Leituras de 2a Feira

Uma lista de 10 pequenas coisas que aborrecem (quase) qualquer corredor.

A amadora Amber Green, que estreou na Maratona com 4h23, tentou 5 vezes (na 31ª maratona!!) antes de conseguir finalmente a sensacional honraria de poder disputar a seletiva olímpica americana. O relato da saga dela é incrível! É a leitura animadora do dia!

Estadão fala brevemente de um documentário que explora a história e a cultura do tênis.

O assunto sempre volta à tona: por que amadores trapaceiam cortando caminho? Eu já meio que desisti de entender essa doença, principalmente quando ela não traz prejuízo material direto, mas acompanhar não deixa de ser interessante. Um texto ótimo da Runner´s World britânica discute o assunto e relata vários casos, alguns completamente doentios. *algum dia também vou entender essa fixação pela Maratona de Boston quando pagando você também pode correr

Leitura Obrigatória - BLOGLeitura Obrigatória: esse a corrida não for somente física? Ok, vocês todos já sabem disso… mas havia poucas evidências mostrando que um treino noturno depois do trabalho é mais difícil porque estamos esgotados mentalmente. Este belo texto vai a fundo listando estudos interessantes. Antes que você se apresse a treinar mais de manhã, lembre-se que treinar de noite não deixa de ser uma estratégia para aumentar a carga da sessão!

Enquanto o mundo se vê à volta do escândalo do doping no atletismo, Sean Ingle fez no The Guardian uma análise muito sóbria do que precisa ser feito para resgatar a confiança da opinião pública.

Um comercial muito bacana da Gatorade! Basicamente você tem que suar para poder ter direito à bebida. Abaixo você tem a surpresa de uma garota ao se deparar com J.J. Watt da NFL. Aqui e aqui você tem outros 2 vídeos estrelados pelos irmãos Manning (NFL).

Etiquetado ,

6 pensamentos sobre “Leituras de 2a Feira

  1. O que me aborrece é a porcaria do GPS me deixar na mão em uma viagem de 3 dias na qual faria 3 treinos.

    Ele travou e só destrava se conectar em algum computador, como não levei computador também não levei o cabo para carregar a bateria, pois daria para os 3 treinos.

    Ainda bem que sempre levo meu Timex Ironman 50 laps, esse não quebra nem dá defeito.
    Encontrei um trajeto marcado no parque do flamengo e deu pra fazer até tiros de 1 km.

    O GPS está por um fio… logo logo vai voar por alguma janela de hotel.

    Curtir

  2. Ciro Violin disse:

    Balu… quando tiver um tempo, veja isso:

    http://trisutto.com/training-tests/

    Curtir

  3. adrianapiza disse:

    Ontem mesmo me aconteceu uma dessas coisas que aborrece: em uma prova, assim que foi dada a largada, saí correndo e entrei com tudo em um homem… era uma pessoa da organização, aqueles que ficam na frente dos corredores antes da largada. Largou, ele não saiu, e ficou ali no meio dando trombadas, tentando sair para o lado enquanto todos corriam para frente!….Fiquei até tonta!

    Curtir

  4. Carlos disse:

    Muito bom e inspirador o texto sobre a Amber Green, e o interessante é que ela relata que grande parte de sua “carreira” foi sem treinador, buscando informações em um livro, isso tem tudo a ver com o que o Balu comentou no post da última sexta-feira (sobre o texto do Nishi).

    Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: