Leituras de 4a Feira

Na The New Yorker Alex Hutchinson faz a matemática do doping. Para nerds, mas bem interessante porque mostra o quanto há de complexidade nessa perseguição.

Fui agraciado recentemente com o convite para falar minhas bobagens no Por Falar em Corrida, um dos poucos podcasts de corrida no Brasil. Em breve coloco aqui no Recorrido o link, mas por enquanto vocês podem achar aqui na fan page deles o histórico. com outros convidados. Não sou grande entendedor, mas acho que além dos catarinenses, só o Corrida no Ar (mais recentemente) tem também um podcast frequente. Por coincidência, na mesma semana chego a esse link com 19 dicas de podcasts (em inglês) para corredores.

A Runner´s World separou 5 episódios em que atletas perderam sua sapatilha DURANTE a prova. Tadinha da Jenny Simpson

O corredor adora achar que é uma pessoa boa, que protege a natureza, que está em contato com ela… nada mais agressivo do que se juntar com outras 10.000 pessoas no mesmo ambiente consumindo tanto insumo. É um despropósito você participar de “corrida pela água”, “pela natureza”, se nessas bobagens seu kit vem cheio de tralha, se você usa água de copinho e junta meio quilo de lixo nas quinquilharias e panfletos. O Adolfo Neto faz uma afirmação breve: camisetas de prova (e medalhas!) são anti-ecológicas. E aí? Será que um dia vamos ter kits reduzidos no Brasil??

Seria o 3.000m com obstáculos a prova mais previsível do atletismo? Análise matemática bacana faz comparação com marcas antes e durante os Mundiais de Atletismo. Com base em seu season best (SB) dá para prever se tem chances reais de medalha. Fiquei surpreso com os 5.000m e 10.000m!

Longa Leitura do Dia: eu particularmente tenho meu padrão para reconhecer picareta na área da Saúde e Esportiva pelo cheiro. A primeira dada nesse texto muito interessante é uma que sempre usei: este cara está tentando me vender algo? Vai por mim, ela não falha! Vai desde o Nutricionista que vende suplemento, passando pelo Kinesio Taping, sem esquecer o médico que defende com unhas e dentes a necessidade de exames com…. médicos! Eu não conhecia o autor, Dick Talens, mas seu texto sobre o marketing na indústria do Fitness é MUITO revelador!

A Vibram lançou um tênis MUITO legal! Você compra o solado e usa a técnica japonesa de Furoshiki para decidir o estilo do cabedal. Interessante! Aqui mais informações.

Etiquetado ,

7 pensamentos sobre “Leituras de 4a Feira

  1. Gabriel C. disse:

    Com relação aos “kits reduzidos”, sei de pelo menos uma organizadora em SP (XCountry/ZBRClama) que disponibiliza a opção de inscrição mais barata se você optar por não obter o kit completo. Considero essa uma ideia bem válida. Por mim, poderia inclusive vir sem direito a medalha e baratear ainda mais o custo. Mas não sei se muitas outras irão copiar essa iniciativa.

    Curtir

  2. Enio Augusto disse:

    Legal esses dados com a previsão dos resultados. Vou tentar pensar nisso no próximo bolão do Corrida no Ar.

    Acredito que deveria haver a opção para os corredores de sem kit e medalha e com kit e medalha. Não sei em quanto implica em trabalho a mais para a organização. Mas também o preço teria que ser mais em conta. 120 com tudo ou 90 sem nada (hipoteticamente) não compensa muito.

    E é sempre bom ter alguém falando bobagens no nosso podcast que não nós mesmos haha. As suas bobagens são bem mais interessantes do que as nossas. Foi muito massa!

    Curtir

  3. Pedro Ayres disse:

    Demais esse texto do Dick Talens. Objetivo, sem passionalidade. E mesmo assim gera cada reação dos comentários… Isso não deixa de ser outro sintoma de “é uma cilada!”, as pessoas defendendo sua reserva de mercado.

    Essas “soluções” sempre apelam para a rapidez. Quem é mais experimentado sabe que tudo leva tempo para lapidar.

    Não exatamente no tópico exercício, mas quando vejo soluções rápidas lembro desse filme, o sr. Jiro dominando a arte do sushi e mesmo aos 85 anos (quando foi feito o filme) não considerando sua obra acabada, sempre com mais para aprender. Muito bom, mesmo para quem não tem grandes inclinações por culinária:

    A vida é um trabalho para a vida toda!

    Curtido por 1 pessoa

  4. adrianapiza disse:

    Eu até olhava os SB dos competidores para o bolão, algumas vezes foi o que segui. Olhando agora, vejo que se apostasse sempre olhando só para o SB, acertaria razoavelmente bem na média quem seriam os primeiros 3. Mas quando estamos apostando pensando em cada evento isolado e queremos acertar os 3 na ordem certa e naquele evento, outras informações até subjetivas entram, e podem até ajudar sem querer, por pura sorte, ou atrapalhar…Mas o que mais acho interessante de tudo isso é a imprevisibilidade dos resultados. Nunca saberemos calcular todos os fatores que interferem, e embora o melhor resultado de um atleta tenha sido X e há pouco tempo, nada garante que ele vá repetir isso! Principalmente todos estando tão no limite! Tem muitos fatores em jogo, físicos, emocionais, estratégia…e outros que desconhecemos…
    Mas que eu esperava uma medalha para o Evan Jager, a esperava sim!

    Curtir

    • Danilo Balu disse:

      Lógico que é fácil falar de obra pronta, mas o Jager quase vence a DL ao imprimir um ritmo forte desde o início. Em Pequim ele apostou no sprint. Ele tem 3´28″ nos 1.500m esse ano, chegou a ser WL, dono da marca mais forte já feita nos EUA. Faz ODO o sentido sua estratégia. MAAAS uma coisa é correr 1.500m flat, outra é correr 800m depois de 2km nas costas. Ele vai ter que mudar a tática numa próxima major (Rio).

      Curtir

  5. André Moraes disse:

    Muito bom o texto do Dick Talens (agora é acompanhar pra ver se ele entra nas minhas fontes confiáveis).

    E, eis que estou lendo este artigo no New York Times sobre a indicação de oito copos de água por dia (http://www.nytimes.com/2015/08/25/upshot/no-you-do-not-have-to-drink-8-glasses-of-water-a-day.html?WT.mc_id=2015-2015-SEPTEMBER-FB-INYT-MC1-AUD_DEV-0901-0930&WT.mc_ev=click&ad-keywords=IntlAudDev&_r=0) e surge o parágrafo abaixo:

    “A significant number of advertisers and news media reports are trying to convince you otherwise. The number of people who carry around water each day seems to be larger every year. Bottled water sales continue to increase.”

    Como você sempre posta por aqui: follow the money.

    Parabéns pelo blog, Balu!

    Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: