De meteorologia, Yescom e do discurso patrocinado.

Lá por 5a feira começaram a pipocar nas redes sociais os e s p e c i a l i s t a s nos avisando das altas temperaturas aqui em SP. Talvez seja um erro meu, mas eu costumo nunca subestimar a inteligência de quem lê qualquer coisa que eu escreva. Se você sabe ler um tuíte, sabe ler o algarismo que aparece na tela do seu celular avisando que está 30-e-tantos graus. Meu corpo me avisa da temperatura, dispenso comentaristas do lógico. Pois se você com dias de antecedência me avisa que “vai fazer calor domingo” eu suponho que:

– ou você me acha burro;

– ou você não entende de Previsão de Tempo;

– ou você não entende de estatística;

– ou é burro mesmo.

Eu gosto de simplificar as coisas, se você disse com cara e tom de conteúdo algo sobre a temperatura de SP no domingo, eu estou seguro sobre um dos itens acima.

Eu não sei o quê ou quem move os interesses de algumas pessoas. Na verdade eu sei, sim. O de muita gente! É só perceber quem critica ou se silencia no dia seguinte de uma prova. Eu só não tenho é coragem (nem necessidade) de falar um a um. Pois bem, no domingo fui correr a prova de 25km da Maratona de São Paulo. Só te falo uma coisa: é um provão, redondíssima. Quem mora em SP em algum momento deveria fazê-la.

Da Maratona não posso nem vou falar nada agora porque estão (ainda) chegando relatos da falta de água para os mais lentos (+5h30). Parece que houve erros, e eu não sei ainda o que achar deles. Faltar água em Maratona é INCONCEBÍVEL, abastecer prova cheia de pipoca é IMPOSSÍVEL.

Já a de 10km é uma das maiores do país nessa distância. Pra ser mais exato, é a 5a maior prova de 10km do país. Não dá pra enganar tanta gente, ao mesmo tempo por todo esse tempo.

Pois eu ainda vou entender o ranço de tanto ~formador de opinião~ com a Yescom. Como as concorrentes, eles acertam e eles erram. Têm grandes acertos e grandes erros. Mas sempre que vejo o discurso de certos críticos, eu vejo uma preguiça de quem acha que deve ser ouvido porque entenderia mais do que os demais corredores. Mas eles entendem é de menos.

A Maratona de SP foi em Outubro por causa de um pequeno evento que acontece de 4 em 4 anos chamado Copa do Mundo. A Yescom acertou como quase ninguém ao adiantar a mudança em 2013. Errará se a mantiver em uma época quente. Simples assim.

Eu posso falar por mim: eu não pretendo mais correr essa prova depois de tê-la corrido duas vezes. Mas acho meio irônico que quem recomenda boicotarmos a maior maratona da cidade seja justamente quem nunca a correu ou justamente quem só corre ou queira correr major. Outra ironia é que por “coincidência” eu até consigo dizer com qual tênis esses correram a major lá fora porque quase sempre a fazem no famoso ixxxquema. Sei de todos, viu?!

Ou seja, não é só que o especialista ache que você é meio burro de não saber que está quente na rua, ele acha que você não é corredor o suficiente a ponto de saber o que é melhor ou pior pra você. E eu tenho pavor de quem queira escolher o que é melhor ou pior pra mim. Sem precisar pesquisar posso listar inúmeras provas no calor, na alta umidade, na altitude, com altimetria cruel…

É sempre muito importante sabermos com quem falamos. Sempre que você acha que todos os corredores do país ficam ou cabem debaixo da Marquise do Ibirapuera, o discurso fica direcionado pra algo pequeno, irreal. Domingo, mesmo sob forte calor, havia muito, mas muito corredor casca grossa, forte, experiente lá. Esses caras sabem o que vão encontrar. E tem mais. Esse papo de que maratona (ou qualquer prova) tem que ser no frio, plana e pra tempo, é discurso de alguns, não de todos. Um tempo atrás, por exemplo, mostrei os dados aqui da Golden Four ASICS, uma prova que tem o discurso de ser feita “pra tempo”. Repare na enormidade das pessoas que correm pra cima de 2h00. Você acha mesmo que eles se importam com quão rápida é uma prova? Pra esse público terminar é a vitória pessoal! Aliás, pra alguns, quanto mais difícil, melhor.

E tem mais, qual outro evento em SP, além da São Silvestre pode fazer de você sendo o herói dos amigos correndo 25km ou 42km ao vivo na maior TV do continente? Qual? Antecipar a largada (mudança mais lógica) tirando a TV, é como tirar a Paulista da São Silvestre, é querer tirar a Volta da Pampulha da…. Pampulha!

Reforço, a Maratona de SP tem erros, lógico, e quando você vem falar que em Chicago cancelaram a prova, é uma grande desonestidade intelectual. Vamos ver o que aconteceu aos mais lentos nos 42km, mas sem o discurso paternalista de “vamos boicotar” e isso ou aquilo. Não existe um só tipo de corredor. Você pode achar natural querer só correr lá fora, mas são muitos os que optam por uma da Yescom. Você não entende mais do que eles. Você não é mais corredor do que eles. Não gosta? É só não ir. Mas deixem os outros correr!

*por mim, faria São Silvestre, Pampulha e os 25km todos os anos. Todos.

Etiquetado ,

61 pensamentos sobre “De meteorologia, Yescom e do discurso patrocinado.

  1. Lucas Perrone disse:

    Bom dia Balu, sobre a falta de água para os mais lentos, um fator que contribuiu, com certeza, foi a pipoca. Quando teve a largada que a Globo mostrou foi de chamar a atenção o alto número de pipoca… Como conter esses caras????? ( incluindo mulher )

    Curtir

    • Danilo Balu disse:

      Eu confesso que não lembro de ter visto ali no pelotão da frente onde eu estava mta gente de pipoca. Disseram que no 1o posto de Gatorade tinha mta gente do PÚBLICO pegando pra consumo próprio. Enfim, falta de água é INCONCEBÍVEL, mas é IMPOSSÍVEL tb conseguir abastecer uma prova com pipocas.

      Curtir

  2. Julio Cesar Kujavski disse:

    Perfeito Balu. Penso exatamento como você. A Yescom toma muita paulada imerecidamente.
    Não havia data disponível, lembrando que uma prova transmitida ao vivo pela maior rede de tv do país tem muito menos margem para alterações do que uma série delta ou night run da vida. E marcaram para o dia de início do horário de verão, para ajudar os corredores. Poderiam fazer a largada às 7 da manhã ? Sim, poderiam, se a prova não fosse promovida pela maior rede de tv aberta do país.
    Quanto à possível falta de água: Ao mesmo tempo que tem gente falando que faltou água, outros (que fizeram também fizeram acima de 4:30 ou 5:00 disseram que não faltou água, que apenas estava morna em alguns postos).
    Inclusive me parece que nas chamadas “majors” das quais os brasileiros tanto gostam hoje em dia a água servida é de torneira, e não sei se tem isotônico gelado, batata e sachê de gel.
    Me parece que a prova no geral foi boa, e se a temperatura estivesse 20 graus (como ontem em SP) a prova seria quase perfeita.
    O resto são xurumelas.

    Curtir

  3. Julio Cesar Kujavski disse:

    Voltando: corri a maratona de SP quatro vezes, eu acho. Na primeira delas em 2003 a largada era bem mais tarde, acho que depois das 09:00 hrs. E enfrentamos um calorão danado.
    Naquela época não havia tantos “formadores de opinião” para criticar a prova no dia seguinte. A gente corria a maratona, reclamava um pouquinho do calor no final, e já estava pensando na próxima prova.
    Atualmente segunda-feira é o dia da avaliação das provas do domingo. Dezenas ou centenas de blogs avaliando desde o kit, passando pela temperatura da água, qualidade da camiseta, marca do isotônico e etc. E quando é prova da Yescom, quase tudo é ruim.
    Não obstante a Yescom faz as maiores provas do Brasil, e parece que os “formadores de opinião” não formam tantas opiniões assim.

    Curtir

    • Danilo Balu disse:

      Perfeito! Ainda bem que não dão ouvidos pra eles! Ontem foi uma das 5-6 provas que deram Gatorade em saquinho fechado. Tinha som animando no percurso em qtide que eu NUNCA tinha visto em nenhuma prova na vida… como a Yescom não faz relacionamento, acaba ficando assim.

      Curtir

      • Julio Cesar Kujavski disse:

        É verdade Balu, não tinha pensado nisso. A Yescom não tem “convidados” nas suas provas (pelo menos nas provas que eu fiz nunca vi) e não manda presentinhos (disfarçados de tênis ou roupa para teste) para blogueiros e jornalistas…

        Curtir

      • Danilo Balu disse:

        Esse é o pto… acho canalhice vc não dizer nem deixar claro quem patrocina seus discursos…

        Curtir

  4. Martinho disse:

    Eu acredito que todo discurso tem uma ideologia. Não necessariamente essa ideologia é má, as vezes serve apenas para sustentar uma ideia. Entretanto concordo profundamente com o texto quando qualquer pessoa me apresenta um discurso que tem como premissa a dúvida da minha capacidade de somar 1+1. Não sou corredor experiente, comecei a pouco mais de um ano, mas infelizmente tenho que me desviar diuturnamente de charlatões e picaretas me dando dicas à custa de um possível contrato de assessoria ou, por sem empresario, por uma cota de patrocínio. Isso inclui discursos baratos de que essa prova foi mal organizada, a minha vai ser melhor. Mercado por mercado nunca me interessou, chega a ser degradante. É triste, duvidando da capacidade do senso crítico comum, não reconhecer grandes eventos pela essência e simplesmente jogar com os interesses tangentes que os envolve esquecendo do principal. O esporte.

    Curtir

  5. Todas as provas da Yescom que participei foram bem organizadas e, também foram as mais baratas. Não me importo com kit, então a camiseta de tecido vagabundo que vem nele eu não dou a mínima. Quero o meu chip e número de peito e água pra beber quando eu sentir sede. Só.

    Curtir

  6. Bom dia Balu.
    Havia lhe falado uma vez (pelo telefone) que discordava de algumas poucas opiniões postadas.
    Hoje você escreveu exatamente a minha opinião! Acredito que faltou apenas uma frase (porém faltou apenas uma frase… Entendeu ou que que eu desenhe!) Acho que posso ouvir você falando enquanto estava finalizando esse brilhante texto.
    Parabéns mais uma vez.
    Qualidade nota mil.
    Aqui na empresa não perdemos uma postagem sua.
    Abraços

    Curtir

  7. marcelodesa disse:

    Sobre o calor. Teria achado errado a remotíssima possibilidade de cancelarem a prova. O que se pedia era uma preparação melhor no possível atendimento de pessoas que pudessem ter sofrido mais com o calor. Até o momento não li nada disso. Em Chicago, já que comentou e eu lembrei disso no Twitter na sexta, houve casos de pessoas sendo atendidas por staff médico com temperatura corporal acima de 41C e sofrendo de delírios, Pensando em algo nesse contexto disse que seria prudente tal preparação melhor mencionada anteriormente.

    Curtir

  8. Mauro Leão disse:

    Corri 3 vezes a Maratona de SP, e recomendo… Apenas se prepare para as condições, ninguém vai sem saber q horas é a largada ou altimetria… Nós é q temos a feia mania de desvalorizar nossas provas, fiz Maratona internacional e algumas nacionais, temos boas opções por aqui. Curitiba gostei muito, Rio é fora de serie… POA pra tempo é muito boa, não pega aquela muvuca na largada. Corri domingo uma Meia-Maratona aqui em Goiânia, largada 7.30 com 22 graus. Vi dois caras correndo com aquelas calças de compressão, lembrei do blog aqui… ri sozinho.

    Curtir

  9. Corri a Maratona de SP pela primeira vez (e talvez a última)… Quando me inscrevi imaginava que estaria calor (não precisa ser inteligente pra saber que uma prova em outubro em SP neste horário é calor pra caramba).

    Digo a última vez porque acho desnecessário tanto sofrimento para uma Maratona e não estou disposto a sofrer novamente (fechei a prova 15 min acima do meu tempo, que era 3:14, e tive que parar e andar algumas vezes pela primeira vez, porém me sentia bem treinado para ela).

    Minha decepção é pelo fato de infelizmente não termos nenhuma opção de Maratona em SP além dessa que tivesse foco em performance, tipo a Golden. Talvez pela falta de corredores/clientes para ela… Só me questiono uma coisa, será que realmente não existe público para uma Maratona pura, pensada em performance em SP (tipo uma ASICS Golden Marathon?) ou é falta de criatividade, ousadia ou vontade dos organizadores?

    Será que não daria para organizar uma Maratona através de crowdfunding para mitigar os riscos financeiros do evento e ter uma noção melhor deste mercado. Acho que falta inovação e criatividade (e, talvez, falta de vontade).

    Ou não daria pra fazer de forma experimental uma Meia Maratona com opção de 2 voltas?.. Sei lá…. Uma pena que não sou do ramo… 😦

    Balu, você que tem experiência neste assunto, tem uma noção se existe ou não uma demanda reprimida?

    Até criei um abaixo-assinado ontem apenas para ter uma noção se existe público ou não, antes de sair inferindo.

    Curtir

    • Danilo Balu disse:

      Eu acho que não há público… veja só, Rio tem 4.000 e nossa Maratona tecnicamente mais redonda patina há anos com 1.500. Só de CET vc vai pagar MUITO $$ pelos 42km. O percurso não vai ser mto plano e duas voltas de 21km não agradam mta gente. A CORPORE tentou (acho que em 2005) e foi um retumbante fracasso. A questão não é de oferta, é de demanda.

      Curtir

  10. Acho que a Yescom sofre por ser a organizadora da São Silvestre (nossa maior corrida, que todo mundo palpita. Tipo a seleção brasileira, todo mundo é um pouco técnico e todo mundo sabe de tudo). E todas as outras provas deles sofrem por tabela. Eles erram e acertam, mas pra falar mal sempre tem mais do que pra falar bem. No caso da Yescom, parece-me que isso aumenta MUITO mais.

    Curtir

  11. Marcel Pracidelle disse:

    Corri duas vezes a maratona de São Paulo. Quebrei as duas vezes, prova dura, quente e correta. Não encontrei problemas quando corri e as minhas quebras foram minha culpa. Penso que horário eu aceito no momento que me inscrevi, não posso reclamar. Clima é incerto, mas a época do ano da uma idéia, cabe a mim aceitar ou não. Não pode faltar água e só. O resto é perfumaria. Eu organizaria melhor as baías de largada e só. E um dia ainda faço a prova novamente, vem feita, para tirar a limpo as quebras.

    Curtir

  12. guilherme carnesella disse:

    Corri os 42k, inclusive foi minha estreia. Fora o medo do calor, a semana anterior à prova me assustou Pq todo lugar q eu procurava informações sobre a prova choviam reclamações quanto à yescom. quando li porai q o certo seria cancelar a prova, quase tive um treco Haha meses treinando pra desistir por causa do clima? Felizmente achei a prova.super bem organizada… Terminei em 3:58 e não tive nenhum problema com hidratação. Minhas únicas reclamações são a respeito da qntidade de postos de isotônico (achei q poderiam ter colocado mais um ou dois) e sobre o trajeto. A primeira parte era bem mais sombreada, acho q faria mais sentido se a prova fosse corrida ao.contrário! Mas nao sei a viabilidade disso..
    Enfim, feliz por estreiado numa maratona como essa, casca grossa!

    Curtir

  13. carolina disse:

    Eu entendo todos os problemas que a organização enfrenta, dificuldade em fechar ruas (por isso 10km no Saara da Marginal), dificuldade com os pipocase passantes que acham que podem pegar água e gatorade dos postos de hidratação, mas acho um pouco de ingenuidade prova atrás de prova a organização reclamar de pipoca. Eu entendo que é frustrante se planejar pra X e ter X+1, mas o problema é que sempre tem esse X+1. É tão difícil assim incluir o fator pipoca na conta final?! Porque quem sai prejudicado no final é o cara que pagou inscrição e chegou no posto de água no KM 39 e não achou água. Aqui entra quem perde mais com o pipoca, a empresa ou o corredor. A empresa quer minimizar suas perdas e prejudica o corredor. E acho que alertas de altas temperaturas, baixa umidade devem ser levados em conta pela empresa que organiza para adotar esquemas especiais, tipo aqueles chuveiros em um ou dois pontos. Um daqueles chuveiros na marginal salvaria a prova de muita gente. “Porra, mas falta água em SP?!”. Falta água para consumo, água de reuso tá aí pra ser usada pra essas coisas. Não acho que está rolando injustiça ou exagero nas críticas.
    Concordo quando vc diz que nem toda prova tem que ser plana, fria e rápida. Tem maratonas duríssimas no mundo todo. Essa prova poderia ter sido em janeiro. A questão não é a época do ano em que ela ocorre e sim como a organização lida com o fator clima. Se vai ser no verão tem que tomar atitudes que minimizem um pouco o sofrimento dos corredores com o calor, vai ser no frio as medidas são outras. Quero fazer a maratona às 8:00 pq a Globo paga, então vou escolher uma data em que não seja infernal o calor. A Copa do Mundo acabou em julho aqui em SP de agosto a setembro ainda tem dias frios, calor em outubro não é questão de sorte é fato.
    A yescom por organizar grandes provas acaba ficando na berlinda muito mais do que as empresas que organizam provas menores. Ser cobrada da forma que ela é, é o preço que se paga por ser grande.
    E eu gosto de correr a São Silvestre e ainda quero muito correr a Volta da Pampulha, mas vou reclamar sempre que eu achar que não tá bom.

    Curtir

    • Danilo Balu disse:

      A questão do pipoca é complexa porque há variáveis… provas no mesmo fdsemana, esgotamento das vagas, clima, preço. .. eu acho que a responsabilidade é SEMPRE do dono do evento. Mas eles não podem, por exemplo fechar a rua e impedir o pipoca… existe um limite pra esse tipo de ação. O que o pipoca MAIS quer é a “Globo” tirando a liberdade dele pra espernear e achar microfone na mão de outros idiotas. Infelizmente.

      Curtir

  14. Renato Muller disse:

    Corri os 25K, como havia feito há 2 ou 3 anos. Já corri a SS e a Meia de SP duas vezes, além da Gonzaguinha. Todas provas da Yescom. Na boa, há muita má vontade quando o assunto é a empresa, talvez por ser parceira da Globo (em que todo mundo adora atirar pedra, mas sempre vê a novela). Acho que se a Yescom organizasse a Badwater iam querer que colocassem ar condicionado no Vale da Morte e água a cada milha. Estava calor domingo? Estava. Pra caramba. Até os 25K, porém, não tenho do que reclamar: chegou um momento em que tinha água a cada 2km, o que não se vê nas majors lá fora (é água de torneira a cada 5k em copo aberto e tá ótimo). Saquinho de Gatorade foi show de bola, e estupidamente gelado na chegada (durante a prova não pego, me dá azia). Amigos meus que correram os 42K falaram que do 30 em diante foi um horror, calorão sem sombra com o perfume do Rio Pinheiros. Mas, sinceramente, estava no site desde o momento da inscrição: todo mundo sabia que iria correr os últimos 10km na Marginal. E se a prova fosse hoje, terça-feira, com esses 18 graus de SP, ninguém ia reclamar…

    Curtir

  15. Renato Muller disse:

    Ah, sim, ia esquecendo: mandou bem pra caramba nos 25K, Balu!

    Curtir

  16. Adriana Piza disse:

    Se a prova fosse hoje, com 20 graus a menos, teríamos muitos suando mais ainda com seus manguitos, camiseta manga longa, calça…….
    Reclamação sempre terá, se não é a temperatura, é a água sem gelo… aqui tem que ser tudo perfeito, água na temperatura X, isotônico, gel, massagem no final….acho que se exige muito!

    Curtir

    • Julio Cesar Kujavski disse:

      Querem tudo isso numa prova de 42 km pagando R$ 80,00. E tem prova de 5 km dentro de estacionamento de shopping cuja inscrição é mais de R$ 100,00, aí eles dão ma voltinha no estacionamento do shopping e no final acham tudo perfeito e vão pra internet elogiar.

      Curtir

  17. Cesar Augusto Martins disse:

    Eu me considero um maratonista experiente, já corri várias abaixo de 2h30m, não sou jornalista, blogueiro, sempre falo livremente, sempre digo o que penso, não ganho nada para falar pelos outros. Discordo integralmente do test, Balu. Infelizmente, não recomendo a MSP a ninguém. Iniciantes, experientes, rápidos ou lentos, se vocês tiverem outra opção, escolham a outra pois a chance de uma experiência frustrante na MSP é enorme. Não consigo ver NADA de bom nessa maratona. Às vezes fico com a impressão de que os organizadores fazem questão de fazer tudo errado, de propósito. Este ano eu acompanhei a maratona de bicicleta. Meu sentiment foi de dó das pessoas que correram os 42 Km. Aqueles que correram 25 e 10… aí tudo bem. Para esses pode ter sido legal participar de um prova televisionada, com clima de maratona. Mas para aqueles que foram fazer 42Km… Sério mesmo, deu pena de ver.

    Curtir

    • Julio Cesar Kujavski disse:

      Deu pena de ver por causa do calor e da falta de preparo deles ?

      Curtir

      • A maioria dos meus amigos que quebraram a maioria tem mais de 10 maratona das costas e todos rodam entre 2:50 e 3:20… Fica difícil de acreditar em falta de preparo, né não? Mas é claro que todos nós sabíamos das dificuldades quando nos inscrevemos (por isso que digo que foi a primeira e última)

        Curtir

      • Cesar Augusto Martins disse:

        Não JC! Nada disso! Tive pena dos que se prepararam. Acompanhei muitos, inclusive, que treinaram muito bem (periodização, longos etc etc). Por causa do calor, todos planejaram um ritmo mais tranquilo. E mesmo assim tiveram que caminhar, desistiram ou chegaram muito mal. Arrisco dizer que os que foram bem são justamente os que não se prepararam. Para esses, qualquer resultado foi lucro.

        Curtir

    • Grande Cesar!

      Eu cheguei com um cara que teve convulsão logo em seguida. (Inclusive no vídeo da minha chegada tem ele na maca).

      Nossos companheiros de Assessoria, como o Antonio e o Reinaldo, que rodam pra Sub 3h, fizeram acima das 3:30, pois os passei lá nos 34K/36K….

      Eu tive que parar 9x por falta de ar, dentro do túnel da JK. Parecia que eu estava com asma (coisa que nunca tive)…. Aquele ponto parecia cena do Walking Dead..

      O trecho da Marginal foi desumano, mais de 10K sem uma única árvore, 10:30 da manhã e com água quente… Foi alí que matou todo mundo, até aquele ponto a prova até que vinha bem. (Quem fez 25K não passou por alí).

      De TODOS os meus amigos que fizeram, TODOS (100%, quebraram)… Não tive nenhum amigo que foi liso… Galera que roda maratona na média de 3:00 / 3:10… fechou 3:50 / 4:00… Foi feia a coisa…

      Foi a minha primeira MSP, e certamente a última… E ela nunca irá melhorar, pois é a lei da oferta e procura, se tem gente pra comprar coisa ruim, sempre terá gente pra vender coisa ruim….

      Curtir

      • Julio Cesar Kujavski disse:

        Mas cara, maratona com 35 graus você quer o que ? Que todo mundo bata seu recorde pessoal ? É óbvio que vai ter um monte de gente passando mal. Os 35 graus não são culpa exclusiva da Yescom ? Eu se estivesse inscrito simplesmente não completaria uma maratona sob 35 graus, me desculpe, mas chega a falta de inteligência teimar em concluir e pior ainda fazer tempo em uma maratona sob 35 graus.

        Curtir

      • Concordo contigo, Julio.. Não estou colocando a culpa na Yescom, só estou relatando o fato.. Não faço mais justamente por isso.. Eu sabia da situação quando me inscrevi, me ferrei conscientemente (embora pensei que fosse menos pior)
        Minha não recomendação não tem nada a ver com a Yescom, embora eu ache que poderia ter pelo menos hidratação um pouco melhor (água quente é foda), mas sim pelo fato de ser desumano correr neste horário. Essa foi a primeira vez que faço essa maratona, pensei que teria condições, mas não tenho (como a maioria não teve), então não faço mais. Só questiono o fato de pra que uma maratona que quebra a maioria, é legal isso?

        Mas repito, a culpa não foi da Yescom, foi nossa de faze-la. Então, não faço mais.. 🙂

        Curtir

      • Danilo Balu disse:

        A prova é quase desumana… temperatura alta… Ano que vem TEM que ir pra um dia mais ameno. O curioso é que hj estava 18-20ºC… Talvez pudesse haver chuveiros. Com 30-35ºC não tem como haver água gelada… nem na minha casa tem água gelada na demanda de um dia quente. Pra milhares pessoas é impossível.

        Curtir

      • E a galera não esperava fazer PB nela (por questões obvias)… Mas de 9 amigos seus, todos terminarem aproximadamente 50 minutos a 1 hora acima do seus tempos, é porque a coisa foi feita.. Só quem estava lá na Marginal as 10:30 da manhã sabe do que eu to falando… Você correu os 42K da MSP?

        Curtir

      • Cesar Augusto Martins disse:

        Weslley, eu (de bike) fiquei um tempinho dentro do túnel da JK e vi quase todos parando em frente ao ventilador para se refrescar um pouco. Sei não, mas tinha gente que não queria mais sair de dentro do túnel! Talvez por causa da sombra e da subida massacrante que tem na saída do túnel. Fiquei ali um tempo, contemplando aquelas caras de sofrimento. Maratona é difícil, mas nunca tinha visto cena parecida. Algumas vezes, cheguei a gritar “vamos lá, está chegando, só alegria agora!”, mas a maioria nem esboçava reação. Era um clima de frustração, arrependimento… derrota. Enfim, parabéns por terminar essa prova. Espero que as pessoas não guardem essa experiência como um pesadelo e que continuem firmes nos objetivos de correr maratonas… mais agradáveis, de preferência.

        Curtir

      • Danilo Balu disse:

        O clima depois dos 25km era fúnebre… pareciam zumbis… imagino a cara deles ao chegar na Marginal fétida e deserta…

        Curtir

    • Danilo Balu disse:

      Me diga uma Maratona boa no Brasil, César? Eu particularmente não conheço uma que atenda aos MEUS interesses… Rio? Quente e úmida. POA? Deserta. Ctba? Cidade sem graça e percurso difícil. As demais nem considero. Só saio de casa pra correr 42km em Buenos Aires ou nos EUA ou na Europa. Quem sou eu pra dizer que alguém não pode querer correr outra prova…

      Curtir

      • Cesar Augusto Martins disse:

        Deve ser por isso que muitos maratonistas falam tão bem das ‘majors’ e das outras lá fora 🙂 Mas eu juro que detesto falar mal das nossas. Já corri a do Rio e de POA. A do Rio é muito boa: percurso lindíssimo, largada bem cedo, super bem organizada. A de POA também é bem organizada e melhor para performance por ser mais plana e possibilidade de temperatura mais agradável. Balu, sem querer ofender (sei que não vai se ofender comigo), mas não podemos concluir que uma prova é boa só pela quantidade de gente que participa dela, principalmente quando se trata de uma prova de 42Km. Você sabe mais que eu que mídia e marketing criam essas distorções do ‘pouco valer muito’ e vice-versa. Além disso, por favor: corra uma maratona! Coloque isso em seus planos urgentemente! Só assim para entender que a distância entre 25 e 42Km é infinita (eu passei por isso). Essa maratona de SP é péssima, em TODOS os aspectos. Seria preciso muito esforço para encontrar algo de bom nela. Acho que nem vale à pena comentar. É perda de tempo, por sabemos que muita gente vai continuar participando e em consequencia disso, nada vai melhorar. Perda de tempo discutir isso. Meu conselho aos maratonistas é que escolham outra opção para evitar frustrações.

        Curtir

      • Danilo Balu disse:

        César, já corri SP duas vezes… na 2a o calor me fez parar no 39km… vinha a 4’/km… um relógio… parei… andei e fechei em 3h17. Eu NUNCA vou dizer que uma prova é boa pelos concluintes. Mas há uma demanda por ela e mta gente faz sabendo o que vai encontrar. As majors são incomparáveis, mas pra cada Paris, tem 30 bate-sacos sem trânsito controlado no sul da França, pra cada Berlim tem 20 provas aferidas com bicicleta na Alemanha. .. eu acho que a de SP tem acerto e erro. O maior deles é o calor, mas viu a temperatura de SP hj?? Vamos ver se em 2015 devolvem pra Maio. P.s.: Rio eu não corro porque sou gde e a umidade me mata. POA pra mim é mto desorganizada, mas é fria e plana. Eu acho que Treino com T maiúsculo pra Maratona tem que ser honrado investido pra se correr em prova BOA. Por isso agora só encaro a distância em Buenos Aires, Frankfurt ou Boston. Mas quem pode se dar ao luxo disso? Tem esse pto tb. …

        Curtir

      • Julio Cesar Kujavski disse:

        César, não sou tão rápido como você, mas já tenho 17 maratonas e uma ultramaratona concluídas, então posso falar um pouquinho sobre maratona.
        Nunca corri no exterior, não tenho termos de comparação. A maratona de SP já fiz quatro vezes, fora outras vezes em que abandonei ou entrei só pra ir até certo ponto, e nunca tive nenhum problema com hidratação ou organização, inclusive falam muito do horário, mas que eu saiba todas as vezes largou no horário marcado, que é divulgado com meses de antecedência.
        Nunca esteve tão quente como no domingo passado, a data da maratona era (tomara que volte) em maio, com temperatura na casa dos 20 graus. Não consigo ver toda essa desorganização que vc menciona. Talvez se for pra pensar em performance, com certeza a MSP não é uma prova indicada, o percurso é difícil, a qualidade do ar não é a ideal (geralmente muito seco) e até a altitude, quase 1.000 mt, podem influenciar. Mas as pessoas não fazem maratona só pra tempo, muita gente de SP inclusive nem tem condições de viajar para outro Estado pra correr uma maratona, por isso faz a MSP mesmo. Outras fazem questão de correr a MSP. Outras simplesmente gostam de correr a MSP.
        Não pode comparar uma maratona sob 35 graus com a do RJ, que nos dois anos em que lá estive estava chovendo e a temperatura estava 20 graus. como você bem sabe a temperatura é tudo em uma maratona. A diferença de 20 pra 25 graus é gigantesca pra quem está numa maratona, o que dizer então de 35 graus ?
        Acima de 30 graus não se deve correr maratona. Fica perigosíssimo, especialmente para os menos condicionados, e é natural que uma maratona sob mais de 30 graus tenha um grande número de críticas negativas, simplesmente porque as pessoas sofreram muito, então a tendência é achar que tudo estava ruim, mas não é bem assim. Acabei de ler um relato de um maratonista que fechou em 4:30 e ele disse que estava tudo perfeito, e aí, como fica ?

        Curtir

      • Danilo Balu disse:

        Temperatura é TUDO… parei nos 25km e passei o dia deitado, morto, um pouco febril.

        Curtir

  18. Alguém saberia me dizer em que dia aconteceu a Maratona de São Paulo de 1997? Tentei pesquisar via Google mas não tive uma resposta (ao menos não achei). Foi nessa prova que fiz minha primeira maratona sub 3 horas (2:59:30 líquido e 3:00:23 bruto). Se a memória não falha largávamos às 9h da manhã em um percurso que faz o atual parecer um passeio no parque e lá pelo meio-dia acho que a temperatura beirou os 30°C…Sem mimimi!

    Curtir

    • Danilo Balu disse:

      Lembro bem que em 95 e 96 com certeza foram em Outubro… lá pelo dia 12…

      Curtir

    • Parabéns, você é realmente foda.. Assim que o Queniano que ganhou também não deve ter nada a reclamar… Avaliação pontual.

      E eu acho que devo mudar de esporte, pois fui incompetente e não consegui correr bem com 35o graus na cabeça com 12K de Marginal sem sombra e agua quente, devo ter treinado muito errado.. Me desculpe pelo meu mimimi, mestre…

      O mais engraçado é que só ouvi relatos contra críticas e elogios da bela prova de pessoas que não estavam lá nos 42K do domingo.. rs… (em casa no sofá assistindo o canal 5 deve ter sido top)…

      Alguém aí que correu os 42K do domingo, tem algo a acrescentar? Como digo, leia da oferta e da procura, se tem cliente pra produto ruim, sempre haverá produto ruim…

      Maratona de qualidade tem muitos participantes porque é de qualidade, ou é de qualidade porque tem muitos participantes?

      Como disse, a culpa foi minha, eu sabia das condições na inscrição e então não posso reclamar.. Mas se eu sou o organizador eu teria abortado a prova na metade por questões de saúde dos participantes.

      Curtir

      • Danilo Balu disse:

        “Se tem cliente pra produto ruim, sempre haverá quem venda produto ruim”… posso roubar essa sua frase pra uso futuro??

        Curtir

      • Adriana Piza disse:

        Eu particularmente não consigo correr nem prova de 10k no calor…. já sofri com tonturas e andei na São Silvestre feminina que por anos foi às 3 da tarde (sol das 2) em pleno verão. Aprendi, e não corro jamais se estiver tão quente. Essa prova, se estivesse inscrita mesmo nos 25, não iria. Infelizmente o clima aqui em SP não é tão previsível, pode fazer 36 ou 18 graus nessa época. Deu azar, caiu bem no dia mais quente…E isso com certeza foi o pior da prova. Impossível não sofrer com o calor correndo!
        Quanto a cliente para produto ruim, o que é ruim para um pode não ser ruim para outro, quem compra o produto nunca acha que está comprando algo ruim!

        Curtir

    • Cesar Augusto Martins disse:

      Pô, Harry… você fez um tempo perto do seu PB numa maratona beirando os 30°C… Ou você foi muito mal em todas as outras (que obviamente não é o caso) ou você é um daqueles raríssimos sujeitos que consegue correr no calor sem sentir qualquer diferença. Caras como você devem adorar a MSP! Mas é muito injusto você querer se comparar com a pobre maioria dos seres humanos normais que sofrem com o calor, né?!

      Curtir

  19. Oi Balu corri 1995/96/97/98/99 (Exceto a estreia na distância 3h56 em 95), rodei a 3:09:29; 2:59:30; 3:14:56 e 3:15:30 (essas duas últimas marcando ritmo pela Corpore – sozinho no bonde das 3h15). Depois as edições 2004 e 2009 fui para brincar com os amigos cub 4 horas. Nesta de 1996 a de 3:09:00 o sol foi impiedoso. Concordo que nunca tive problemas com Yescom, para mim o custoXbenefício é justo. Quando se fala de calor Chicago temos que levar em conta que 75% (no chute) dos participantes sejam moradores do hemisfério norte, e obviamente, 20°C para eles é dia de ficar de regata e que temperatura acima de 30°C para eles é desumano. Correr no Rio é muito pior e só tem elogios. A Maratona de Sp é tão boa que tem até blogueiro que metia o pau no evento-organizadora mas tem corrido todos os anos a prova.

    Curtir

    • Danilo Balu disse:

      A do Rio eu tb acho pior (+difícil)… que bom que não estou louco rsrs

      Curtir

      • Cesar Augusto Martins disse:

        Mas a temperatura não pode ser parâmetro de comparação (vocês mesmos concordam com isso quando falam do “mi-mi-mi”). Deve ter havido edição de POA com condições climáticas piores que a de MSP ou Rio. A questão aqui tem que ser a data e o horário da largada. Uma maratona que respeita o corredor acontece numa estação mais fria (no caso de um país tropical) e a largada é bem cedo. Esse quesito vem sendo cumprido no Rio. O participante SEMPRE corre o risco de pegar um dia ruim (já tiveram que cancelar Chicago e NY). Mas o corredor tem que se sente respeitado. Isto pode não importar muito para os que correm pelo glamour da TV. Mas importa muito para mim e muitos outros, que querem ter uma boa experiência participando da maratona. Por essas e outras, acho que a do Rio ganha de lavada da MSP.

        Curtir

  20. Oi Cesar eu corria bem. Isso por que eu treinava sempre perto das 11h ao 12h no sol a pino. Hoje na porta dos 50 anos de idade, fujo do calor. Fiz a Ultra no dia 26 de setembro largando com -3°C e adorei. Em NY tambem sub 3h corri com frio, uns 5°C e chuva. A Marily por exemplo rende bem acima de 30°C porque é acostumada ao calor.

    Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: