Leituras de 3a Feira

A Iguana Sports divulgou sua pesquisa DNA de Corredor (2013). Apesar de contar com respostas de quase 6.000 pessoas, os números não têm muita confiabilidade porque são feitos em pesquisa pela internet, mas são interessantes: essas pessoas correm nas ruas (47%), fazem academia (72%), correm à noite (50%), de 7km a 10km (30%) por treino, 3 vezes na semana (50%), acompanhados (49%), sem assessoria (80%) e tomam suplemento (61%). Mais números você encontra na íntegra do levantamento. *dica do leitor Bernardo Costa.

Outra dica do Helio Shiino com dados dos tênis preferidos pelos triatletas nos EUA. Algumas marcas como Newton e Hoka One One surpreendem!

No The Wall Street Journal uma matéria que mostra a explosão do crescimento de corridas justamente em uma das datas comemorativas mais legais nos EUA, o Dia de Ação de Graças. Quase 900.000 correndo ano passado em 1 dia!

Talvez um pouco off-topic, mas os Jogos Olímpicos são a maior competição do atletismo mundial. Quem decide seu futuro é um comitê de membros do COI. Aqui estatísticas falam do perfil desses dirigentes. A idade foi subindo chegando a um pico (65) e vem – ainda bem! – caindo. E eram poucas mulheres e agora elas respondem por quase 25% e em forte ritmo de ascensão.

Um texto “mais do mesmo”, mas não me canso de falar do britânico Steve Way aqui no Recorrido. Um cara extremamente talentoso e dedicado que deixou a obesidade e o tabagismo de lado pra se tornar um atleta de elite representando internacionalmente um país apaixonado por corridas.

Quem venceria uma Maratona no Reino Animal? Ganhamos de cavalos, mas surpreendentemente perderíamos de camelos, antílopes, cachorros e avestruzes!

Provavelmente o prêmio de prova do ano do Recorrido Awards irá para a ideia genial da Red Bull com sua Wings for Life – World Run, uma corrida “mundial”, 100% beneficente e sincronizada que exige muita criatividade e muita competência. O Helio Shiino me mandou esse vídeo com o explicativo da edição de 2015 que soube semanas atrás será 03 de maio em Brasília. Abaixo você tem o vídeo da edição brasileira de estreia em Florianópolis em Maio. *tem uma versão com a bela Lolo Jones falando. Enfim… recomendo! (risos)

Etiquetado , ,

16 pensamentos sobre “Leituras de 3a Feira

  1. Hélio Shiino disse:

    – Mais números você encontra na íntegra do levantamento. *dica do leitor Bernardo Costa. –

    (Título estraído do link citado acima)
    DNA DE CORREDOR
    UM RAIO-X NA SUBCULTURA RUNNING DO BRASIL

    Agora a Iguana Sports foi buscar lá nos alfarrábios e caprichou no Título, hein!!!!!

    — Subcultura Running!!!!! —

    E quando a gente pensa que as tais Tribos Urbanas já foram todas classificadas, eis que surge mais uma…

    Em geral, a gente consegue identificar alguém de uma Tribo Urbana pelo seu modo de vestir. Imagine como a nossa “Tribo” é identificada pela Sociedade. (Muita Calma nessa Hora!!!)

    Agora me dão licença porque depois dessa Pérola eu irei me atualizar um pouco em cima dos Livros de Antropologia e Sociologia…

    Curtir

    • Julio Cesar disse:

      Rá ! Isso me lembra uma música da Fernanda Abreu, Rio 40 graus:

      “Comando de comando
      Submundo oficial
      Comando de comando
      Submundo bandidaço
      Comando de comando
      Submundo classe média
      Comando de comando
      Submundo camelô
      Comando de comando
      Submáfia manicure
      Comando de comando
      Submáfia de boate
      Comando de comando
      Submundo de madame
      Comando de comando
      Submundo da TV
      Submundo deputado
      Submáfia aposentado
      Submundo de papai
      Submáfia da mamãe
      Submundo da vovó
      Submáfia criancinha
      Submundo dos filhinhos..”

      Curtir

  2. NIshi disse:

    Entre os triatletas a Newton não me surpreende. Pelo menos aqui no Brasil só eles usam esse tênis, e costumam ser bem fiéis.

    Curtir

  3. Comprei meu Newton MV2 na Track & Field do Shopping Curitiba. O mesmo lugar onde comprei meu primeiro Vibram Five Fingers, o KSO. Nunca achei que fosse loja de triatleta. Parece mais loja de mulheres ricas 🙂

    Sobre a subcultura running, acontece o mesmo aqui nos EUA. Sim, somos parte de um grupo que tem hábitos diferentes dos outros grupos 🙂 O mais interessante é ver gente que aparentemente não corre usando roupas de corredor (ou indo a shopping e supermercado como se estivesse indo para um treino). Mais as mulheres, no caso da região de Raleigh.

    Não estou inscrito em nenhuma corrida do Thanksgiving. Mas ainda dá tempo…

    Curtir

    • Hélio Shiino disse:

      – O mais interessante é ver gente que aparentemente não corre usando roupas de corredor (ou indo a shopping e supermercado como se estivesse indo para um treino). –

      Diríamos então: “Propaganda Enganosa”??? (risos)

      De uma maneira ou outra, quem não pertence a nossa “Tribo”, querem, de qualquer maneira, fazer parte, e para isso, acham que basta trajar que está tudo camuflado.
      Tsc, tsc, tsc (risos)

      Pelo menos passamos uma imagem boa e que as pessoas querem fazer parte disso! Isso é o que é mais importante! O resto é intriga da oposição!

      Curtir

      • Julio Cesar disse:

        É, mas minha mulher detesta meu visual de corredor. Quando saio com ela evito usar o visual corredor.
        Já quando saio ou viajo sozinho é uma festa.. só tênis colorido e visual “running”.
        Interessante que na rua ou no shopping fico olhando roupas e os tênis das pessoas e geralmente dá pra sacar (antigamente era ainda mais fácil) quem é corredor.

        Curtir

    • Danilo Balu disse:

      Ninguém precisa se ofender por comprar na T&F… meu supermercado é o Pão de Açúcar… quer algo mais coxinha e classe média?

      Curtir

  4. martinhovneto disse:

    Hummm, ex obeso e fumante virou elite. Deixa eu anotar aqui… kkkkkk
    Rapaz aquele Hoka é um trator. Serve pra boiar tb? :O Negoço grande!!
    E sobre o “perfil” do Iguana, sou atípico kkkkkkk.

    Curtir

    • Martinho,
      Faz um mês que estou correndo de Hoka Clifton, não quero usar outro tênis. Inclusive já encomendei outro igual.
      Para você ter uma ideia, o Clifton pesa pouco mais de 200g, o visual dele aparenta ser um tênis pesado, mas não é. Seria muito similar a um Saucony Kinvara. Claro, existem modelos mais pesado, mas não ficam muito diferente de um Asics Kayano.
      Essa marca junto com a Newton estão revolucionando o mercado.
      Hoka rules!!!
      Se tiver a oportunidade de comprar um, não pense 2 vezes. Experimente!
      Abraço.

      Curtir

      • martinhovneto disse:

        Cara, achoque se ganhasse testava, mas não teria vontade de comprar. Naõ me agrada muito visualmente, além de ser muito estruturadão. Pesa 263,56 g tamanho 9 segundo o site da Hoka. Realmente surpreendente colocando ao lado do Miz. Sayonara que eu uso de 240g. Mas vai meio no caminho inverso do que eu estou indo.
        Abração.

        Curtir

  5. Enio Augusto disse:

    Interessante só 20% treinar com assessoria. Achei que seria um pouco mais.

    Pena que a Wings saiu de Floripa. Foi uma das provas mais legais que já corri.
    Acho que a cidade e os poucos adeptos sempre contribuem para que aqui não tenha provas grandes.

    Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: