Dica de Corrida do dia: JAMAIS vá a um Nutricionista!

OU AINDA: UMA VISÃO DA NUTRIÇÃO ESPORTIVA SOB O PONTO DE VISTA DO RISCO.

*no texto que segue, atento para que em nenhum momento disse ou acho que 100% deles sejam ruins ou incompetentes. Jamais disse isso, pois seria má índole minha opinar sobre caráter de quem não conheço. Mas o risco (perigo) de ir a um nutricionista esportivo é alto não porque ele seria ruim, mas justamente porque ele utilizará conceitos e diretrizes da Nutrição que carecem de toda e qualquer evidência de base científica. Não é ser ruim que o faz perigoso, mas justamente eles serem bons vindo a aplicar aquilo que estudaram.

Nassim Taleb em seu excepcional livro Antifrágil tem um princípio muito interessante. Segundo ele, caso você queira morrer mais cedo, tenha um médico particular. E seja consultado regularmente. Não faltam exemplos de personalidades (ricas) que anteciparam sua morte na ideia equivocada de que um médico pessoal pode te ajudar. Além disso, pela absoluta maior parte da história, ir ao médico/hospital sempre significou aumentar nossas chances de morrer. Ter que ir a um hospital sempre significou caminhar em direção ao leito de morte, não à cura. Ainda hoje nos EUA, (erros) Médicos matam mais do que qualquer câncer ou que acidentes de carro. Ou seja, visitar um médico ainda hoje é apressar sua morte. Ter um médico pessoal e visitá-lo regularmente é, na magistral explicação de Taleb, o primeiro passo para reduzirmos nossa expectativa de vida.

O Nutricionista Esportivo pró-ativo

Um Nutricionista Esportivo que é pago por você, recebendo o que recebem, se sente necessariamente na obrigação de intervir de qualquer maneira que seja em sua dieta e no seu dia a dia. Isso é comportamento, não opinião. Porém, mexendo onde ele é dispensável, ele apenas aumenta as chances de um dano. Só que é a ausência de intervenção que implica em ausência do risco de ter alguém-fazendo-o-que-não-deve, o tal tolo pró-ativo. Nesse caso, um Nutricionista Esportivo.

A fonte do dano intervencional reside na ideia do profissional de saúde (médicos e treinadores incluídos) sobre a nossa fragilidade. Eles têm a impressão ou a certeza tola de que nós humanos somos necessários e/ou fundamentais para fazer as coisas funcionarem. É a pura arrogância de quem estuda alguns anos e veste um jaleco e conseguiria corrigir o que Ele lá de cima teria feito de errado.

O Nutricionista Esportivo como algo inútil

Diferentemente de um médico que pode te matar, podemos ficar tranquilos porque um nutricionista esportivo é tão inútil que não consegue sequer matar muito rápido. No máximo nos deixam mais pobres, mais gordos e doentes. Do ponto de vista do Risco, basicamente temos muito pouco a perder visitando um justamente porque temos muito pouco a ganhar com eles porque eles não sabem o que falam. E já falarei sobre isso.

Reforço um ponto fundamental da dica do dia: cada vez que você visita um Nutricionista Esportivo você passa a correr o risco de sofrer o dano de ser submetido a algo desnecessário (desconhecido e de dano retardado ou oculto) sendo justificado por um superestimado benefício em alguma outra coisa. Resumindo (ou simplificando), temos que calcular o risco de ir ao nutricionista esportivo como subtraindo um provável benefício dos custos probabilísticos de ele fazer uma grande barbeiragem. E ele (estatisticamente) muito provavelmente vai fazer. E ISSO é o grave!

Não ouça ele e fuja!

Não o ouça e fuja dele!

Eles não sabem que são (pouco) perigosos.

E aí são vários os problemas da categoria. Se nem na melhor faculdade de Ciências Atuariais do país (FEA-USP), na qual estudei, temos que ler boas obras sobre gerenciamento de riscos, não espere algo similar de médico e nutricionista, que sequer precisam estudar matemática, essa “apenas” uma ferramenta para compreender Risco. Eles, quando prescrevem um suplemento/remédio, por exemplo, desconhecem ou ignoram os riscos disso no longo prazo. Historicamente foi assim com ovos, manteiga, adoçantes artificiais, glúten, frutose, óleos vegetais, gordura trans…

E tenha sempre em mente outra coisa: no fundo no fundo, eles são perigosos justamente porque os interesses de um nutricionista são dissociados do cliente, por mais que venha com o discurso de suposta preocupação, os conselhos, no fim, são feitos sempre para beneficiar a eles próprios. Por mais que seja duro ouvir isso, é assim em TODA área da Saúde. Toda. Sem exceção. Isso os torna perigosos, ainda que um nutricionista esportivo, repito, seja inútil a ponto de não conseguir matar.

Mais sobre o (baixo) perigo deles.

Basicamente, consultar um nutricionista esportivo é ter a certeza de que ele vai querer intervir (o idiota pró-ativo) e, muito pior que isso, ele fará barbeiragem. Vejamos melhor esse ponto: segundo David Wooton, houve um intervalo de 2 séculos entre a descoberta dos germes e a aceitação deles como causadores de doenças, 30 anos mais entre a teoria de putrefação dos germes e o uso da antissepsia. Não bastou Pasteur nos mostrar o efeito dos germes, a sangria continuou por séculos. A Penicilina trouxe o “ponto de quebra” apenas nos anos 50, ou seja, antes disso a Medicina estatisticamente mais matava do que curava.

Só que a Medicina envolve estudantes (e profissionais) mais inteligentes porque remunera melhor E dá mais status. Por isso podemos contar que o “ponto de quebra” da Nutrição ainda está por vir. Na Nutrição, faltam décadas para chegar a “penicilina da alimentação”. Até lá, eles farão sempre mais mal do que bem.

Falo isso, modéstia à parte, com conhecimento de causa. Não conheço ninguém, absolutamente ninguém, seja Médico, Nutricionista ou Treinador, que escreva originalmente em português em qualquer veículo de corrida que você conheça que não erre feio em alguns conceitos básicos da Nutrição. Aqui vale descrever uma lógica argumentativa. A menos que uma necessidade extrema urja, nós não colocamos (ou não deveríamos colocar) teorias em práticas. “Criamos teorias a partir da prática. A teoria nasce da cura, não o inverso”.

run_away_

Minha dica: fuja! O risco de erro é estatisticamente muito menor!

Só que a Nutrição bisonhamente funciona de forma invertida. A Nutrição Aplicada como a conhecemos não é Ciência, é uma pseudociência envelopada. Ela é tão fraca que é hoje apenas um resultado torto e perigoso de diplomacia e política, ela é curandeirismo, mas curandeiros não precisam ser nutricionistas. Ou seja, um curandeiro autodidata tem mais chance de te oferecer menos riscos. Lembre-se, ignorantes estatisticamente cometem MAIS erros por autoconfiança. O Nutricionista Esportivo é um ignorante confiante porque acha que estudando sabe do que fala. E aí chegamos ao ponto final.

Eles não entendem quase nada do que falam

Se você conversar com qualquer nutricionista esportivo ele inevitavelmente vai falhar em um dos assuntos básicos fundamentais.

Em carboidratos, é muito provável que ele considere este um nutriente energeticamente majoritário, só que ele não conseguirá explicar o porquê um nutriente sabidamente não-essencial deve ser a base de uma dieta. Ele não vai conseguir explicar o porquê engordamos rebanhos com grãos, mas seriam saudáveis a humanos. Não vai conseguir explicar as bases para recomendar hidratação sem atropelar a lógica e a matemática, aquela que ele não precisou estudar. Ele não vai fundamentar sua estratégia de suplementação sem fugir do claro conflito de interesse ou da ausência de riscos. Ele não saberá explicar a criação da pirâmide alimentar (talvez na Nutrição o mais grotesco exemplo de “inversão entre teoria e prática”). Ele não saberá a ideia por trás do consumo de sal. Ele não vai conseguir explicar as lógicas por trás do jejum no exercício ou do hábito de comer de 3 em 3 horas.

Voltamos aqui num pilar importantíssimo, o nutricionista esportivo faz o que não se pode NUNCA fazer: não colocamos teorias em práticas, criamos teorias a partir da prática. Só que os nutricionistas criam teorias torcendo para que a prática seja como é sua vontade ou seu sonho.

Conclusão

A profissão de Nutricionista foi inventada como um commodity de uma sociedade que não precisa de quem nos ensine a comer ou a beber, ela é falha e do ponto de vista de Risco é, no momento, inútil. Não ensinamos pássaros a voar. Ou olhando de trás pra frente, não chegamos à expectativa de vida atual por causa deles, a vinda deles NÃO trouxe notável ganho substancial. Mas há o risco cada vez mais embasado de que seguindo suas teorias de restrição de gordura, por exemplo, podemos morrer antes, igual a ir a um médico muito regularmente.

Como até hoje ela não se provou que funciona, ainda virão muitas décadas antes do dia que ir ao Nutricionista Esportivo seja algo bom. Por isso resumo aqui, se você quer correr bem, mais e melhor, NUNCA procure um nutricionista esportivo. Eles não são “só” inúteis, alguns são até mesmo um pouco perigosos.

*****

Sendo sucinto…

Ao ir a um, há enormes chances de:

  1. ele não saber do que fala quando o assunto é hidratação, emagrecimento, consumo de sal, suplementos, diabetes, dieta saudável ou jejum;
  2. por ele receber dinheiro de você, ele fará necessariamente o papel do idiota pró-ativo. Ou seja, ele vai querer mexer em algo ainda que sofra de “1” e ainda que a dieta inicial seja ideal;
  3. vide “2”, por dissociação de interesses, ele tomará decisões para ele, não para você. Ainda que ele negue;
  4. ao contratar um nutricionista esportivo brasileiro, saiba que não há nada escrito originalmente em português que não cometa erros conceituais gravíssimos de conceitos extremamente simples, mas importantes e fundamentais;
  5. Por causa de 1, 2, 3 e 4, dá para dizer que você tem pouquíssimas chances de ter limitadas vantagens, mas um enorme risco de ter grande prejuízo;
  6. por fim, a única vantagem é que um nutricionista (esportivo ou não) é tão inútil, tão dispensável, que ele não te matará, ele não é sequer capaz disso. No máximo fará você gastar bastante dinheiro, comer mal, engordar e ficar doente.

*não há nenhuma linha sequer de ironia neste texto. Mas reforço que falo sobre nutricionistas esportivos. Como sempre, não falo de casos de patologias. No caso delas, se o assunto for diabetes, o nutricionista pode sim ser muito perigoso. Eu os evitaria.

** pedindo maiores argumentos para o meu ponto deste texto, resolvi escrevê-los em uma série mais longa (com todas as suas referências bibliográficas) que segue abaixo:

PARTE 1: a falácia da causa do sobrepeso.

PARTE 2: a falácia do balanço calórico.

PARTE 3: quanto pesa 1kg de gordura?

PARTE 4: a falácia do esporte no emagrecimento.

PARTE 5: a ciência por trás das diretrizes do consumo de gordura saturada.

PARTE 6: o medo do colesterol.

PARTE 7: a ciência por trás da recomendação do sal.

PARTE 8: a ciência por trás da pirâmide alimentar.

PARTE 9: a lógica torta no tratamento da diabetes.

PARTE 10: o que acontece(u) ao seguirmos as recomendações nutricionais.

EPÍLOGO.

Etiquetado , ,

934 pensamentos sobre “Dica de Corrida do dia: JAMAIS vá a um Nutricionista!

  1. Thelles disse:

    Cara.
    Vou ser sucinto!

    Porque não vai escrever um blog para animais. Talvez eles lendo te deem mais atenção.

    Curtir

    • Mas ele está certo! NUTRICIONISTA ESPORTIVO É UM PERIGO! É muito risco pra quase nada!

      Curtir

    • Jorge Ferrari disse:

      Mas ele está certo! NUTRICIONISTA ESPORTIVO NÃO SERVE PARA QUASE NADA!

      Curtir

    • Manoela disse:

      Olá Danilo,
      Acho interessante a tua intenção de fazer críticas em relação à ciência da nutrição, entretanto, a menos que tu possas nos apresentar publicamente os estudos de alta relevância que embasam as tuas críticas, vou continuar achando que hoje em dia é fácil denegrir qualquer pessoa, profissão, etc. pela internet mantendo um blog. Desculpa-me, mas foste infeliz nas tuas críticas ao direcioná-las aos profissionais, colegas teus ao que consta. Porque não fazê-las direcionadas à nutrição como ciência ou mesmo a TODA medicina que carece de evidências sólidas na prática clínica? A Medicina Baseada em Evidências, que imagino que já ouviste falar, é muito recente. De acordo com ela os embasamentos teóricos têm nível de significância de acordo com a qualidade, quantidade de pessoas envolvidas, forma de conduzir os estudos, etc . São eles:
      Nível Ia (maior nível evidência) : ensaios clínicos randomizados/ metanálises – revisões sistemáticas
      Nível Ib: estudos clínicos randomizados
      Nível IIa: ao menos um estudo clínico bem desenhado sem randomização
      Nível IIb: ao menos um outro tipo de estudo bem desenhado
      Nível III: estudos descritivos bem desenhados
      Nível IV (menor nível de evidência): relatos de comitês de experts e/ou experiência clínica de autoridades/ especialistas
      Eu mesma não terei nenhum constrangimento em alterar a minha conduta clínica se me forem apresentadas evidências científicas sólidas e bem desenhadas melhores que aquelas que nos pautamos atualmente. Se não tiveres condições de me apresentar estes estudos, o nível de evidência no qual estás te pautando é próximo do nível IV, ou seja, do menor nível de evidência. Neste caso não há possibilidade de nem iniciar uma conversa que possa realmente conduzir em mudança de conduta profissional ou mesmo de melhoria da ciência da nutrição. Neste caso, estás fazendo um imenso desserviço para a área. Desculpa a sinceridade. Abraços Manoela

      Curtir

      • Danilo Balu disse:

        Oi Manoela! Tudo bem? Olha eu poderia ter falado da Medicina, até poderia, mas me sinto inseguro porque nunca estudei mto o assunto, assim não me sinto confortável. Mas o fato de NÃO ter falado dela não faz da Nutrição correta, faz? 2 erros fazem 1 acerto? Não creio…
        Sobre as evidências que exige, vou postar de 4a em diante 6 textos mostrando pto a pto não as evidências, mas justamente no quê se baseiam as diretrizes da Nutrição… Até mais!

        Curtir

      • Manoela disse:

        Oi Danilo, vens a público denegrir toda uma categoria em decorrência da prática clínica adotada por ela. O mínimo que é pedido é que apresente então as evidências que respaldem as tuas críticas e a resposta que recebo é que não serão apresentadas estas evidências? MBE – Medicina Baseada em Evidências diz respeito à prática em saúde baseada em evidências e não se restringe apenas à categoria médica, mas a toda área da saúde. Pelo menos agradeço por não moderar as repostas e nos dar direito de resposta. Boa sorte na tua empreitada. Abraços Manoela

        Curtir

      • Danilo Balu disse:

        1. Eu seria desonesto em não dar direito de resposta a quem (como vc) discorda de mim sem ofender/agredir minha pessoa. E quem discorda apenas fazendo ofensas, tb liberei TODOS os comentários porque apenas reforça meu pto. Mas não respondo;
        2. Se eu fosse dar todas as evidências aqui, não teria sido um post, mas um tratado… vou fazer (menos que) isso em partes.
        3. Qto à MBE, reforço: falei de nutricionistas esportivos, jamais de patologias ou casos especiais. Não vou entrar nesse mérito justamente porque não tratei dele no post;
        4. Por fim, não é questão de denegrir a categoria se venho dizer que nem todos são ruins, mas é um risco justamente por tentarem aplicar aquilo ensinado e sobre qual carece de evidências em seu estabelecimento em 1o lugar.
        Até mais!

        Curtir

      • Manoela disse:

        Senhor! Inspira, expira e não pira. Que a clareza e o discernimento possam guiar a todos. By!

        Curtir

  2. Bárbara disse:

    A Associação Brasileira de Nutrição – Asbran encaminhou nesta sexta-feira (13) ao Conselho Federal de Nutricionistas (CFN) nota de repúdio aos textos de autoria do blogueiro Danilo Balu, bacharel em Esporte pela Universidade de São Paulo (EEFE-USP) e graduado em Nutrição (USP), conforme descrição profissional que adota nos sites em que é colunista. Os textos claramente denigrem a categoria e a ciência da Nutrição.

    Os artigos do blogueiro têm sido publicados na internet com duras críticas inclusive às instituições do segmento, como conselhos regionais, entre eles o CRN-3 que já está adotando medidas jurídicas.

    Em um dos textos o profissional chega a afirmar que “a profissão de Nutricionista foi inventada como um commodity de uma sociedade que não precisa de quem nos ensine a comer ou a beber, ela é falha e do ponto de vista de risco é no momento inútil”.

    No documento encaminhado ao CFN, a Asbran reforça seu caráter técnico, científico, cultural e social e a luta pelo reconhecimento da categoria, e que também tem entre suas linhas de atuação funcionar como canal de denúncia de fatos que se traduzam em prejuízo ao processo de Alimentação e Nutrição da população brasileira, inclusive, a veiculação de informações equivocadas sobre o tema.

    Nesse sentido, considera que a análise do texto publicado no blog do profissional evoca a infração de artigos do código de ética do nutricionista e de outros profissionais de saúde.

    “Há trechos que contrariam o Código Penal Brasileiro – calúnia e difamação -, resguardando o fato que os crimes não foram direcionados a uma pessoa, em específico, mas alarmantemente a toda uma categoria de forma enfática e preconceituosa”, diz o ofício.

    A Asbran pede ao CFN que adote providências para que seja aberto processo ético contra o profissional, caso seja confirmado seu registro, e o acionamento, imediato, dos órgãos que se fizerem necessários para retirada do texto da internet.

    Curtir

    • Jorge Ferrari disse:

      Bullshit! Em vez de carta de repúdio, publiquem um post contestando cientificamente p.e. A pirâmide alimentar.

      Curtir

    • sparcx86 disse:

      rapaz é muito facil voces ficarem protegendo o rabo de voces, nutricionista é tao util quanto certos curandeiros mesmo, nao servem de nada, voces nao tem competencia sequer para fazer suas proprias pesquisas voces sao o lixo da area de saúde. enganadores.

      Curtir

    • Angela disse:

      Um absurdo chamarem este texto de calúnia e difamação. Mesmo que não concordem, é uma opinião. Coloquem a de vocês, argumentem, não sejam covardes.
      Uma pergunta: Quantos de vocês, revoltados com o post, levantaram a voz (na ocasião) para dizer: “Je sui Charlie”? É… mas quando é conosco a coisa muda de figura não é mesmo? Continuemos pois a crucificar quem mexe com nossos deuses!

      Curtir

    • Andrea disse:

      Más, se ele não for profissional, isso não configuraria exercício ilegal da profissão????

      Curtir

  3. Roberto Bevenuto disse:

    Senhores e senhoras nutricionistas, não percam mais o seu tempo. O CRN emitiu uma nota dizendo que este indivíduo sequer é nutricionista e talvez nem tenha outra formação. Coisas de internet.

    Curtir

  4. Luis Henrique disse:

    Um nutricionista estuda seus 5 anos mínimos não é atoua. .. Já você não deve ter feito ensino médio pra poder dizer tantas coisas sem fundamento algum.

    Curtir

    • sparcx86 disse:

      “estudam” pra ficar passando receitinha que eles copiam de outros que certamente eram médicos. esses caras sao ignorantes só falam merda na tv.

      Curtir

      • Rafaela disse:

        Receitinha copiada eh dos médicos que prescrevem refrigerante com miolo para um adolescente ganhar peso! Pode ser um campo da saúde novo e buscamos connhecer o mais fundo possivel o corpo, seu funcionamento e sua interação com os nutrientes provenientes dos alimentos, fazendo assim que trabalhemos com responsabilidade, nao usando os pacientes como cobaías vivas. E a maioria dos nutricionista esportivos amam a prática esportiva sendo assim usando o que estudam em si próprio primeiro para constestar/ comprovar os estudos e posteriormente em seus pacientes se pertimente a ele.

        Curtir

    • Evandro disse:

      É “à toa” parceiro, não “atoua”.
      Faltou as aulinhas da tia do ensino médio heim? 😂

      Curtir

  5. Isabela disse:

    Sou estudante de Nutrição, e diferente de você, vejo todos os pontos de vista (tanto de profissional quanto de paciente). Acima de Nutricionista sou PACIENTE.

    Pense mais antes de escrever. Sua baboseira pode de fato levar alguma pessoa inocente e desprovida de qualquer conhecimento à acreditar que você está falando a verdade.

    A nutrição é a base pra população, a nutrição SALVA pessoas.
    1. comida boa não é comida cara
    2. não queremos impor nada aos pacientes, nós ORIENTAMOS.

    Curtir

    • Danilo Balu disse:

      Oi Isabel! Tudo bem? Não é sobre boa índole que se mede segurança, mas sobre capacidade de fazer bem ou mal. Não duvido que a imensa maioria seja “do bem”, mas QUERER não implica em FAZER. Até mais!

      Curtir

    • sparcx86 disse:

      em primeiro lugar quem é voce pra orientar alguem a comer ou nao comer algo? voce tem alguma pesquisa na area medica? ficar copiando pesquisa dos outros, muitas vezes feitas com animais é facil demais nao acha? voces nao tem competencia nenhuma isso já ficou provado nos ultimos anos.
      seu curso é uma bosta nao serve pra nada só pra enganar obesos.

      Curtir

      • disse:

        Você com certeza pegou sua mulher dando de quatro pra um nutricionista dotadão, não é? Agora entendo toda essa raiva! Passa uma tarde no scielo procurando pesquisas de nutrição, seu jumento!
        Ah, ia esquecendo: nutricionistas estudam bioquímica I, II e dos alimentos. Medicina estuda muito menos bioquímica… Pare de defecar pela boca e pelos dedos e vá estudar!

        Curtir

  6. Danilo disse:

    Li agora o comunicado da Asbran e repudio totalmente. Além da manifesta intenção de impedir a liberdade de expressão do blogueiro em questão, usa termos como “denegrir” -sabendo que o profissional é negro – numa evidente tentativa de “fazer com que ele se coloque no seu devido lugar”. Lamentável. Isso, sim, deveria ser motivo para ocupar a ja abarrotada Justiça Brasileira.

    Curtido por 1 pessoa

    • Flávio disse:

      Achei extremamente coerente a atitude da Asbran. O blogueiro pode sim ter liberdade de expressão, pode e deve! Mas ofender da forma como ofendeu toda a categoria, isso é um tremendo desrespeito com os profissionais tão trabalhadores. Quando ao termo “denegrir”, me desculpe, mas quem está sendo preconceituoso é vc Danilo, pois tanto branco quanto negro pode fazer isso. Isso não tem nada haver com a cor da pele, raça ou etnia. Não misture as coisas.

      Curtir

    • Jorge Ferrari disse:

      Esse texto já está sendo encaminhado para muitos autoridades, com compromisso na ciência e em nutrição. P.e. Tim Noakes, Jeff Volek, Nina Teicholz e outros.
      Viva a liberdade de expressão!

      Curtir

  7. Curioso que pra xingar vem vários.. pra escrever um texto-resposta refutando tudo o que foi dito (ao inves de ofender o blogueiro) não aparece ninguém. Não precisa fazer isso pra convencer o Balu, mas ao menos pra defender a classe (seja lá do que for) e o que vocês acreditam. Se ele falou groselha seus pacientes merecem uma posição. Censurar o cara como já vi gente querendo fazer dá a impressão de que lhes faltam argumentos.

    Curtir

    • sparcx86 disse:

      nao aparece pois eles nao tem competencia pra isso, o curso deles é baseado em copiar pesquisas de outras áreas principalmente a médica. eles nao tem conhecimento suficiente para provar as merdas que falam.

      Curtir

  8. Maurício de oliveira disse:

    Realmente fiquei pasto com este post, e olha que as vezes eu até levava alguma coisa em conta sobre o que tu escreve ou cópia sei lá. Pra escrever tanta besteira sem embasamento algum sobre este profissional que tem sim muito valor, com algumas exceções como em qualquer profissão, qualquer leitor com um mínimo de atenção deve desconfiar de algum problema pessoal ou psicológico, já que no texto tu só enrolou e não falou nada, citou um autor que embasou uma idéia apenas, que se bem fundamentada deve ser respeitada, e não é seu caso.
    Conheço muitos bons Nutricionista e sei com certeza não são nem um pouco incompetente. Realmente te superaste com este post, literalmente pintou as partes baixas e colocou na janela provavelmente pra aparecer !

    Curtir

    • Danilo Balu disse:

      Oi Maurício! Tudo bem? Por um lado, vc acha que eu não tenho embasamento pra avaliar, de outro vc consegue dizer qdo alguém é bom. Dois pesos, duas medidas, mas ok. Vc fala que “um autor” falou sem embasamento, de outro exige de mim. E vc eu sei que nunca pediu isso dos nutricionistas que diz serem bons. Pior que eu acho que o gde risco de ir a um não é que sejam ruins, mas JUSTAMENTE por serem bons e aplicarem algo sem o menor embasamento que lhes foi ensinado. Vou mostrar isso em breve. Até mais!

      Curtir

  9. Flávio disse:

    Olha Danilo, como eu disse no comentário logo acima, vc pode sim expor sua opinião, isso é liberdade de expressão. Vc poderia falar o que pensa sobre o sal, gordura saturada, comer de três em três horas e tudo mais, mas os termos que vc usou, a forma como descreveu realmente ofendeu toda a categoria, isso é um tremendo desrespeito com os profissionais tão trabalhadores. Passam anos estudando, dando o sangue e depois enfrentam todas as dificuldades do mercado de trabalho, que vc bem sabe que não deve ser nada fácil, e depois são chamados desta forma tão ofensiva, vc deve um pedido de desculpas. Não pela sua opinião, isso é seu e ninguém tira, mas pela forma como se expressou. Não sei como consegue colocar a cabeça no travesseiro e saber que está sendo tão odiado neste momento por tanta gente. Sei que os comentários aqui foram extremamente ofensivos a vc também, mas é pra vc ver o quanto vc foi ofensivo. Reflita e espero que fique em paz!!

    Curtir

    • Danilo Balu disse:

      Oi Flávio! Tudo bem? Entendo seu pto… De verdade! Veja que (entendi seu pto!) eu NÃO disse, eu NÃO acho e NÃO penso que 100% dos profissionais sejam incompetentes. Veja bem, pra falar a verdade penso que a maioria seja competente. Estou voltando atrás no que eu disse? Não! Acho que s categoria de Nutricionista citado é tão competente que vai JUSTAMENTE fazer mal porque JUSTAMENTE ele VAI aplicar aquilo que lhe foi ensinado e que ele aprendeu/estudou na faculdade. Não é por ser ruim o seu perigo, é por ele aplicar a profissão, essa sim carente de toda e qq embasamento. Semana que vem vou fazer uma curta série de textos explicando meus ptos e faço questão de pedir desculpas aos que se sentiram ofendidos. Não era a intenção, uma pena. Até mais!

      Curtir

      • Será que não existe algum profissional que possa aprender na prática? Repensar antigos conceitos? Rever erros ensinados na faculdade? Tenho certeza que alguns já fazem isso, grupos de pesquisa já publicam novas idéias, e tenho certeza que você já sabe disso. Não é a toa que você está tentando divulgar estas idéias.
        Por outro lado acreditar que toda uma classe é “recém formada”, ou que não pode aprender novos conceitos te torna um profissional e ser humano limitado, o que é uma pena. Você poderia criar novas redes de contatos e movimentos para a alimentação adequada, sem dogmas.

        Reveja sua forma de expressar e expor pontos tão importantes.

        abraço.

        Curtir

  10. charline disse:

    Fiquei chocada em parte! Acho que uma profissão como qualquer outra merece respeito. Você tem direito de expor sua opinião mas não use palavras perjorativas que denigrem a integridade de uma pessoa mesmo sendo generalizado mas que afeta uma classe inteira. O que você poderia escrever mais claramente seria sobre a atuação de nutricionistas esportivos (já que você disse que esse texto são para eles) procurem basear sua conduta em embasamento científico, que se reciclem constantemente, que evitem terrorismo (o que mais se vê nas redes sociais), que respeitem a individualidade biológica e principalmente que atuem com responsabilidade ou não apenas nos modismos. Vou te confessar me incomoda muito aqueles nutricionistas que nem fizeram uma pós graduação em esporte (fazem cursos on line e já se entitulam do esporte) estar atuando na área só porque tá na moda. Entendo que esse risco que você diz pode ser por conta disso. Porque eu sou nutricionista esportiva pós graduada vou iniciar uma nova pós agora em fisiologia do exercício para justamente trabalhar de forma positiva e científica e que minha conduta seja guiada pela verdadeira ciência. Então não generalize eu sei que o justo paga pelo pecador mas tem muito profissional competente na área e que trabalha colado com evidências científicas para fazer da nutrição respeitada como ciência e pseudociência é no mínimo um crime (me perdoe) porque mesmo que você seja contra ou até exista uma lei que diga que você está certo nosso maior presente é termos evidências científicas positivas da nutrição na vida das pessoas quer seja na área clínica ou esportiva ou saúde pública. Grande abraço.

    Curtir

    • Danilo Balu disse:

      Oi Charline! Tudo bem? Antes de QQ coisa…. NÃO disse, NÃO acho e NÃO penso que sejam todos ou a maioria incompetente ou ruim. Peço desculpas se vc ou algum dos seus tenha se sentido assim. A questão não é que esse profissional não tenha se atualizado ou estudado.. PELO CONTRARIO! O risco do qual falo é JUSTAMENTE ele aplicar aquilo que lhe foi dito ter embasamento e justamente não o possui. Resumindo, o risco está JUSTAMENTE por ele ser bom e aplicar o que a Nutrição chama de Ciência, mas que infelizmente não é. Até mais!

      Curtir

      • Dalton Sasaki disse:

        Danilo Balu,

        Acho que algum nutricionista deve tê-lo desapontado profundamente e com certeza foi um imbecil. Infelizmente o seu post inteiro é bastante agressivo em relação aos nutricionistas e em relação a nutrição.

        Todo o ensino formal da Nutrição é baseado em disciplinas guiadas por estudos produzidos a partir de método científico. Sua afirmação desconsidera centenas de milhares de trabalhos muito sérios, que foram produzidos por pessoas que estudaram e trabalharam por anos em disciplinas como fisiologia, química, bioquímica, nutrição, farmácia. Esses estudos são a base da ciência nutrição e receberam investimentos governamentais e privados ao longo da história.

        Sinto muito pela sua provável experiência ruim com algum nutricionista que deve ter lhe feito mal. Tudo bem não aceitar a ciência também, mas respostas negativas são uma consequencia de seus comentários.

        Boa sorte!

        Curtir

      • Danilo Balu disse:

        Oi Dalton! Tudo bem? Como eu pensava ao longo de toda a graduação, vc deva imaginar que as diretrizes de consumo de sal, colesterol, gordura saturada, água e carboidrato, assim como a “construção” da pirâmide alimentar tenham fundo totalmente científico, não é? Eu tb sempre achei isso… JUSTAMENTE por não haver método, apenas deduções (pseudociência) que falo que a Nutrição é um risco a quem procura. Não é sobre ter má pessoas, mas é sobre ter má base sobre pessoas boas. Até mais!

        Curtir

  11. Maurício de oliveira disse:

    Realmente fiquei pasto com este post, e olha que as vezes eu até levava alguma coisa em conta sobre o que tu escreve ou cópia sei lá. Pra escrever tanta besteira sem embasamento algum sobre este profissional que tem sim muito valor, com algumas exceções como em qualquer profissão, qualquer leitor com um mínimo de atenção deve desconfiar de algum problema pessoal ou psicológico, já que no texto tu só enrolou e não falou nada, citou um autor que embasou uma idéia apenas, que se bem fundamentada deve ser respeitada, e não é seu caso.
    Conheço muitos bons Nutricionista e sei com certeza não são nem um pouco incompetente. Realmente te superaste com este post, literalmente pintou as partes baixas e colocou na janela provavelmente pra aparecer !

    Curtir

  12. Lana Almeida disse:

    Prezado Danilo Balu, você sabe o que é Ciência? Poderia nos explicar, sucintamente?

    Curtir

    • Jorge Ferrari disse:

      Sucintamente? Daí não é uma explicação científica!

      Curtir

    • Danilo Balu disse:

      Oi Lana! Tudo bem? Sucintamente? Não, sinceramente não…. confesso que sei o que não é Ciência, não o que ela seja.

      Curtir

      • Lana Almeida disse:

        Tudo bem, Danilo!
        Se você não sabe o que é Ciência, o que te dá embasamento para escrever contra (ou a favor) dela??? Como falar mal (ou bem) de algo que não se sabe o que é? Estranho, não?

        Curtir

      • Danilo Balu disse:

        Lana, eu disse que sei o que não é. Ou vc não entendeu ou recorre a um recurso argumentativo…

        Curtir

      • Lana Almeida disse:

        Não é um recurso argumentativo meu, são palavras suas: “confesso que sei o que não é Ciência, NÃO O QUE ELA SEJA.” Você diz, na sua frase, que não sabe o que é ciência. Você é contraditório, raso e mentiroso.

        Curtir

      • Danilo Balu disse:

        VC (ou alguém) lá atrás pediu explicação sucinta sobre o que seria ciência… não, não sei dizer sucintamente o que ela seja. E sei dizer o que não é ciência. Melhor?

        Curtir

      • Lana Almeida disse:

        Ok, o que é Ciência?

        Curtir

  13. Danilo disse:

    do CRN3: “Para ter energia e aguentar o pique do carnaval: faça uma refeição saudável pelo menos 2 horas antes das festas, com fontes de carboidratos como massas, pães, mandioca, batata, milho e frutas.”

    Aos nutricionistas. Para uma atividade bem leve como pular carnaval, faz sentido recomendar tantos carboidratos? Uma pessoa com sobrepeso também deve seguir tal recomendação? As perguntas não são retóricas.

    Curtir

    • Fernando disse:

      Tive a curiosidade de ver a nota de repúdio da Asbran ao blogueiro, no site deles. Logo abaixo há um link com algumas dicas para o carnaval. Achei hilário o final. Em resumo, falam em ter sempre por perto barra de cereais pra não ficar muito tempo sem comer; Esquecer as carnes gordurosas, pois a digestão é lenta e claro, comer a cada 3 horas. Estou seguindo a risca: fiz um treino de 20 km hj pela manhã em jejum de 12 horas, continuei em jejum até o almoço. Ah, comi um bom espeto corrido, priorizando as carnes mais gordurosas. E tem o carnaval pra curtir ainda…

      Curtir

      • Danilo Balu disse:

        Eu quero a ASBRAN falando… Ela vai me dar mais razão qto mais falar!!

        Curtir

      • sparcx86 disse:

        amigo isso prova o quao idiotas sao estes nutrologos um bando de babacas que nunca repito nunca fizeram pesquisa alguma. apenas copiam ideias de outros e se dizem sabichoes. é obvio que estas recomendacoes ja´cairam por terra há muitos anos, nos EUA nao se fala mais estes bobagens mas pelo visto os caras nao atualizaram até hoje…

        Curtir

  14. Ana Paula disse:

    Não consegui perder meu tempo lendo toda essa parafernalha de quem um dia quis ser Nutri e, incapaz, hoje destina seu tempo (este sim inútil) para escrever tamanha imbecilidade.
    Só lamento! Peninha de você.
    Nem vou questionar nada kkkkkk

    Curtir

    • sparcx86 disse:

      ser nutricionista hoje em dia é a coisa mais facil do mundo, entra em uma faculdade lixo, decora pesquisas que MÉDICOS FIZERAM em animais e depois extrapola isso para seres humanos e repete teorias invalidadas na decada de 80 como as imbecilidades que voces falam sobre gorduras. voces sao patéticos eu tenho pena é de seus pacientes que sofrem gastando dinheiro pra nao ter resultado nenhum.

      Curtir

  15. Fabio Santos disse:

    Caraca, você é corajoso ! rs

    Curtir

  16. Christian disse:

    Eu concordo com a maioria das coisas que disse. Bem, se você não conhece um médico que escreva no Brasil sobre nutrição com forte fundamentação teórica e científica, te convido a conhecer o blog do dr Souto…. http://www.lowcarb-paleo.com.br
    Povo ficou revoltado porque você escreveu uma coisa que reflete a realidade, a maioria dos nutricionistas vai falar um monte de coisas sem saber porque. Mas tem alguns aí que já estão ligados nas novidades.

    Curtir

    • Danilo Balu disse:

      Oi Christian! Tudo bem? Conheço o blog dele!! Vc aprende mais lá do que na faculdade… Ele não entra na minha lista qdo falo mal de quem escreve porque ele não fala sobre e para o esporte… Só por isso! Até mais!

      Curtir

  17. Katia disse:

    Eu lamento sua ignorância Danilo e Jorge, pois temos aula de matemática sim, (a parte que interessa). Médico não poderia recomendar dieta, pois o conhecimento deles é básico, então cada um no seu quadrado. Entre outros pontos que não vou entrar, porque o texto ficaria muito longo. Só tenho a lamentar sua atitude, talvez um profissional ajudaria você a superar sua decepção, fracasso, falta de respeito pelos outros, e não estou falando só dos profissionais de nutrição. Dica, antes de sair falando o que quer deveria estudar mais sobre o assunto. Sabe, existem muitas coisas não confiáveis na internet, livros de papel ainda existem.

    Curtir

    • sparcx86 disse:

      médico tem conhecimento básico? sério cara voce é ignorante pelo visto, médicos tem alto conhecimento sobre a bioquimica coisa que voces nem sonham em saber o que é, volte pra tua escolhinha de receitador de dieta essa foi a pior merda que li hoje, médico com conhecimento básico sobre o corpo humano hahahahahah

      Curtir

  18. sparcx86 disse:

    Nutricionista,isso deveria sequer ser considerado uma profissao ou formacao pois os caras pegam pesquisas MÉDICAS que somente médicos formados teriam condicoes de avaliar e levam isso pra realidade de milhoes de pessoas, passam informacoes deturpadas, avaliacoes extremamente prematuras que carecem de rigor científico e se consideram supra sumos da nutricao humana. estes seres caquéticos nao sao medicos portanto deveriam ser proibidos de receitar qualquer coisa principalmente dietas ctrl c ctrl v.
    vejo imbecis com titulo de nutricionista na tv repetindo as mesmas mentiras dos anos 80 e até hoje nao se atualizaram.
    Nutricao é o pior curso inventado pela humanidade nos ultimos tempos, a maior enganacao e mentira do século. Qualquer pessoa com deficit calórico irá perder peso onde está o mistério nisso?
    deixem medicina pra quem entende seus embusteiros isso é coisa séria.

    Curtir

  19. Luiza disse:

    Pensei em escrever um texto educado e inteligente, mas depois pensei bem e que se foda! Vocês são um ridículos desinformados! Também estudei na USP seu retardado e isso não te faz melhor que ser humano nenhum! Pelo contrário…é um desinformado, para seu governo inutil é a sua vida! Trabalho na área de pesquisas e sim trabalhamos lado a lado com médicos e outro PROFISSIONAIS da saúde (profissional:palavra que vc desconhece) porque existe algo que vc não entenderia que é a equipe multiprofissional; trabalho com pacientes com câncer e posso te garantir que já ajudei a salvar vidas e prolonga-lás também! Você deve ser muito frustrado com sua vida para perder tempo difamando a profissão alheia! Porque não vai estudar mais para deixar de ser ignorante! E esses otários que concordam com vc são outros seres retardados, o outro vem escrever que só copiamos receitinhas e pesquisas que médicos fizeram??! Me erre por favor vai tirar pelo pubiano com pinça se não tem nada pra fazer! EU desenvolvo pesquisas! E copiam receitinhas profissionais de merda que existem em todas as profissões! Então seu bosta que não coloca nem o nome pq não é homem pra isso…vai se lascar! Eu perdi meu tempo escrevendo isso pq fiquei indignada com tanto ódio pela minha profissão! No mínimo vc queria esse curso e não passou seu merda!

    Curtir

  20. polezi disse:

    Eu já fui em nutricionista e não volto nunca mais. Eu fui lá pra ganho de massa magra ela me passou uma dieta com sustagen, barra de cereal, o q aconteceu ganhei muito pouco ou quase nada no tempo q segui essa dieta, quando resolvi comer mais batata e frango comecei a crescer de verdade e descobri q o q importava era o saldo calórico diário, conta essa q ela nunca fez pra mim, aí eu pergunto, valeu a pena? só pra perceber q não presta. Eu repito sozinho, eu tive mais resultados do q comendo a pseudo dieta dela.
    obs; sobre o sustagen, se vc comer 1 pão a mais por dia é a mesma coisa a diferença são os 38 reais q vc gastaria com lixo.

    Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: