Leituras de 4a Feira

Quando o melhor comentarista de atletismo faz a sua lista dos melhores e dos destaques do ano, você tem que pegar, sentar, ler com calma e aprender com Ato Boldon. Muito bom!

No programa ESPN Run, mais de 20 minutos de cobertura de uma das Meias Maratonas mais desejadas pelos brasileiros, a Meia Maratona de Buenos Aires.

Se você for buscar, verá que saiu muita coisa recente falando dos perigos de passarmos horas trabalhando sentados. Inclusive há quem diga que correr NÃO compensa o prejuízo. Daí surgiram os “jênios” fazendo mesas com esteiras acopladas. A mais bacana faz você parecer um ratinho de laboratório. Veja!

Tenho uma máxima (sou CHEIO de preconceitos, não nego nenhum deles e um dia listo aqui alguns ligados à corrida): não discuto prova com quem vem usar GPS/Garmin como argumento. Não discuto. Ponto. Saio andando. O Adolfo Neto traduziu uma entrevista com um medidor americano de percurso. Ele fez uns adendos e ainda colocou um vídeo do Sergio Rocha. Leia aqui!

Invadiu as redes sociais um vídeo britânico de um cara apostando uma corrida de 4,2km contra um Metrô em menos de 18 minutos. Ritmo? 4´12”/km de média, cruzando semáforos, virando esquinas a 90⁰ e subindo escadas. Daí recebi um vídeo do pessoal da curitibana V8 Assessoria. É antigo (2011) e uma vergonha que tenha passado despercebido aqui no Brasil! Vejam! 3km contra um ônibus biarticulado!

Um vídeo de 2013 sobre a corrida imaginada e dublada por crianças.

Tenho certo pavor de alegria de comercial de margarina. Incomoda, fico achando que a pessoa tem problemas de ordem cognitiva. Já tive muita vontade de fazer corridas de obstáculos, hoje acho que há gente feliz de mais nelas e que correm de menos. Bom, nada disso impede que eu tenha gostado demais desse vídeo da muito bem-humorada Brooks! Eles têm um posicionamento que me agrada muito! Veja!

Etiquetado , ,

12 pensamentos sobre “Leituras de 4a Feira

  1. Julio Cesar Kujavski disse:

    Eu diria que há gente feliz demais e que corre de menos em todas as corridas, e a quantidade deles só aumenta.
    Não vejo qual o propósito de apostar corrida contra um ônibus, até porque o ônibus tinha que parar nas estações tubo e nos semáforos e os corredores passavam direto. Coisa de quem está entediado dos treinos e precisa inventar alguma coisa diferente. Poderiam ir pras corridas de obstáculos se arrastar na lama e coisas afins.
    Falando em obstáculos, ouvi dizer que nesse final de semana teve uma ultramaratona de 250 km no meio do mato não sei aonde que não teve NENHUM concluinte. não sei quem é mais mané, se o cara que idealizou a prova ou quem se inscreveu nela.

    Curtir

  2. Josa Jr disse:

    Entendo que ficar de mimimi por causa de 20, 30, 50 metros numa meia é de dar preguiça e tals, mas e quando os GPS de quase todos os corredores marcam em torno de 400 metros para menos menos num percurso (vendido como) de 10k plano de 2 voltas numa avenida reta? Você sai andando? Hehehe

    Curtir

    • Josa, você já deu uma olhada nos gráficos gerados pela maioria dos GPSs?
      Não são nem um pouco precisos…
      Mas, a questão é que a forma certa de medir percurso é aferindo.
      Existem aferidores no Brasil. Porque não são mais usados.
      Temos relativamente poucas corridas aferidas…

      Curtir

      • Tadeu Góes disse:

        Por termos poucas corridas aferidas em uso gps (só para consulta minha, sem neuras). Muito legal sua contribuição, jamais imaginaria que a pressão dos pneus fizesse tanta diferença. Acho que por estes Brasis(interior) meçam- se as rodas com trena e contam-se as voltas da roda. Quanto deu Zé? Acho que foram 35/40 voltas, me perdi. Ou usam o garmin (que deve ser o gps usado por muitos). Continue, suas contribuições são ótimas.

        Curtir

  3. Ricardo Nunes disse:

    Pq do preconceito com GPS, por causa das distâncias que marcam? (sou novo nesse mundo da corrida e conheci seu blog faz pouco tempo.)

    Curtir

  4. Luciano Pellissari disse:

    Desafio do Biarticulado 2 – A Revolta da Máquina – https://www.youtube.com/watch?v=LH5PLryK-PY

    Curtir

  5. Que legal o vídeo da Brooks… me deixou com vontade de fazer uma prova assim… e a alegria da galera é contagiante e bem espontânea (ao contrário dos comerciais de margarina hahaha)

    Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: