Não precisamos dos auto-denonimados Fiscais

Senhores, eu tenho que confessar: eu pequei. Eu pequei muito feio. Fui ler comentários de post entre corredores…

Vou contextualizar.

Semanas atrás Brasília recebeu a última grande Meia Maratona da temporada brasileira. Como parece ter virado praxe nas provas da Golden Four, pessoas foram investigar quem foram os “Top 100” (100 melhores amadores) e se haveria um espertinho também entre AS Top 20. Deu que um homem correu com a inscrição e chip da mãe.

O motivo teria sido nobre: homenagear a mãe que havia falecido justamente antes daquela que teria sido sua primeira corrida. Não quero discutir se o ato é nobre, correto, errado… mas tem antes de tudo um motivo, não que isso inocente a tudo. 3 minutos de pesquisa preguiçosa e eu já teria seus contatos, mas não quero! Não dou a mínima à infração da regra que ele cometeu porque a entrega dessas medalhas obedece antes de tudo a um critério visual (mulher profissional com número específico e homens NÃO recebem a medalha).

Mas o desdobramento da história foi sintomático.

hqdefaultSem irem atrás, começaram a malhar o sujeito nas redes sociais. Ele foi chamado por diferentes pessoas de “enganador, imbecil, um feio que parece uma lagartixa desnutrida, babaca e trouxa”. E houve também até um canalha que disse que ele pode ter feito inscrição no nome da falecida mãe para ter desconto na inscrição. Sim alguém consegue ser baixo assim.

É aí que entra um certo perfil de rede social que tenta ser o fiscal dos corredores. O perfil é por si só uma enorme covardia ao se esconder atrás do anonimato. Pode não ser feito por um covarde, mas é feito SIM por alguém que claramente demonstra não ter experiência nem domínio sobre as regras que regem esse esporte. Porém, como não há teste psicotécnico para entrar no Facebook, esse é o tipo de coisa que acontece de maneira descontrolada. E é aí que mora o perigo.

O corredor é um cara chato entre outras coisas porque no fundo ele se acha melhor do que a maioria. Na verdade, eu o acho pior porque a corrida faz ele se permitir uma licença moral por causa dessa atividade. Não estou afirmando nada. É isso o que eu acho. Simples opinião.

Baseball_batQuando o corredor leva a corrida a sério demais, vem com papos do tipo “até quando isso vai acontecer? Falta conscientização que esse tipo de atitude atrapalha todo o resultado de uma prova séria”. Desde quando um monte de amador (a maioria MUITO lento) pagando caro para correr, merece guardiões da lei vestindo a capa e servindo de justiceiros?

O covarde que aparece como fiscal de corrida, mais do que um covarde que não sabe do que fala, acha que tem o direito de sair pregando aquilo que ele (ou ela!) acha que seja justiça. Um canalha que age sem saber que é um canalha tem que entender que as bobagens que fala na rede social têm o mesmo direito que cada um aqui tem de pegar um bastão de beisebol e sair resolvendo à nossa maneira aquilo que achamos injusto. Ou seja, nenhuma.

A democracia serve para nos proteger de nós mesmos.

E dos covardes e irresponsáveis fiscais das redes sociais.

Etiquetado ,

33 pensamentos sobre “Não precisamos dos auto-denonimados Fiscais

  1. Igor Oliveira disse:

    Eu não compito desde julho, simplesmente perdi a vontade de correr, faço meus treinos e tal… o caso do “fiscal dos corredores”, puta coisa chata, pior é que o cara é dono de blog…

    Curtir

  2. Julio Cesar Kujavski disse:

    O caso em tela é simplesmente uma fraude (ou estelionato), conforme tipificado no código penal brasileiro:

    “O estelionato é exposto no Código Penal Brasileiro (Título II, Capítulo VI, Artigo 171) como crime econômico, que é descrito como o ato de “obter, para si ou para outro, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil ou qualquer outro meio fraudulento.” A pena para a prática de estelionato pode ir de 1 a 5 anos, e multa.”

    Se deixar liberado muita gente vai começar a homenagear os pais avós e tios idosos na hora de fazer a inscrição de uma corrida que custa mais de R$ 100,00.

    Curtir

  3. Luís oluveira disse:

    Balu, esse assunto todo é muito, muito chato. Dá uma enorme preguiça. Vamos combinar de nunca mais falar de corredor pipoca, gente q corta caminho, fiscal de Facebook, etc. a gente aproveita e não fala mais COM gente que posta fotos com mensagens inspiradoras sobre corrida no FB.

    Pois esse é um assunto privado, que diz respeito ao relacionamento comercial entre adultos maiores de idade. Então as medalhas da Asics 100 estão perdendo a credibilidade? Pior pra Asics e para o promotor da prova. Nenhuma criança ficou sem escolha e nenhuma foca foi morta no Ártico.

    Um saco isso aí, ó!

    Curtir

  4. adolfont disse:

    Concordo muito com a seguinte frase:

    “Desde quando um monte de amador (a maioria MUITO lento) pagando caro para correr, merece guardiões da lei vestindo a capa e servindo de justiceiros?”

    Neste caso não seria melhor esquecer estas bobagens de Top 100, Top 20, qualificação para Boston, troféus e prêmios em dinheiro para faixa etária?

    Curtir

  5. Luís oliveira disse:

    Balu, esse assunto todo é muito, muito chato. Dá uma enorme preguiça. Vamos combinar de nunca mais falar de corredor pipoca, gente q corta caminho, fiscal de Facebook, etc. a gente aproveita e não fala mais COM gente que posta fotos com mensagens inspiradoras sobre corrida no FB.

    Pois esse é um assunto privado, que diz respeito ao relacionamento comercial entre adultos maiores de idade. Então as medalhas da Asics 100 estão perdendo a credibilidade? Pior pra Asics e para o promotor da prova. Nenhuma criança ficou sem escolha e nenhuma foca foi morta no Ártico.

    Um saco isso aí, ó!

    Curtir

  6. Marcos disse:

    Acho que as redes sociais amplificaram a doença social de pessoas darem conta da vida de outras pessoas. E isso vai se inserindo na vida física. Quase todos passam em alguma medida por isso. Não é mais só a fofoca, que tem até um lado OK, que é mais fácil de aprender a conviver. Agora essa patrulha das mais diversas opiniões é uma verdadeira doença social pautada na personalidade de cada sociedade (não é por acaso que redes sociais, e determinadas redes, fazem tanto sucesso em alguns países mais que outros), é uma doença mesmo. Claro que as redes sociais também são legais, mas é preciso conviver com essa parte que é uma merda. A vontade é sair comentado: WTF!?

    Curtir

  7. Felipe disse:

    Sinto preguiça, letargia. Não, eu não comi amido. É por causa dessas coisas, que também não podem ser motivo de nos afastarmos do esporte, como alguns afirmam. Eu não preciso de nada disso para me motivar ou desmotivar.
    De fato, me parece de muito mal gosto essa atitude do tal fiscal, essa ideia de justiceiro que andam pregando no país não vai dar certo, é a mesma galera que pede intervenção.
    Enfim, além de péssima ideia, isso terceiriza um trabalho que é da organização. Fraudes acontecem no mundo inteiro, e cabe aos organizadores resolver isso. É o preço, está no pacote.

    Curtir

  8. Carolina Alves disse:

    Tive a mesma sensação quando recebi um convite para curtir a tal página!
    A pessoa se coloca numa posição de “justiceira” e acha certo ficar incentivando os outros a “bater” (virtualmente) no sujeito que não respeitou alguma regra.
    O mal de muito corredor amador por aí é se achar profissional/elite.
    Quem fica preocupado com resultado de prova dos outros está correndo pelo motivo errado.

    Curtir

    • Julio Cesar Kujavski disse:

      Eu não me preocupo com o resultado da da prova, ou troféu na faixa etária, medalha golden, silver etc.

      Eu fico bravo ao saber que ele pagou R$ 60,00 e eu R$ 120,00.

      Se nada acontecer com as pessoas que fazem isso, logo muitos se acharão no direito de fazer também, pois sentiram-se prejudicados financeiramente.

      Curtir

  9. Outro dia estavam no Facebook denunciando um sujeito que teria cortado caminho numa corrida. Eu disse que achava errado fazer aquilo ali, que se alguém suspeitasse de uma irregularidade que denunciasse à organização da prova.

    Os organizadores da competição tem condições, ao menos tese, de verificar se a denúncia é verdadeira ou não. Mas o Facebook? Faça sério, isso não é justiça, é linchamento.

    De resto acho que a tribo dos corredores entrou numa vibe meio estranha, talvez acompanhando o baixo astral nacional. Quando comecei a correr nas comunidades do falecido Orkut o pessoal trocava ideias, falava de treinos, comemorava resultados, etc. De uns tempos pra cá só vejo propaganda e tretas o tempo todo, tudo virou pretexto pra briga. O pessoal devia fazer mais longão para ver se a endorfina acalma um pouco…

    Curtido por 1 pessoa

  10. Enio Augusto disse:

    Fazer justiça com as próprias mãos nunca é o melhor caminho. A intenção pode ser boa, mas o resultado final geralmente vai para o lado errado.
    No Facebook, então, vira o caos. Tento manter distância disso.

    Curtido por 1 pessoa

  11. Julio Cesar Kujavski disse:

    Bah.. sobre fiscalização.. acabei de ler por aí que um ultramaratonista em uma prova de 230 km, faltando 10 km, estava em quinto lugar, correndo sozinho, quando ele percebeu que estavam chegando dois assaltantes armados, então ele correu (mais ainda) pedir ajuda, e conseguiu uma carona de alguém que o deixou na chegada da prova.

    Então ele explicou o caso para o organizador, que disse pra ele que ele seria o quinto colocado assim mesmo pois ele estava muito na frente e o sexto colocado não o alcançaria que qualquer forma.

    Mas na hora do pódio o organizador pensou melhor e resolveu desclassifica-lo.

    Então ele ficou muito bravo e xingou muito, ao vivo, depois no tuíter e facebook, falando que no Brasil não adianta ser honesto, pois se ele tivesse ficado quietinho ninguém descobriria que ele andou 10 km de carro.

    ****

    Teve outra, no Paraná, onde um grupo de motociclistas (assim alega a organização) retirou toda a sinalização da prova, que tinha distâncias de 5 km a 42 km, e praticamente todo mundo se perdeu no meio do mato.

    Ultramaratona tem cada história legal.

    Curtido por 1 pessoa

  12. Lucelio disse:

    Assim sendo, posso me inscrever para a corrida Troféu São Paulo, no dia 25 de janeiro, com o nome de minha mãe, que aniversaria exatamente neste dia?
    Com isso eu faço a minha homenagem e ainda garanto a ela o primeiro lugar na categoria.

    Curtido por 1 pessoa

  13. Balu, mas não dá pra tentar ver esse caso da fanpage por outro ponto de vista? O jornalismo tem uma linha investigativa, de denunciar o que está ocorrendo de errado (seja na política, na prestação de serviços, bastidores do esporte, etc…). Direto e reto aparece reportagem como, por exemplo, o fiscal da prefeitura XPTO que recebeu propina e só foi descoberta porque a equipe de jornalismo da TV tal foi atrás.

    Não podemos transferir isso para esse caso, dando todas as devidas proporções?

    Não tenho opinião formada sobre isso. Por um lado não gosto, porque como comentaram ali em cima, leva ao “fazer justiça com as próprias mãos” e não se tem garantia de quem está acusando, se a pessoa foi atrás do outro lado, etc… mas também é muito chato ver qualquer pessoa levando vantagem em cima de outras, seja essa vantagem qual for (uma medalha, desconto em $ na inscrição, etc…).

    Abs!

    Curtir

    • Adolfo Neto disse:

      Bem colocado, Chris!

      Desonestidade leva a mais desonestidade, até em outras áreas da vida, diz Dan Ariely. Se esta página ajudar pelo menos a deixar as pessoas envergonhadas, é útil. Só tem que cuidar com abusos.

      Curtir

    • Danilo Balu disse:

      Fala Chris! Nem tudo é binário, preto ou bco, certo ou errado. Há coisas boas? Até no lixão vc acha coisa boa. O todo não pode ser tomado pela parte. Pelos 2 lados. De novo, a democracia serve para nos proteger de nós mesmos. Se esconder no anonimato é canalhice e covardice. Acusar sem dar direito de defesa, é canalhice. Há um perfil espanhol que faz parecido. Ele comete seus deslizes, por isso não o cito, mas usualmente põe fotos tirando o rosto do “pipoca”. Não é o certo, mas tenta e alguma forma evitar exageros. Imagine se cada um de nos resolve fazer o que acha correto? E seu eu achar que posso levar meu taco de beisebol e ajustar o sistema? A causa/fim até pode ser boa, mas e o meio? A maior indignação entre os corredores deveria ser com as ORGANIZADORAS que têm preguiça e zero incentivo de coibir isso. Vc criar uma fanpage (ou blog ou Twitter…) não vai no pto da questão que é quem pode fazer algo estar dando de ombros pro problema. Abrax

      Balu, mas não dá pra tentar ver esse caso da fanpage por outro ponto de vista? O jornalismo tem uma linha investigativa, de denunciar o que está ocorrendo de errado (seja na política, na prestação de serviços, bastidores do esporte, etc…). Direto e reto aparece reportagem como, por exemplo, o fiscal da prefeitura XPTO que recebeu propina e só foi descoberta porque a equipe de jornalismo da TV tal foi atrás.

      Não podemos transferir isso para esse caso, dando todas as devidas proporções?

      Não tenho opinião formada sobre isso. Por um lado não gosto, porque como comentaram ali em cima, leva ao “fazer justiça com as próprias mãos” e não se tem garantia de quem está acusando, se a pessoa foi atrás do outro lado, etc… mas também é muito chato ver qualquer pessoa levando vantagem em cima de outras, seja essa vantagem qual for (uma medalha, desconto em $ na inscrição, etc…).

      Abs!

      Curtir

      • Caro Balú,
        “Imagine se cada um de nos resolve fazer o que acha correto?”, a página não esta denunciando o que “acha correto” ela está denunciando quem fere a regra do regulamento, é fato. Esporte mesmo o amador é disputado sob regras, alicerce do fair play.
        Teve um desafeto aí que espalhou que eu era o dono da página. Justo eu que falo na lata o que precisa ser dito. Depois que uma jornalista do Running News fez a entrevista com eles eu cheguei ao autor. Alias o Igor ali em cima disse que o dono da FC é um “cara que é dono de blog”, eu ri litros. Eu queria que eles me denunciassem “formalmente” e nao ficassem com indiretas para eu ganhar um troco na justiça,
        Fazendo um paralelo, você não critica os nutricionistas que fazem coisas erradas? Acho que a FC faz o equivalente o que você faz (exceto que são anônimos até por segurança pessoal e você não precisa).
        Mas a FC é passível de processo caso erre.
        Abraços
        Harry

        Curtir

      • Danilo Balu disse:

        Sinto mto, anonimato é covardia, não segurança. Há quem tema que fiscalizar. O caso com o rapaz de DF é sintomático… Fiscalizar corrida anonimamente é canalhice e covardia dessa pessoa. Apontar quem erra preservando a imagem E investigando é o mínimo que se possa fazer. Por enqto ela é canalha, ignorante e covarde. Simples assim.

        Curtir

  14. Pronto Cheguei. Danilo, primeiro gostaria de te dizer que não sou covarde muito menos ignorante. Você não me conhece, e pelo pouco que sei de você, faz o mesmo que eu faço. Mas como você é Nutricionista, você pode faze-lo. No meu caso de fato eu não sou uma corredora, nem uma corredora recalcada que disputa podiums e por isso está causando expondo esse tipo de prática. Partilhamos de muitas das mesmas idéias. A mesma indignação que você tem quando vê um Nutri falando asneira, é a mesma que eu tenho quando recebo uma denúncia. É por simples indignação de gente tosca que burla as corridas para postar no facebook “eu sou fodão” que a página existe. Por que o anonimato?! Por que eu não represento nada pro mundo das corridas.. não sou atleta, e mesmo se praticasse, estou cagando para podium! Não sou nada competitiva.. mas o que me deixa PUTA é quando tem gente querendo levar vantagem numa prática que não combina com pilantragens.. eu acho demais a atmosfera das corridas, conheço inúmeros bons corredores que se ajudam, fazem do esporte mais do que um simples hobby. E é por isso, por eles que tive a idéia de fazer a página. E sim eu acredito que posso fazer justiça sim, consegui várias vitórias atrávés do Fiscal e muitas organizadoras me respeitam e me ajudam a desvendar os casos. Acho incrível como uma idéia como a minha possa ter sido tão mal interpretada por alguem como você. Você não sabe como a coisa funciona, como vou atrás, como é meu contato com as organizadoras e os envolvidos. Você sabe como é ser julgado por um ideial, você tem o seu e eu também concordo e assino embaixo de toda a sua idéia Nutricional, então por que faz isso com os outros?! Ao contrário de você eu não sou profissional e não ganho 1 real com a página e nem pretendo. Mas sempre que eu puder convencer alguém que o correto é seguir um regulamento eu já fico satisfeita. Você como corredor deve abrir mão de muitas coisas para uma prova, gasta dinheiro, invente tempo, deixa de comer determinadas coisas, aí um dia você se supera e chega em 1, e um tosco vem te dá uma rasteira e toma teu lugar, como vc se sentiria?! Desculpa mas como ser humano e um pouco sonhadora,sim! Eu não gosto desse tipo de coisa.. e se ter a página pode cultivar uma prática positiva eu vou mante-la! Eu não tenho medo de mostrar a minha cara, mas no momento só mostro a quem interessa. No caso você não faz parte dessa lista, não por suas criticas, mas pela maneira grosseira com que foram feitas.
    By the way, parabéns pelo livro, estou adorando!

    Curtir

    • Adolfo Neto disse:

      Parabéns, Fiscal!

      Certa vez identifiquei o que eu achava ser uma irregularidade numa corrida daqui de Curitiba.

      Não denunciei. Não disse que estava errado. Apenas perguntei num grupo de Facebook se aquilo estava certo. O responsável foi agressivo comigo (nos comentários). Então te entendo, Fiscal.

      Acho que o anonimato (ou a distância física) tem seu papel. O que seria de Ciência sem a revisão por pares anônima? O que seria do mundo sem o Edward Snowden bem longe para denunciar?

      Mas o ponto que o Danilo colocou é importante. Tem que “apontar quem erra preservando a imagem” pois nem sempre dá para ter certeza.

      Vi que você comentou isto aqui https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=1635197890077413&id=1623055784624957
      então está consciente. Espero que cada vez mais aperfeiçoe seu trabalho.

      Adolfo

      Curtido por 1 pessoa

    • Danilo Balu disse:

      Olá! Não sei o que quer dizer com “vc faz o mesmo que eu faço”… eu não acuso anonimamente, sem provas, sem investigar, sem me basear. Publicar foto descontextualizada e deixar as pessoas expostas a críticas que podem ou não ser injustas escondida no anonimato, desculpe, é certa covardia com dose de irresponsabilidade. Simples assim. Sim, podemos partilhar de muitas das mesmas ideias, mas por mais justa que seja a causa, isso não dá direitos especiais a nenhum de nós 2. É esse meu pto, sem saber quem vc seja. Fico indignado com quem corta caminho (já fui vítima), indignado com pipocas, trapaceiros, dopados, homens correndo por mulher… tudo isso! Provavelmente no minimo na mesma medida que vc. Não posso abrir um canal e postar fotos sem responder caso haja um prejudicado. Adoraria, mas não é o correto. É esse e tão somente esse meu pto, acredite. Há formas e fomas (como acho que foi o Adolfo quem bem disse…), mas não sem proteger TOTALMENTE os envolvidos ainda não julgados porque a causa não compensará os efeitos colaterais. Ou então que vc responda caso um deles aconteça. O que se passou com o rapaz em DF é só uma ideia do que pode acontecer. É MTO tentador, mas tb bem perigoso. O problema é que no anonimato quem corre o risco é somente quem mostra as caras, agindo certo ou não… Era isso!

      Curtir

  15. Fiscal dos corredores disse:

    Adolfo obrigada!
    De fato eu nunca expus a identidade de quem erra. Eu sempre preservo o rosto e o número de peito. Mas é claro que a pessoa se identifica na foto. Mas a identidade dela para os demais é preservada. Eu não quero expor pessoas e sim fatos. Por isso pesquiso os fatoa e não o passado do envolvido.

    Curtir

  16. Taciano Junior disse:

    Recentemente, ou melhor, no início do ano de 2016, uma amiga minha foi vítima desse imbecil. Sem saber do que se tratava e por que, depois de uma prova de superação 42km, em trilha, esse senhor se achou no direito de divulgar o nome e o número de seu celular nas redes e grupos sociais no intuito de ser achincalhada. Não deu outra e ela só voltou a correr por muita insistência dos verdadeiros amigos. Ufa!

    Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: