O texto era técnico. A lição não foi.

Semana passada, antes de postar um texto aqui fiz algo que eu nunca faço, enviei o rascunho para um e-groups de meia dúzia que além de grandes amigos, eu respeito demais pela inteligência e capacidade de análise. Como sabia que meu texto poderia “incomodar”, queria ouvir deles antes. Fizeram ao todo 3 ou 4 considerações ao todo, mas teve uma que foi unânime: eu deveria retirar a palavra “covarde” do texto. Por quê? Eles sabiam que meu intuito no texto era questionar ideias sem entrar no âmbito pessoal.

Era impossível todos eles estarem equivocados e eu certo. Mas expliquei: “estou errado, mas esse erro eu quero cometer. Senão num blog pessoal, onde mais”?

Vocês podem não acreditar, mas com as pessoas citadas não sei se já estive algum dia dividindo o mesmo ambiente. Não sei se são gordas, magras, altas ou baixas. Tenho um baixo interesse em pessoas e grande interesse por ideias e números. Percebi pelos comentários e mensagens recebidas que entenderam o recado: não compartilho as ideias de caráter técnico e tão somente técnico.

Das pessoas em geral gosto DEMAIS de observar o comportamento. Nada mais humano do que o errar. Exige um pouco de grandeza para reconhecer um erro. Agora, exige um caráter quase sem tamanho para ir até um terceiro reconhecer o erro e pedir desculpas. Eu sei que na maior parte das oportunidades eu não teria tamanha hombridade.

Enfim, imagino que alguns de vocês pensem que eu me cerque de amigos apenas corredores que comem pouco carboidrato,    que correm com tênis minimalista e sem alongar. Mal imaginam que alguns dos mais próximos e mais queridos discordam de 11 de cada 10 ideias minhas. É essa a arte da convivência. Ninguém precisa compartilhar do que digo pra ter a minha admiração e, muito mais importante, meu respeito; por mais que isso pouco possa valer. Falo aqui neste blog sobre Corrida e do Mercado, mas neste texto é sobre rebater ideias e também de compartilhar valores.

Pois um dia depois do tal texto com o erro proposital, recebi um e-mail pessoal. Nele, havia palavras que, como disse, provavelmente eu não teria tamanha hombridade para escrever. Lá na mensagem toda uma explicação de um caso que deveria desde o início lá atrás ter sido resolvido na esfera privada sem nenhum vazamento público. De ambos os lados.

Troquei algumas mensagens muito interessantes por causa do texto, mas a que mais “agregou”, a que mais me ensinou, veio em um e-mail particular que pedia desculpas. Pois você não me deve nenhum pedido de desculpas, Gustavo Magliocca. Quem lhe deve as mais sinceras desculpas, sou eu.

Etiquetado

5 pensamentos sobre “O texto era técnico. A lição não foi.

  1. Fernanda disse:

    Bom dia Balu, nada mais correto e por vezes “difícil” do que reconhecer nossos próprios erros. Pelo texto publicado, suponho que a lição foi aprendida.
    Boa semana

    Curtir

  2. Bruno Gelmi disse:

    Que legal. Nada como cavalheirismo. Espero agora que as discussões e divergências técnicas continuem e sejam discutidas abertamente sem que sejam jamais levadas pro lado pessoal.

    Curtir

  3. Gustavo Bianch disse:

    Sensacional! Atitude de homem. Não vou te elogiar simplesmente porque vc fez o que é certo e o que se espera de um homem. Agora vou ali comer um brigadeiro pq esse papo cansou! haha

    Curtir

  4. Balu, só me resta te dar os parabéns pela coragem de publicar esse post. Eu sempre fico meio desgostoso com essas tretas no mundo da corrida, algo que deveria servir para aumentar a qualidade de vida não para gerar mais brigas do que já temos em nosso cotidiano. Fico feliz em ver que está tudo bem. Um forte abraço!

    Curtir

  5. Tadeu Góes disse:

    Correto, cavalheiro, atitude de homem, coragem. Só faltou guerreiro. Isso me dá um sono !!!!!

    Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: