Leituras e vídeos pós-Feriadão

Começo o dia com uma ação MUITO legal da Strava que disponibilizou dados compilados de sua base. Baseado em volume, ou seja, desconsiderando as populações e levando-se em conta que trata-se de clientes da marca, ela chegou às 12 cidades que mais correm no mundo! Londres é a que mais vezes correm. Os parisienses são os que correm mais rápido (~5´30”/km) E mais longe (10km)! E os de Barcelona são os que encaram a maior variação altimétrica. Vamos ao que “nos” interessa. São Paulo é a 12ª do mundo e única na América Latina! O corredor em SP corre em média 7,2km (a 6´40”/km). Outro dado legal é: das 7h00 às 9h00 São Paulo é a cidade que mais corre NO MUNDO, sendo que nos horários típicos de assessorias (6h00 às 8h00 e 19h00 às 21h00) ela é a 3ª! Para passear mais nos dados, clique aqui! *sempre horário local, obviamente!

Um garoto jamaicano de 8 anos virou meme recentemente em vídeo na internet e acabou sendo chamado ao programa da Ellen Degeneres. E quem apareceu lá para desafiá-lo para uma corrida? Usain Bolt! Demais! Veja aqui!

Acho que todo corredor mais iniciado sabe que correr forte em uma prova pode trazer doenças na semana seguinte. Um maratonista, por mais saudável que pareça, está sujeito a doenças após a prova em níveis muito acima que o resto da população. O que eu não sabia é que o estudo fundamental para esta teoria foi feito quase 30 anos atrás! Neste texto do The Guardian eles contam a teoria e outras implicações. Para quem estuda corrida, leitura das melhores! Outro desdobramento é como é MUITO perigoso nossa busca por reduzir inflamações e a busca por conforto. É coisa para um post mais longo.

Ato Boldon, excelente comentarista, entrevista seu antigo rival e amigo, Frankie Fredericks, um dos maiores velocistas de todos os tempos. De cabeça, talvez o maior velocista a não ser campeão olímpico. *para quem tiver preguiça do vídeo, aqui matéria na Spikes com resumo das falas.

Um goleiro de hóquei no gelo na República Tcheca estava tão empolgado com a vitória por 2×1 que resolve comemorar mostrando seus dotes no lançamento de dardo, martelo e arremesso de peso. Detalhe: com seu equipamento! Veja aqui!

Ótima e rara entrevista no Carreras por Montaña com Kilian Jornet, ainda que muito novo, talvez já o maior ultramaratonista de montanha de todos os tempos. * dica do Igor Oliveira!

Abaixo o comercial do isotônico que patrocina a Kara Goucher. Para mim, ninguém melhor do que ela como exemplo de que correr mais não é necessariamente melhor para uma marca esportiva.

Etiquetado ,

Um pensamento sobre “Leituras e vídeos pós-Feriadão

  1. adrianapiza disse:

    Muito interessante esse o texto sobre exercício e sistema imune. Há uns 15 anos fiz um curso de pós no ICB na sobre Imunologia e um dos tópicos foi exatamente esse. Lembro bem de um gráfico que relacionava níveis de cortisol e esforço físico. Toda vez que fazemos um esforço e saímos daquela zona de conforto para mudar de patamar (treinos intensos por ex) o corpo responde com o aumento do cortisol, que é um potente anti inflamatório (e depressor do sistema imune). Me lembro muito bem nos anos 90 quando corri uma volta da USP e depois fiquei 1 semana de cama com pus na garganta…. ( para completar o antibiótico deu reação alérgica e fui parar no hospital…). Mas nada disso importava, só me lembro estar muito feliz com o sub 40 tão sonhado naquela prova!
    Não há dúvida, mais um bom motivo…tentar reduzir a inflamação após um esforço físico é tudo que o corpo NÃO precisa.

    Curtido por 2 pessoas

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: