Leituras de 2a Feira

Olho sempre com certo sorriso quando vejo corredor dizer que não gosta de F-1 porque o piloto “não tem muito mérito nas conquistas“. Esse mesmo corredor às vezes se vangloria de ser sub-alguma-coisa como se fosse uma conquista 100% sua, e não fruto do ambiente e, sim, muito da genética (sorte). Um texto bem didático, dica do Luis Oliveira sobre o quanto é talento e o quanto é esforço. Não se engane jamais, se você foi “longe”, em maior ou menor grau você teve muita sorte. Mas lógico, você tem como negar isso pra você mesmo…

A USATF.TV lançou o curta Born to Run: The Michael Brannigan Story sobre com um atleta não deixou que as maiores adversidades impedissem ele de correr.

Um infográfico da Runner’s World mostra quais maratonas mundo afora pagam maior premiação aos vencedores e quem mais faturou ao longo da história.

Com ajuda do público da Slate (fornecendo dados), estatístico tenta criar a melhor calculadora para prever tempos em maratonas. Projeto ambicioso e BEM interessante! *pra adiantar, ele acha que o resultado final será algo como 2.19x do seu tempo em uma Meia Maratona recente, e não o 2.085 que a Runner’s World usa atualmente.

Uma pesquisa americana bem bacana pode não ser aplicada diretamente ao Brasil (a presença das corridas “diferentes” e as maratonas lá são muito mais fortes), mas dá uma ideia do nosso comportamento. Por exemplo: 37% correm 5 ou mais provas no ano, 99% pretende correr alguma em 2015, eles variam o tipo de prova/distância e 80% postam fotos/mensagens nas redes sociais antes da prova e apenas 1/3 dos corredores treinam “mesmo“.

Só mesmo na África para o atletismo ser palco de um comercial de telefonia…

Etiquetado , ,

4 pensamentos sobre “Leituras de 2a Feira

  1. Coincidência ou não, multipliquei o resultado da minha meia mais recente pelo índice da Runners e pelo do estatístico. Fiz a maratona exatamente na média dos dois índices!

    Curtir

  2. martinhovneto disse:

    Sore o texto indicado pelo Luiz, e aceitando o que eu já conhecia e as premissas do texto, acredito que em um pais coma dimensão do Brasil e com a variedade genética que temos, poderíamos perfeitamente ser um país com mais atletas de ponta do mundo, não só na corrida, mas em todos os outros esportes existente. Infelizmente a “amostra” é gigantesca e a exposição (amadora, séria, com fins de seleção) ao esporte é pífia.

    Curtir

  3. Nishi disse:

    Pois é, o meu tempo (quase) bateu com o da… Runner´s. O da Slate ficou muito distante do meu tempo. Azar. Tanto azar como o de ter nascido com “estômago alto”, pernas curtas, fome demais, canelas grossas e tendões e tibiais altamente doloríveis…

    Curtir

  4. Adriana Piza disse:

    Sobre o comportamento: O que achei mais curioso é que 32% postam fotos/mensagens nas redes sociais DURANTE a prova!!

    Curtido por 1 pessoa

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: