Dica de Corrida do dia: JAMAIS vá a um Nutricionista!

OU AINDA: UMA VISÃO DA NUTRIÇÃO ESPORTIVA SOB O PONTO DE VISTA DO RISCO.

*no texto que segue, atento para que em nenhum momento disse ou acho que 100% deles sejam ruins ou incompetentes. Jamais disse isso, pois seria má índole minha opinar sobre caráter de quem não conheço. Mas o risco (perigo) de ir a um nutricionista esportivo é alto não porque ele seria ruim, mas justamente porque ele utilizará conceitos e diretrizes da Nutrição que carecem de toda e qualquer evidência de base científica. Não é ser ruim que o faz perigoso, mas justamente eles serem bons vindo a aplicar aquilo que estudaram.

Nassim Taleb em seu excepcional livro Antifrágil tem um princípio muito interessante. Segundo ele, caso você queira morrer mais cedo, tenha um médico particular. E seja consultado regularmente. Não faltam exemplos de personalidades (ricas) que anteciparam sua morte na ideia equivocada de que um médico pessoal pode te ajudar. Além disso, pela absoluta maior parte da história, ir ao médico/hospital sempre significou aumentar nossas chances de morrer. Ter que ir a um hospital sempre significou caminhar em direção ao leito de morte, não à cura. Ainda hoje nos EUA, (erros) Médicos matam mais do que qualquer câncer ou que acidentes de carro. Ou seja, visitar um médico ainda hoje é apressar sua morte. Ter um médico pessoal e visitá-lo regularmente é, na magistral explicação de Taleb, o primeiro passo para reduzirmos nossa expectativa de vida.

O Nutricionista Esportivo pró-ativo

Um Nutricionista Esportivo que é pago por você, recebendo o que recebem, se sente necessariamente na obrigação de intervir de qualquer maneira que seja em sua dieta e no seu dia a dia. Isso é comportamento, não opinião. Porém, mexendo onde ele é dispensável, ele apenas aumenta as chances de um dano. Só que é a ausência de intervenção que implica em ausência do risco de ter alguém-fazendo-o-que-não-deve, o tal tolo pró-ativo. Nesse caso, um Nutricionista Esportivo.

A fonte do dano intervencional reside na ideia do profissional de saúde (médicos e treinadores incluídos) sobre a nossa fragilidade. Eles têm a impressão ou a certeza tola de que nós humanos somos necessários e/ou fundamentais para fazer as coisas funcionarem. É a pura arrogância de quem estuda alguns anos e veste um jaleco e conseguiria corrigir o que Ele lá de cima teria feito de errado.

O Nutricionista Esportivo como algo inútil

Diferentemente de um médico que pode te matar, podemos ficar tranquilos porque um nutricionista esportivo é tão inútil que não consegue sequer matar muito rápido. No máximo nos deixam mais pobres, mais gordos e doentes. Do ponto de vista do Risco, basicamente temos muito pouco a perder visitando um justamente porque temos muito pouco a ganhar com eles porque eles não sabem o que falam. E já falarei sobre isso.

Reforço um ponto fundamental da dica do dia: cada vez que você visita um Nutricionista Esportivo você passa a correr o risco de sofrer o dano de ser submetido a algo desnecessário (desconhecido e de dano retardado ou oculto) sendo justificado por um superestimado benefício em alguma outra coisa. Resumindo (ou simplificando), temos que calcular o risco de ir ao nutricionista esportivo como subtraindo um provável benefício dos custos probabilísticos de ele fazer uma grande barbeiragem. E ele (estatisticamente) muito provavelmente vai fazer. E ISSO é o grave!

Não ouça ele e fuja!

Não o ouça e fuja dele!

Eles não sabem que são (pouco) perigosos.

E aí são vários os problemas da categoria. Se nem na melhor faculdade de Ciências Atuariais do país (FEA-USP), na qual estudei, temos que ler boas obras sobre gerenciamento de riscos, não espere algo similar de médico e nutricionista, que sequer precisam estudar matemática, essa “apenas” uma ferramenta para compreender Risco. Eles, quando prescrevem um suplemento/remédio, por exemplo, desconhecem ou ignoram os riscos disso no longo prazo. Historicamente foi assim com ovos, manteiga, adoçantes artificiais, glúten, frutose, óleos vegetais, gordura trans…

E tenha sempre em mente outra coisa: no fundo no fundo, eles são perigosos justamente porque os interesses de um nutricionista são dissociados do cliente, por mais que venha com o discurso de suposta preocupação, os conselhos, no fim, são feitos sempre para beneficiar a eles próprios. Por mais que seja duro ouvir isso, é assim em TODA área da Saúde. Toda. Sem exceção. Isso os torna perigosos, ainda que um nutricionista esportivo, repito, seja inútil a ponto de não conseguir matar.

Mais sobre o (baixo) perigo deles.

Basicamente, consultar um nutricionista esportivo é ter a certeza de que ele vai querer intervir (o idiota pró-ativo) e, muito pior que isso, ele fará barbeiragem. Vejamos melhor esse ponto: segundo David Wooton, houve um intervalo de 2 séculos entre a descoberta dos germes e a aceitação deles como causadores de doenças, 30 anos mais entre a teoria de putrefação dos germes e o uso da antissepsia. Não bastou Pasteur nos mostrar o efeito dos germes, a sangria continuou por séculos. A Penicilina trouxe o “ponto de quebra” apenas nos anos 50, ou seja, antes disso a Medicina estatisticamente mais matava do que curava.

Só que a Medicina envolve estudantes (e profissionais) mais inteligentes porque remunera melhor E dá mais status. Por isso podemos contar que o “ponto de quebra” da Nutrição ainda está por vir. Na Nutrição, faltam décadas para chegar a “penicilina da alimentação”. Até lá, eles farão sempre mais mal do que bem.

Falo isso, modéstia à parte, com conhecimento de causa. Não conheço ninguém, absolutamente ninguém, seja Médico, Nutricionista ou Treinador, que escreva originalmente em português em qualquer veículo de corrida que você conheça que não erre feio em alguns conceitos básicos da Nutrição. Aqui vale descrever uma lógica argumentativa. A menos que uma necessidade extrema urja, nós não colocamos (ou não deveríamos colocar) teorias em práticas. “Criamos teorias a partir da prática. A teoria nasce da cura, não o inverso”.

run_away_

Minha dica: fuja! O risco de erro é estatisticamente muito menor!

Só que a Nutrição bisonhamente funciona de forma invertida. A Nutrição Aplicada como a conhecemos não é Ciência, é uma pseudociência envelopada. Ela é tão fraca que é hoje apenas um resultado torto e perigoso de diplomacia e política, ela é curandeirismo, mas curandeiros não precisam ser nutricionistas. Ou seja, um curandeiro autodidata tem mais chance de te oferecer menos riscos. Lembre-se, ignorantes estatisticamente cometem MAIS erros por autoconfiança. O Nutricionista Esportivo é um ignorante confiante porque acha que estudando sabe do que fala. E aí chegamos ao ponto final.

Eles não entendem quase nada do que falam

Se você conversar com qualquer nutricionista esportivo ele inevitavelmente vai falhar em um dos assuntos básicos fundamentais.

Em carboidratos, é muito provável que ele considere este um nutriente energeticamente majoritário, só que ele não conseguirá explicar o porquê um nutriente sabidamente não-essencial deve ser a base de uma dieta. Ele não vai conseguir explicar o porquê engordamos rebanhos com grãos, mas seriam saudáveis a humanos. Não vai conseguir explicar as bases para recomendar hidratação sem atropelar a lógica e a matemática, aquela que ele não precisou estudar. Ele não vai fundamentar sua estratégia de suplementação sem fugir do claro conflito de interesse ou da ausência de riscos. Ele não saberá explicar a criação da pirâmide alimentar (talvez na Nutrição o mais grotesco exemplo de “inversão entre teoria e prática”). Ele não saberá a ideia por trás do consumo de sal. Ele não vai conseguir explicar as lógicas por trás do jejum no exercício ou do hábito de comer de 3 em 3 horas.

Voltamos aqui num pilar importantíssimo, o nutricionista esportivo faz o que não se pode NUNCA fazer: não colocamos teorias em práticas, criamos teorias a partir da prática. Só que os nutricionistas criam teorias torcendo para que a prática seja como é sua vontade ou seu sonho.

Conclusão

A profissão de Nutricionista foi inventada como um commodity de uma sociedade que não precisa de quem nos ensine a comer ou a beber, ela é falha e do ponto de vista de Risco é, no momento, inútil. Não ensinamos pássaros a voar. Ou olhando de trás pra frente, não chegamos à expectativa de vida atual por causa deles, a vinda deles NÃO trouxe notável ganho substancial. Mas há o risco cada vez mais embasado de que seguindo suas teorias de restrição de gordura, por exemplo, podemos morrer antes, igual a ir a um médico muito regularmente.

Como até hoje ela não se provou que funciona, ainda virão muitas décadas antes do dia que ir ao Nutricionista Esportivo seja algo bom. Por isso resumo aqui, se você quer correr bem, mais e melhor, NUNCA procure um nutricionista esportivo. Eles não são “só” inúteis, alguns são até mesmo um pouco perigosos.

*****

Sendo sucinto…

Ao ir a um, há enormes chances de:

  1. ele não saber do que fala quando o assunto é hidratação, emagrecimento, consumo de sal, suplementos, diabetes, dieta saudável ou jejum;
  2. por ele receber dinheiro de você, ele fará necessariamente o papel do idiota pró-ativo. Ou seja, ele vai querer mexer em algo ainda que sofra de “1” e ainda que a dieta inicial seja ideal;
  3. vide “2”, por dissociação de interesses, ele tomará decisões para ele, não para você. Ainda que ele negue;
  4. ao contratar um nutricionista esportivo brasileiro, saiba que não há nada escrito originalmente em português que não cometa erros conceituais gravíssimos de conceitos extremamente simples, mas importantes e fundamentais;
  5. Por causa de 1, 2, 3 e 4, dá para dizer que você tem pouquíssimas chances de ter limitadas vantagens, mas um enorme risco de ter grande prejuízo;
  6. por fim, a única vantagem é que um nutricionista (esportivo ou não) é tão inútil, tão dispensável, que ele não te matará, ele não é sequer capaz disso. No máximo fará você gastar bastante dinheiro, comer mal, engordar e ficar doente.

*não há nenhuma linha sequer de ironia neste texto. Mas reforço que falo sobre nutricionistas esportivos. Como sempre, não falo de casos de patologias. No caso delas, se o assunto for diabetes, o nutricionista pode sim ser muito perigoso. Eu os evitaria.

** pedindo maiores argumentos para o meu ponto deste texto, resolvi escrevê-los em uma série mais longa (com todas as suas referências bibliográficas) que segue abaixo:

PARTE 1: a falácia da causa do sobrepeso.

PARTE 2: a falácia do balanço calórico.

PARTE 3: quanto pesa 1kg de gordura?

PARTE 4: a falácia do esporte no emagrecimento.

PARTE 5: a ciência por trás das diretrizes do consumo de gordura saturada.

PARTE 6: o medo do colesterol.

PARTE 7: a ciência por trás da recomendação do sal.

PARTE 8: a ciência por trás da pirâmide alimentar.

PARTE 9: a lógica torta no tratamento da diabetes.

PARTE 10: o que acontece(u) ao seguirmos as recomendações nutricionais.

EPÍLOGO.

Etiquetado , ,

932 pensamentos sobre “Dica de Corrida do dia: JAMAIS vá a um Nutricionista!

  1. Eliana disse:

    Danilo, você não me respondeu direito. Foi bem fraco em suas colocações. O que você fala sobre “desprovar” um ponto chega a ser engraçado. Sua última frase então, “brilhante”. Você não discute, você passa com trator por cima das colocações das pessoas sem PENSAR. Sua resposta claramente mostrou isso. Não perca seu tempo me respondendo pois eu não perderei o meu lendo sua resposta.

    Curtir

  2. […] fiquem com o que já falei e repito com certa tristeza, na saúde, jamais vá a um nutricionista. É mais seguro. Veja que uma revista especializada chamou 3 especialistas que gabaritaram ERRANDO. Se você fizer […]

    Curtir

  3. Raquel disse:

    Olha nunca em hipótese alguma devemos generalizar nenhum tipo de profissional vc não gostaria que fizessem isso com vc!!! Vc não acha? Aliás qual sua profissão mesmo???

    Curtido por 1 pessoa

  4. Raquel disse:

    Idiota Pro ativo?????tem nutricionista que trata doenças vc já ouviu falar em dietoterapia ??

    Curtir

  5. Cauã disse:

    kkkkk Que figura! Essa inclusão digital… Hj está fácil demais qualquer um criar um blog e sair por aí escrevendo seus achismos. Bom, desde que comecei o acompanhamento com um BOM nutricionista, só tenho visto inúmeros benefícios. Fisicamente e até mentalmente. Nunca estive melhor. Até penso em cursar nutrição. Texto infeliz, palavras completamente desnecessárias, parece até uma frustração pessoal ou com terceiros. E já que entende tanto de bases e provas científicas, prove a existência do seu amigo imaginário (vc citou ele). Nós não só somos fundamentais para fazer as coisas funcionarem, como tb, somos os únicos responsáveis por nós mesmos. Se vc tiver algum problema de saúde, procure uma igreja para que seu amigo imaginário te cure, ok? Essa galera da área da saúde é inútil. E quando vc ficar velho, precisará de um médico regularmente, viu!? hehe. Sim, vc ficará velho. Jesus não voltará para te buscar. E a Bíblia é uma piada. Pelo menos tem uma coisa útil no texto: o comércio de suplementos e medicamentos, que infelizmente visa apenas o lucro, pouco se importando com vidas. Aí cabe o senso crítico de cada um.

    Curtido por 2 pessoas

  6. Cathárina disse:

    Quanta merda em um só post!Aff vei,tudo na vida tem riscos!Vai lavar louça,fica cagando pela boca.

    Curtido por 1 pessoa

  7. Danilo Balu, que tipo de profissional é vc? Um cara que é graduado em Nutrição, falando mal de nutricionista! O q vc ganha com isso? Quer crescer em cima dos outros?
    Eu nunca procuraria vc como profissional, pois esse tipo de comentário, mostra que vc não tem ética profissional (qq que seja sua real profissão), vc mostra sua falta de conhecimento quando precisa atacar um profissão, que é o futuro da saúde.
    Tenha um momento de reflexão e amadureça. O que vc faz é calúnia!!
    Pelo que eu vi no seu currículo no linkedin, nota-se que o seu histórico profissional como nutricionista é de um ótimo “marketeiro”.
    Vc não deve ter consciência, pois deveria estar pesada, afinal, vc faz un excelente serviço de desinformação a população aqui no seu blog, como o CFN mesmo te notificou.

    Curtido por 1 pessoa

    • Andreia disse:

      Acho o fim a abordagem critica que alguns textos infundados trazem a cerca de profissões. Quem realmente tem conhecimento e domínio do assunto a que se refere comprova cientificamente tal conhecimento, não precisa se fundamentar em tao baixa atitude. Enfim, lamentável

      Curtido por 1 pessoa

  8. […] relação a briga (leia aqui) com algumas entidades da Nutrição (CRN, CFN, Sindicato…) você acha que “O […]

    Curtir

  9. Andreia disse:

    Pessoas incompetentes sempre lançam suas frustrações sobre outros. Defenda seus pensamentos sem agredir ninguém, prove que suas ideias são coerentes cientificamente.
    REPUDIO!!!

    Curtido por 1 pessoa

    • Queilita disse:

      Quando uma pessoa passa por forte reação alérgica a semente de linhaça que somente quem já passou por isso, como por exemplo EU! pode saber o que é… (sem ainda falar nas malvadas lactose, gluten, bla bla bla e muito mais). Isto pode ser considerado por mim embasamento cientifico… e nutricionistas das assessorias esportivas vivem “receitando” esse treco pra todo mundo… nunca me foi pedido teste de alergia para qualquer alimento. Primeiro espera acontecer e depois que se dane quem passo mal… Prefiro chefes de cozinha com seus pratos maravilhosos. Não precisam responder por nossas alergias… Sou solidária ao Danilo.

      Curtir

  10. Dr(a)Kauana Fernandes disse:

    Sou nutricionista e fico muito triste com sua colocação, acho que você entende muito pouco da minha profissão. Nos dias de hoje estamos sofrendo uma overdose de informações sobre alimentação e muitas delas estão incorretas, já escutei de várias pessoas que o nutricionista deveria se impor mais, aparecer mais na mídia, mas vamos pensar que eu não estudei quatro anos para adquirir informações cientificas e passa-las gratuitamente, nós nutricionistas estamos “calados” por que somos profissionais, por que não trabalhamos com dietas, trabalhamos com educação alimentar, mudança de hábitos, melhora na qualidade de vida e isso meu amigo é para quem estuda, para quem não conta casos e sim apresenta estudos de casos científicos, eu nunca pesquisei sobre nutrição no Google ou em artigos e livros não científicos com estudos sérios, feitos pro profissionais específicos em pesquisa na minha área. Então querido convido você a cursar nutrição por quatro anos, depois disso você pode falar de um nutricionista!

    Curtido por 1 pessoa

    • Queilita disse:

      Eu também tenho uma tristeza imensa quando lembro do quanto passei mal por alimentos sugeridos em meu cardápio… Mas isso não interessa a ninguém, eu realmente sei muito bem disso… blá blá blá blá blá (porque nunca se pergunta pra quem já padeceu com essas coisas? e se a gente sequer esboçar qualquer indignação pelo que passou aparece um monte de defensores de tudo que lado…) A culpa é sempre da vítima. Mas nem sob tortura digo o que penso… ou não.

      Curtir

    • Diane disse:

      A senhora “doutora” tem doutorado por um acaso?

      Curtir

  11. Breno disse:

    Caro colega, vc é um imbecil.

    Sem mais.

    Boa sorte na sua carreira.

    Obs: hahahaha

    Curtir

  12. Danilo, parabéns pelo trabalho e principalmente pela coragem.

    Curtir

  13. […] dá convicção de que estou no caminho certo. Uma das coisas que mais acontece quando comentam meu post original sobre minha recomendação de NÃO irmos ao nutricionista em caso de saúde, não é sobre nutrição, mas sobre dinheiro, […]

    Curtir

  14. francisca disse:

    Eu como nutricionista tenho a obrigação de ajudar que me procura mais nem por isso posso obrigar o meu paciente fazer corretemente a receita passada tenho que saber o meu direito e o do paciente e isso que vc esta falando que fora doBrasil nem faculdade é. Técnico é ai quevc. Se engana peli simplis fato de eata fazendo fora meu mestrado aq so com diploma do curso superior…olha nos nutricionistas não estamos te obrigando a nada mais esse conselho que você deu ai dizendo pra fazer tudo ao contrário do que o nutricionista fala isso pode te levar a morte sabia,por que se não é pra comer gordura isso nem tanto é por causa do peso e sim pelo colesterol que muitas das vezes pode causar hipertensão e outras coisas mais. Desculpa as palavras mais vc vim falar da minha profissão como inútil pra sociedade ja é dimais claro que todos temos o direto de expressão mais na medida em que feri o de outra pessoa isso não é mais expressão.te cuida e não siga sua dieta que você autoindicou pro melhor em sua saúde….

    Curtir

  15. Andre D.F disse:

    Nossa Doutor por em pratica o que os Nutricionista fala não pe facil,, eu sei que guloseimas faz mal,,,mais não é facil não fica sem comer ..nem que for uma vez por semana..
    Mas a minha alimentação em geral é de frutas , legumes e verdura..
    Abraços de http://nutricionistaonline.webxp.com.br

    Muito boa sua matéria ..parabéns

    Curtir

  16. Anderson Tavares disse:

    Interessante. Falar que não existe ciência na Nutrição e utilizar justamente a ciência da Nutrição, vide publicações e pesquisas que utilizou como argumentos, para falsear teorias “difundidas” entre muitos profissionais . Então no fundo existe ciência na Nutrição. A falseabilidade também é característica da ciência (Karl Poper). Só isso já justifica a existência desse profissional : nutricionista. Os links que Vc usou para embasar sua opinião e as pesquisas citadas são muito mais úteis que sua opinião generalizada ou pouco refletida sobre os profissionais. Lamento, mas pra bom entendedor, embora tenha feito algumas distinções, há uma opinião generalizada que denigre a profissão.

    Curtir

  17. kaiane simoni disse:

    Como estudante de Nutrição passei por aqui por curiosidade li a matéria tbm os comentários e me inspirar mais ainda no meu curso ! Cada cabeça e um mundo e se precisar de uma Nutricionista pode contar comigo em breve . Pois o mundo e uma bola e não podemos jogar vidro pelos caminhos da vida que na volta podemos estar descalços. bjos

    Curtir

  18. Victória Mesq disse:

    Só sei rir kkkkkkkkkk que viagem cara…. Tu fuma a erva?

    Mas ai, parabéns pela coragem!!!! Admiro! Liberdade de expressão haha
    Gosto desses.

    Curtir

  19. Anna disse:

    Eu entendo que muitos profissionais estejam irritados. Mas baseado na minha experiência e na experiência de 98% de amigos são as piores possíveis, com profissionais nesta área.

    Nós últimos 10 anos passei por uns 6 nutricionistas e foi só decepção !!! Não salvou um. Novatos, experientes, famosos O último paguei uma fortuna e foi quando dei um basta e disse pra mim mesma que eu iria estudar por conta própria e montar meu próprio cardápio. E por incrível que pareça deu infinitamente mais certo.

    Eu achava que eu era azarenta..mas conversando com um e outro na Academia percebi que tiveram as mesmas experiências ruins.

    Se tem nutri bom? Eu não duvido! Mas sinto informar.. são agulhas no palheiro!

    E por favorleiam, o texto todo…Ele NÃO se refere a TODOS os nutricionistas. Vocês estão generalizando por conta própria!

    Curtir

  20. […] DICA DE CORRIDA DO DIA: JAMAIS VÁ A UM NUTRICIONISTA!  <<== Clique no tema […]

    Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: