O retrato das Meias Maratonas brasileiras

Veja aqui o infográfico com o retrato mais completo que existe das Meias Maratonas brasileiras. Estão reunidos dados das 109 provas brasileiras, um recorde! Praticamente o dobro do que havia em 2011. Já há uns 2 ou 3 anos que revistas, marcas esportivas, portais e treinadores se adiantam a dizer que os 21km são o novo xodó do corredor brasileiro, repetindo um interesse crescente e enorme do mercado americano.

Mas parece que como um corredor não tão bem preparado, as Meias vão perdendo um pouco do fôlego. O primeiro indício é que o aumento dos concluintes se deve ao crescimento das mulheres que compensou a QUEDA entre o número de concluintes homens. As mulheres que antes eram 1/5 do concluintes (20%), hoje passam de 27%.

meias 2015

As provas aumentaram em número (em menor ritmo), mas a desaceleração no aumento de concluintes dá sinais de que é mais uma questão de baixa demanda de corredores interessados, não de oferta de provas. As provas são ainda concentradas, das 10 maiores do país, que reúnem mais da metade dos concluintes do ano, apenas duas são fora do eixo Rio-SP: a Golden Four ASICS de Brasília e a Meia Maratona Internacional de Belo Horizonte.

Em 2015 mais uma vez tivemos pouco mais de 100.000 concluintes. Não dá para tirar muita certeza com os dados atuais, a impressão que dá é que os resultados só não foram piores porque o crescimento de mulheres na Meia Maratona da CAIXA do Rio de Janeiro e na W21K ASICS respondem por cerca de 100% desse aumento entre elas. É mais ou menos como achar que somos loucos por 15km porque a São Silvestre é lotada ou que gostamos de vôlei de praia porque vamos bem nos Jogos Olímpicos. São coisas meio isoladas.

O que eu falo aqui é um puro chute: o mercado (corredores e empresas) flertou e experimentou o 21km, mas não se apaixonou. Acho que em 2016, com ou sem as Golden Four ASICS, os números patinam.

Aqui o infográfico completo!

Etiquetado , , , , , ,

7 pensamentos sobre “O retrato das Meias Maratonas brasileiras

  1. Igor Oliveira disse:

    Pra mim as meias são as melhores provas. Não tão extenuantes quanto uma maratona no desgaste psicológico nem desgastante fisicamente como uma de 10k, e não tão rápida quanto uma de 5k.

    Uma meia da pra você fazê-la em 1:45 sem se esforçar muito.

    Curtir

  2. Meia maratona é a melhor distância.
    Acredito que se não tiver a Golden Four, os números afundam. Menos 15 mil corredores.

    Curtido por 1 pessoa

  3. alvarotimbo disse:

    Realmente existem muitas mulheres treinando para os 21k, aqui em fortaleza é a moda do momento. Mas, também acho interessante a vontade de concluir uma prova tão dura assim, e realmente a vontade de virar meio maratonista. Parabéns as mulheres, parabéns as provas de 21km…

    Curtir

  4. adrianapiza disse:

    Por que essa diferença tããão grande de mulheres/homens nas 2 do Rio (Internacional e Caixa)?

    A única em queda livre é a da Corpore (como todas as outras provas dela)…e acho uma das melhores provas!

    Curtir

  5. Fausto Carvalho disse:

    Adoro as meias, também acho a melhor distância de todas….agora, porque a Asics não faria o circuito? tem sido um sucesso

    Curtir

  6. […] para escrever comentários sobre os dados que postei aqui no Recorrido referente às Meias Maratonas brasileiras, das Maratonas nacionais e das 50 maiores corridas de rua do país. Faltava tempo, mas […]

    Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: