da lista estar com Disney. Okay, muito defendem “A Disney ‘e linda, da pra passear com a familia”, mas acho que a Disney ‘e overrated. Muito caro pro custo/beneficio. Estreei numa maratona Rock n Roll e acho que ‘e uma serie de maratonas muito legal de se estrear. Se voce disser “estrear num percurso com/sem subida”, sei la, acho que tem que estrear com a maior subida, pq na proxima o plano vai ser bom demais (tipo Chicago). Discordo do pessoal falando que a Disney ‘e uma pppp. Maratona. ‘E a mais cara e com o marketing mais pesado. Mil argumentos mas nenhum me convence. Acho que as maratonas locais nas cidades onde o povo sai na rua pra prestigiar tambem ‘e muito legal!

    Curtir

    • Danilo Balu disse:

      Eu acho que Disney tem a magia de uma realidade onde era sonho de brasileiro ir pra Orlando e que hj tem por volta de 40 anos, começou a correr e pode arcar com a realização de um sonho e ainda correr uma maratona… e no exterior. É um baita combo!

      Curtir

      • Exatamente o que pensei e fiz ! Minah pirmeira vez em Orlando foi aos 39 anos, mas sonhava com aquela lugar desde os 8. Adora Steve jobs, mas ele não chega aos pés do Disney. Correr minha primeira maratona no “Padrão Disney”foi priceless!

        Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: