Leituras de 2a Feira

Um levantamento muito legal para quem gosta de velocidade: estatísticas sobre atletas que já correram 100m abaixo da barreira dos 11 segundos. É quando você vê esses números que temos ideia do quão mito Merlene Ottey é, do quão monstra Veronica Campbell-Brown é, e o tamanho do “bem” que o doping fez a Marion Jones. Além disso, outro dado muito legal: 176 vezes a prova foi feita com vento contra, mas 506 foram feitas com vento a favor!

Sou muito avesso a falar de dieta de atletas porque os que acompanham com mais assiduidade costumam simplificar o sucesso deles pelo que eles comem. Um erro enorme. Mas veja a forma didática como o casal Eaton explica sua dieta. Incrível! Enquanto aqui achamos que Nutrição é coisa de Nutricionista, muita gente acha que Nutrição é tão importante que não pode ser deixada só na mão de nutricionistas. Simplificar o complexo é um jeito de você garantir sua clientela. Outro jeito bem fácil é garantir reserva de mercado. O CRN que o diga!

TED for runners? Não ainda. A autora do texto pergunta: deveríamos postar nossas metas nas redes sociais? Pra mim esse é um debate sempre interessante!

A Running USA lançou mais um de seus belos relatórios de estatísticas, sendo o mais atual sobre o crescimento da corrida (somando-se todas as distâncias). Comentários: os números nos EUA sempre impressionam. São cerca de 19 milhões de concluintes anualmente em corridas de rua pelo país. O crescimento parece ter atingido um teto e vai acontecer por lá PARECE que em muito pequena escala daqui para frente (o que é um puro chute, lógico!). A grande diferença entre nós e eles no que diz respeito à preferência de provas é que lá os 5km e a Meia Maratona são de longe as distâncias preferidas. Por aqui, amamos os 5km e os 10km. Por lá as mulheres são larga maioria dos 5km aos 21km, enquanto aqui elas são minoria não importando a distância. Nossos tempos médios são bem parecidos nos 21km e 42km (faltam dados brasileiros para 5km e 10km), mas por lá eles são em muitos concluintes nos 42km, enquanto aqui apenas engatinhamos. Para maiores dados dos números brasileiros, deixo aqui os links para textos sobre Meias Maratonas no Brasil, as 50 maiores provas do Brasil (em 2014), a velocidade do brasileiros nos 21km, dados das maratonas brasileiras em 2014 e a velocidade média da maratonista brasileira.

Texto pesado e cabeça do dia: depressão, como superei pensamentos suicidas durante o esporte universitário.

Abaixo os melhores momentos do Beat the Sun, competição criada pela ASICS que é um revezamento correndo contra o tempo do sol se pôr.

Etiquetado ,

2 pensamentos sobre “Leituras de 2a Feira

  1. Marcelo Hideki disse:

    Acredito que Merlene Ottey é a maior velocista da história(incluindo homens também),mesmo sem ter sido campeã mundial e olímpica nos 100 metros,as marcas dessa senhora são de uma constância absurda.

    Curtir

  2. Tertu disse:

    Acho que já passou da hora da América do Sul colocar uma mulher nesta lista das sub 11.

    Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: