Leituras de 5a Feira

Dias atrás, completou-se 53 anos da primeira sub-4 indoor. É um feito e tanto! É muito legal ler sobre os grandes atletas do passado falando de sua rotina, da sua realidade tão distinta da atual e relembrando detalhes do episódio. A entrevista com Jim Beatty, autor da façanha, é longa, mas dá para selecionar as melhores partes.

A Salomon tem uma série BEM interessante chamada Salomon Running TV. Agora começou a 4ª temporada e o episódio inicial é a história emocionante de Bill Dooper em The Ultimate Fan.

Um texto ficou famosinho nas redes sociais falando sobre motivação e disciplina. Não sei o que achar… justamente porque pareço não concordar 100% com quem trata as duas coisas como inimigas, e não parceiras em várias horas. A disciplina exige que você tire a bunda do sofá para colocar um cesto de roupas na máquina de lavar antes que as cuecas acabem. E ela faz você treinar em dias de chuva fria e muito sono. Mas um é tarefa, o outro é lazer. Será que as regras se equivalem? Duvido. Aliás, se você treina direto porque é só disciplinado, vale sempre reforçar que há uma gama de atividades (físicas ou não) que podem proporcionar a motivação que talvez hoje lhe falte. A disciplina faz na corrida você fazer aquilo de aborrecido por algo que te motiva lá na frente. Mas fazer algo SÓ por “disciplina”, mas nas coxas, não deixa de ser um pouco desonesto, com você ou um terceiro. A procrastinação tem seus vícios, mas tem muitos méritos. Muita calma com o andor! Mas é assunto pra mais que um post

Um texto bem bacana tenta responder: qual o maior fracasso da história da ciência? Acho equivocado questionar toda a ciência usando por base a Nutrição, uma pseudociência. Isso não diminui o ótimo questionamento. *dica do Adolfo Neto.

Um texto BEM bacana enviado pelo Luis Oliveira toca num assunto “polêmico”: o uso de maconha em eventos de ultramaratona. Seria correto? Bom, aos olhos das regras de dopagem não. Mas ainda que o debate fosse reaberto, liberá-la (ou não) não muda muita coisa pra mim. Primeiro que as pessoas justificarão da maneira que for preciso em sua cabeça a tomada de uma decisão. Um dia vai ser a dor ou a solidão da prova ou a recuperação pós-evento… ela vai fumar não importa o que decidam. E para justificar vai buscar comprovação. Sempre foi assim. A outra questão é também comportamental. Pode até ser que os princípios químicos causem tudo isso, mas ainda acho a dor ou desconforto TÃO inerentes a esse esporte que para mim é só mais um sinal de uma geração que quer correr uma ultra sem dor. O próximo passo é fazer uma ultra sem precisar correr. Depois disso, será fazendo de casa.

Etiquetado

4 pensamentos sobre “Leituras de 5a Feira

  1. phrayres disse:

    Talvez (talvez!) o alvo desse texto sobre motivação seja a epidemia de mensagens motivacionais estilo auto-ajuda. Isso realmente é um porre.

    Motivação como uma coisa íntima, e não apenas um estímulo exterior, é mais producente. Se a pessoa precisa da assessoria, do treinador, do nutricionista, dos amigos ligando dizendo “partiu treininho migoooo (a)!” aí tá complicado.

    Curtir

  2. eu disse:

    Você deveria entender que as ciências existem porque todos nós precisamos dela… Até mesmo das ciências exatas ou você tem alguma teoria ridícula para contrariar essa?
    Acorda para a vida, pois até se você fosse um robô dependeria de uma ciência para seu funcionamento ou será que você depende de uma ciência desconhecida?
    Sendo assim, crie, divulgue, vai a luta por suas ideias absurdas!

    Curtir

  3. Luis Oliveira disse:

    Putz, Balu, desculpa postar neste e não no texto anterior. Normalmente eu comento um post seu e o WP me manda os comentários subsequentes. Nunca foi problema. Mas aquele texto sobre Nutrição, cara, show de horror.

    Não sei se 100% dos nutricionistas são picaretas, mas quase 100% dos que comentaram desconhece noções básicas de interpretação de texto, lógica, ética. A maioria é preconceituosa, homofóbica, tem fixação na fase anal (colocar coisas e tirar outras). Sem falar do cara que quer te dar um murro.

    Enfim, se este é um recorte da profissão, melhor ficar de longe mesmo.

    Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: