Leituras de 6a Feira

Alex Hutchinson discute as diferenças entre o cansaço (mental ou físico?) entre homens e mulheres durante a atividade física.

33 sinais que evidenciam que você é um corredor dos viciados. *acho que tiro menos de 5.0 nesse teste…

No final de semana passado um garoto americano se tornou o 7º atleta escolar na história a baixar dos 4 minutos na Milha, aquele mesmo recorde que era tido como insuperável. O que significa essa marca?

Ninguém gosta de ficar assistindo uma corrida tática, aquela em que todos correm lento e decidem a prova apenas no final. A revista digital Level Renner faz uma ode à corrida com culhão, forte do início ao fim.

O que acontece quando um jornalista corredor toma pequenas doses de EPO em um ciclo de 14 semanas? Será que tem benefícios? Será que seria pego em um antidoping avançado? O resultado é desolador para o torcedor…

Uma entidade à qual muito corredor gosta de recorrer é o tal “amortecimento do tênis”. As pessoas falam como se fosse um bacalhau, ele existe. Eu trato como a cabeça desse peixe, nunca vi. Se amortecimento existisse e fosse quantificável, quem vive dele já teria mostrado sua existência e sua essencialidade. Mas pulemos essa parte. Se você acha que tênis com amortecimento existe e é bom, um tênis maximalista, que teria ainda mais amortecimento, seria ainda melhor, certo? Mas o que acontece quando alguém sai medindo as cargas? A resposta vai te surpreender. Veja aqui!

Este blog é sobre corrida, por isto um feito que não se via desde 1978 ganha destaque aqui. Gosto muito de ler sobre corridas de cavalos, apesar de nunca ter apostado. Não sei qual foi o evento esportivo para você no final de semana? A UEFA Champions não se discute, óbvio, mas o segundo está entre a final masculina de Roland Garros e o Belmont Stakes, a 3ª corrida para definir a tríplice coroa, vencida pelo cavalo American Pharoah. Então separei um belo texto da Slate e da Wired sobre a ciência por trás dessas corridas. Não é o caso de se perguntar o porquê esses cavalos não correm com caras ferraduras com gel, borracha em EVA, placas estabilizadoras e “amortecimento”?? Alguém me explica? E aqui o FiveThirtyEight discute a superioridade de 2 cavalos na história em um tipo de análise que deveria ser copiada nos demais esportes!

Hoka-Stinson_thumb

Etiquetado

Um pensamento sobre “Leituras de 6a Feira

  1. adrianapiza disse:

    Muito interessante o artigo dos cavalos. Os cavalos correm na unha, e a quantidade de detalhes e variáveis que tem em uma ferradura… muitas vezes são usadas para corrigir pisadas e coisas do tipo. Com certeza o American Pharoah teve as suas feitas sob medida, todas especiais para cada corrida. Mas compararia mais a uma sapatilha de corredor de pista, aí o que vale é usar a que mais vai contribuir para melhorar o desempenho. Queria ver os cavalos correrem “descalços”! Ah! E os cavalos também usam meias de compressão!

    Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: