Leituras de 6a Feira

Na ótima Athletics Ilustrated um texto que soa quase como uma provocação desnecessária, é como gritar na cara de um argentino que Pelé es más grande que Maradona: Steve Prefontaine foi grande, mas (o neozelandês) Rod Dixon foi maior. Para que gosta do passado e de alto nível, ótimo texto!

Na famosíssima Hardrock 100 Endurance Run, uma das provas de 100 milhas mais desejadas do mundo, você tem um rigoroso tempo máximo de conclusão de 48 horas. O vídeo que quero deixar para vocês, apesar de belo, tem edição bem ruim por não mostrar o cronômetro, mas o cara em foco completou em 47h59:59, veja aqui! Demais! *mais detalhes do feito aqui.

Ainda sobre a Hardrock 100, a Saucony dá continuação à sequência na Salomon Running TV com o 6º episódio da bela série que já está em sua 4ª temporada! Desta vez falando sobre a história de um ponto de apoio da famosa prova.

Off-topic: é patético, é loser, é machista ao extremo entre as próprias mulheres tenistas o discurso babaca de que evitam e têm medo de fazer musculação com medo de ficarem “grandes”…. esquecem elas que mulheres não têm a testosterona aditivada da turma do fisiculturismo… e esquecem também que para ganhar no alto nível é necessário abrir mão de algumas coisas, nesse caso, da pele lisinha sem as curvas do bíceps e deltoide saltados. Sou fã da Serena Williams, e sou ainda mais ao ver como ela se aceita enquanto as demais têm um discurso de menininha. Eu costumava dizer nos meus tempos de treinador de atletismo feminino universitário que ganha mais entre elas quem carrega mais no agachamento. Era esse o diferencial. Quer ser velocista boa sem carregar peso? Então nem venha tomar meu tempo! No paralelo da corrida de rua, parece a turma do #TreinaQueVem que é raçuda 2 vezes por semana porque está sem tempo ou mais do que isso não dá… NINGUÉM tem ou precisar treinar forte, mas se quiser correr forte, amigo, aí o chicote estala. Aqui o belo texto do The New York Times que me tirou do sério com essa mulherada fresca no osso.

Não tenho paciência para revoluções no esporte que acontecem via release no Twitter. Um aparelho que mais parece um gadget, ou seja, um brinquedo para adultos, promete fornecer a quantidade de watts (potência) durante sua corrida. Mergulhar em dados é um dos melhores jeitos de se afogar em ruído naquilo que você achava que era informação. O brinquedo é legal? É! Divertido? Também! Bonito? Vai do gosto. Útil? Ele provavelmente deverá ser caro e ninguém sabe ainda o que fazer com aquilo que ele promete te dar. Ou seja… Este é o site oficial do Stryd! *dica do Pedro Ayres.

Para o lançamento de sua candidatura para a presidência da IAAF, o monstro Sebastian Coe lançou uma carta-manifesto e um belo vídeo. Veja aqui!

Abaixo mais um vídeo da série homens versus trem. Aqui mais detalhes!

Etiquetado ,

9 pensamentos sobre “Leituras de 6a Feira

  1. Tertu disse:

    Musculação para obter melhor desempenho nas provas de velocidade parece uma ideia já sacramentada. Mas o que dizer no caso de provas como os 5 km? Haveria algum ganho no cronômetro ou o benefício está somente na prevenção de lesões?

    Curtir

  2. Mauro Leão disse:

    Continuar feminina é a desculpa? rsrsrs Elogia a adversária e vai ralar mulherada!!!

    Curtir

  3. Sobre o tema Off-Topic, para rebater a matéria do The New York Times, com viés machista e incentivando a relação entre feminilidade e poucos músculos (??), veio esta excelente matéria do The Guardian sobre a incrível Serena: http://www.theguardian.com/sport/2015/jul/12/serena-williams-transcends-sport-outsider?CMP=share_btn_fb. Este não é um tema machista de fora da corrida, ele também está neste e em outros esportes, como a experiente corredora a Lauren Fleshman já denunciou quando foi inundada por comentários ofensivos sobre seu corpo atlético parecer o de um homem, se quiserem saber mais, leiam aqui: http://www.runnersworld.com/the-fast-life/do-i-look-like-a-man. Mais uma consideração: isto não tem nada a ver com “mulherada fresca”, tem a ver com um comportamento machista, replicado por homens e mulheres, de que a aparência física de uma mulher é o principal valor dela, sempre..Gosto muito deste blog!

    Curtir

  4. phrayres disse:

    Muitos atletas parecem ter neuroses sobre sua aparência, se preocupar com o que os outros pensam. A verdade é que o Sedentário de Almeida nunca vai entender a especificidade de cada esporte. Tanto para um lado quanto para o outro. Vai seguir achando que maratonistas são mortos-de-fome, levantadores de peso são gordos…

    Lembro de um comentário do Nishi, num programa do Corrida no Ar, no caso dos fundistas: se disserem que você está bem, você está acima do peso. Se perguntarem se você está doente, você está com um bom peso.

    Quando eu estava no auge do meu volume de treinos de ciclismo, algo em torno de 500km/semana, pesando 61kg distribuídos em 1,75m (nada sobrenatural, mas magro para olhos desacostumados), uma vizinha perguntou se eu estava doente…

    Imagina se a Kristina Vogel fosse se preocupar com o que estão pensando:

    Curtir

  5. No caso das tenistas acho que a questão da aparência se mistura com a questão financeira. A própria matéria fala da Sharapova que, embora jogue em alto nível nunca foi “a melhor”. Mas foi a mais bem paga por anos por causa da beleza, que atrai patrocinadores. Se fizesse musculação e tivesse os braços da Serena Williams talvez jogasse ainda melhor mas perderia dinheiro (!).

    Curtir

  6. […] Um tempinho atrás postei aqui um texto espetacular sobre a Serena Williams e o fato dela ser considerada como tendo um corpo menos feminino (ou muito masculino). O debate era grande porque havia adversárias comentando que abriam mão do desempenho em toca da feminilidade. Uma estupidez sem tamanho, digno de quem compete para se contentar em perder. Agora cheguei a um vídeo MUITO bacana da Cosmopolitan que toca nesse assunto entrevistando e tirando fotos de mulheres fortes. Como podem não achar maravilhosas as velocistas Natasha Hastings e Sanya Rychards-Ross? E a Massy Arias e Christmas Abbott?? Para tudo! Belíssima campanha! […]

    Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: