Leituras de 6a Feira

Não conheço o Francisco Carlos da Silva, o Fran, nem o seu projeto social AEC Kauê, que é conhecido por muitos corredores aqui em São Paulo. Soube que no domingo ele foi homenageado no programa do Rodrigo Faro na TV Record por seu trabalho ajudando crianças carentes com o projeto. Aqui a íntegra.

Já tinha colocado aqui, mas agora é o The Guardian que analisa de forma muito bacana o estudo que sugere que mulheres são melhores do que homens ao definir o ritmo em maratona.

Steve Magness TEM que ser mais lido pelos treinadores brasileiros. Neste texto ele filosofa sobre aleatoriedade (está como eu, maluco pelas ideias e teorias de Nassim Taleb), treinos e nossa mania de estar sob controle. Mesmo pra quem não dá treino e “só” corre, dá para tirar MUITA coisa interessante de suas ideias.

Um dos projetos do qual mais tenho orgulho de ter me envolvido é o Out Run the Sun. Minha participação beira a nula já que foi feita pela ASICS Europa. Eu só entrei quando pegou fogo e tínhamos que arranjar um atleta brasileiro aos 45 do 2o tempo pra correr a prova que era uma volta em torno de uma montanha terminando antes do sol se por. O resultado é aquela que, pra mim, foi uma das provas mais incríveis de 2014. Fique aqui com um curto vídeo falando dela com imagens do evento. *o brasileiro é o carioca Iazaldir Feitoza que abre a prova.

Quantos são, de onde vêm e qual o ritmo dos que decidem correr o Desafio do Dunga no evento da Disney em Janeiro.

A história por trás de uma das fotos mais icônicas da história do atletismo.

A Alê Augusto vive me chamando para fazer maratonas e provas de trilha. Só que o safado me manda esse vídeo abaixo de uma prova em uma maravilha de uma cidade portuguesa sem nem mencionar convite… veja se o visual da Peneda-Gerês Trail Adventure 2015 não é espetacular!!

Etiquetado ,

7 pensamentos sobre “Leituras de 6a Feira

  1. Adolfo Neto disse:

    Sobre o texto do Magness: Fantástico! Detesto planilhas. Estou vingado 🙂

    Tenho praticado a aleatyoriedade (relativa) faz tempo. Nunca sei como vai ser o treino do dia. E já escrevi sobre Random Gallowalk no meu blog. E a inspiração foi o mesmo Taleb.

    Curtir

  2. Ale Augusto disse:

    kkkk to rindo muito aqui. Não te convidei pra prova de Peneda (Portugal) mas te convidei pra prova de Penedo (RJ). Antes de você se aventurar nos 130km lá da gringa, tem que fazer os 80km aqui 😉

    Curtir

  3. Rodolfo disse:

    Deve ser muito chato correr esses desafios Pateta/Dunga num pace de 7-8’km. Nada contra os mais lentos, só opinião mesmo.

    Agora que os brasileiros são deslumbrados pela Disney, Nova York e Boston, isso são.

    Curtir

  4. Adriana Piza disse:

    Realmente a maratona no desafio do Dunga é lenta….mas tá misturado homem e mulher nessa média não é? Será que tem muita gente muito lenta que está puxando a média para cima? Seria interessante também saber….dos que correram só a maratona sem Dunga, qual a média? Muita diferença?
    Aliás, o mais lento aí é a prava de 5k, comparando 5k com a maratona….8:02/km na maratona está melhor que 7:44/km nos 5k!!!!!

    Curtir

  5. Nishi disse:

    Não tem jeito, as melhores imagens sempre vão vir de provas trilheiras, de montanha… talvez você goste, talvez você não goste, mas é muito fácil fazer imagens lindas de lugares lindos. O único problema é que às vezes você xinga muito aquela subida linda para alcançar o topo daquela montanha maravilhosa…

    Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: