Leituras de 6a Feira

Sou suspeito de falar sobre Meb Keflezighi porque ele é de longe um dos mais pertinentes maratonistas da atualidade. Vale sempre ouvi-lo! Aqui uma entrevista de Jon Gugala com ele na Outside. Sempre há o que aprender com eles!

Mutaz Barshim é o jovem saltador em altura do Qatar que está desafiando um dos recordes mais incríveis do atletismo. Aqui uma matéria sobre ele na ótima Athletics Weekly. Ele é tão incrível que vale ler qualquer coisa sobre o talentoso astro!

Ah o esporte amador… ah o ideal olímpico… no Estadão uma matéria revelando que o presidente do COI, que tem que defender os atletas olímpicos, e que em sua maioria ganha salário de fome, tem um salário simbólico de R$2.000… POR DIA!! É um absurdo? SIM. Há absurdo maior? SIM. A caixa preta de uma das maiores p&t@rias desse país, está lacrada. O COB nem sonha em revelar quanto ganham seus principais cartolas.

Com a proximidade da Maratona de Boston, a Runner´s World traz uma matéria muito legal sobre um dos maiores maratonistas americanos de todos os tempos e um dos grandes nomes que ajudaram a catapultar a modalidade mundo afora, Bill Rodgers.

Minha queda por grandes nomes do passado não deixaria passar outra matéria da revista. Dessa vez é uma breve entrevista com a última americana a ganhar o título em Boston (1985), Lisa Rainsberger.

Uma notícia no Estadão animou muito marmanjo: mulheres teriam preferência por corredores de longa distância. Não consigo acreditar muito, principalmente quando sabemos que são os astros das provas curtas que atraem o público e ganham fama…. *aqui a matéria no britânico The Telegraph.

Um aeroporto em Tóquio teve uma ideia inusitada: usou a pintura de uma pista de atletismo em um terminal para orientar os passageiros. Veja abaixo!

552561eb1a567ab641c5eee6_9-muji-narita

Etiquetado

4 pensamentos sobre “Leituras de 6a Feira

  1. Balu, nessa eu vou discordar de você. O COI cuida de um dos maiores eventos do planeta em termos financeiros e logísticos. Presidir o órgão é, na minha modesta opinião, o equivalente e ser CEO de uma grande empresa,pela complexidade da organização e dos valores envolvidos. R$ 2 mil por dia equivale a uns 30 mil dólares por mês. Só para efeito de comparação o salário da CEO da General Motors é de US$ 14 MILHÕES por ano (http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/salario-da-nova-ceo-pode-chegar-a-us-14-milhoes-diz-gm). Ou seja, visto pela perspectiva do trabalho a ser feito o salário não é tão alto, pelo contrário, é até baixo.

    O problema do COI não é o salário mas sim a corrupção que corre solta na Organização. Mas até pra melhorar isso é preciso salários altos. Que executivo honesto vai querer passar o perrengue de organizar uma olimpíada quando pode ganhar muito mais numa multinacional? O resultado é que o se vê hoje: administração amadora e/ou corrupta.

    Não estou dizendo que a coisa vai melhorar num passe de mágica se os salários dos dirigentes forem aumentados mas quando se ataca os salários o foco é desviado do problema real que é o amadorismo e corrupção na administração do esporte. E parte da solução, ao contrário do que você dá a entender não é diminuir os salários e sim aumentá-los.

    Curtir

    • Vinicius Morais Nunes disse:

      Só tem uma diferença muito grande Daniel. O CEO da General Motors é executivo, logo o patrimônio dele esta sujeito a ser confiscado caso a empresa vá a falência, citando apenas um caso. No COI não, pode fazer o que quiser e dá nada.

      Curtir

  2. Vinicius, o patrimônio da CEO só pode ser confiscado em casos de fraude, desfalque do patrimônio da organização, etc. Se a empresa for a falência só por má administração, falta de sorte ou qualquer outro fator o patrimônio do executivo sai limpo, só o patrimônio da empresa responde pelas dívidas.

    A diferença real é que parte da remuneração do executivo está atrelada à cotação das ações da empresa na bolsa (stock options) e, portanto, se a empresa for mal ele ganha menos. Mesmo assim é só parte da remuneração que varia dessa forma, o restante é fixo.

    Curtir

    • Danilo Balu disse:

      Só uma coisa…. não acho que deva ser trabalho voluntário! Acho que os dirigentes têm que ganhar e bem! Só que o COI deveria ter sempre tudo mto claro, pra qq um ver… Só discordo qdo vc diz que aumentar o salário ajude a diminuir corrupção ou tendência a roubar… o tamanho do salário não tem NADA dessa correlação!

      Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: