Leituras de 4a Feira

Conheça James Nielsen. O homem, o mito, a lenda. O recordista mundial da Beer Mile e único sub-5 da história da especialidade.

As fotos de uma escola chinesa com uma pista de atletismo na cobertura ganharam destaque nas mídias sociais. Aqui um pouco mais do esforço deles pra promover o esporte. Aqui não temos pista de 200m nem no chão, o que dizer das alturas…

O programa de 25 minutos da ESPN Run sobre o K42 de Ubatuba (SP) semanas atrás.

No The New York Times um caso delicado que merece muita atenção de quem rege o esporte: uma adolescente indiana luta contra a decisão de testar sua feminilidade para que volte a competir em sua especialidade (100m).

A arrogância humana é enorme, achamos que temos muito controle daquilo que sequer compreendemos. Um ótimo e curto trecho do livro de Steve Magness merece ser lido. E relido. E decorado.

E se você corre sempre de noite pelas ruas? Como se protege? Eu vou pela calçada. No máximo uso um pisca-pisca daqueles dados em kit de provas noturnas, sem a cinta, preso no elástico do shorts. Por quê? Porque se é verdade não é bullying. Na Europa ou EUA, ok! Correr com um troço desses no peito vai contra minha dignidade. Sei lá… cada um cada um…

Etiquetado , ,

4 pensamentos sobre “Leituras de 4a Feira

  1. No video da Run Light é o Tony Stark dando uma corridinha à noite pra manter a forma 🙂

    Curtir

  2. Adriana Piza disse:

    Esta história da indiana… Se formos pensar a fundo, então deveriam banir também pessoas como o Eero Mantyranta, citado no livro The Sports Gene, afinal ele tinha uma mutação genética que o favorecia e o fazia muito diferente dos outros….É complicado, a competição deve ser justa, não vale doping, mas se não fosse a diversidade, se não fossem as variações que às vezes podem trazer alguma vantagem, que graça teria? E tantas outras variáveis que não são medidas (e nem conhecidas)? Lembra a história da Stella Walsh…sorte dela que só veio à tona depois que ela morreu!

    Curtir

  3. Eu usaria a luzinha. Parece muito prática. É que eu não corro à noite no escuro.

    Curtir

  4. Martinho disse:

    Considerando que eu corro entre 5 e 6 da manhã e em rua mesmo, (não tem calçada regular onde corro, parece mais pista de obstáculos) um treco desse aí do Iroman ia servir.

    Algo meio off topic, apenas pra compartilhar: Eu e um amigo meu fomos a 2 Nutricionistas diferentes. O dele era especialista em nutrição desportiva (?), cobrou R$ 1.000,00 pela consulta de 20 min. Meu amigo saiu de lá com uma exótica dieta contendo tâmaras secas e frutas liofilizadas, além de prescrever vários produtos que o Nutricionista mesmo vende. Ele gastou mais 700 reais comprando suprimentos para essa dieta por um mês.
    Eu fui, após muita insistência, em uma amiga de minha noiva, nutricionista concursada em serviço público, trabalhando em CAPS. Fui levando um diário alimentar de 5 dias (solicitado por ela), recebi 2 horas de consulta. Saí com uma prescrição alimentar que corrigia e ajustava meus hábitos. Tive que comprar pouquíssimos itens do meu supermercado habitual e no fim qdo perguntei quanto era a consulta, foi de graça. Tirem suas conclusões sobre o quanto as vezes somos levados pelo mercado.

    Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: