Leituras de 3a Feira

F-1 é esporte? E escalada? Uma pesquisa mostra o que é ou não esporte aos olhos do público. Atletismo em um ótimo 4º! Badminton bem colocado! Triatlo e vôlei de areia nem listados.

Imagine você pegando dicas com alguns dos maiores atletas do mundo? É isso o que a Nike faz com alguns jovens talentos nos EUA trazendo os selecionados pra um camping. Aqui um vídeo com melhores momentos de um feito com velocistas.

Pouca gente sabe, mas o triplista Adhemar Ferreira da Silva foi o “criador” da volta olímpica, em 1956. O brasileiro nunca imaginou que seu gesto seria copiado até hoje. Foi o salto triplo também que “inventou” o treinamento pliométrico. Soube agora que eles também inventaram as palmas que motivam durante o salto. Um texto muito legal traz a história de Willie Banks, o inventor!

Venho acompanhando e o Adolfo Neto vem me ajudando com atualizações de Raleigh (EUA) sobre um aumento no debate de controle do número de corridas de rua na região. Acho que sabem o que penso: isso ainda vai chegar aqui. A CET (SP), por exemplo, já avisou informalmente que nenhuma Meia Maratona na região do Jóquei poderá atravessar o Rio Pinheiros, ou seja, preparem-se para mais “cotovelos” nas provas. No Aterro do Flamengo todo domingo de manhã é dia de prova. Dá pra seguir assim? Eu acho que não. Aqui o que se fala por lá.

Talvez a prova de 3.000m com obstáculos (steeplechase) de maior cobertura na história tenha sido a do Europeu de dias atrás “só” porque um atleta foi desclassificado ao comemorar tirando a camiseta ainda na reta final. O atleta em questão tem um passado complicado, mas não seria exagerada punição? Não é correto olhar a pena olhando o histórico do envolvido, mas é de se pensar… não estaríamos sendo muito coxinhas?

Há quem ache que a dureza da pena seja a solução para o crime. Isso explica o porquê tantos querem banimento do esporte pra quem se dopa. Dá vontade de explicar pra eles que o Brasil prevê penas de 30 anos em homicídios e ainda assim matamos mais que Vietnã e a questão Palestina-Israel.

Já falei aqui muitas vezes: isotônicos são úteis, mas apenas para um grupo muito exclusivo e em situações muito particulares de corredores. Mas virou febre, bebemos como se fosse água. E não é. A Gatorade lançou uma campanha MUITO legal com o astro da NFL, Peyton Manning. Na campanha alguém tenta comprar o produto sem estar suado e ele então…. Abaixo a reação do maior fã! *essa outra também é bem legal! Todos de pé… palmas pra essa consumidora!! Sem malícia! E esse e esse são bons também!

Etiquetado , ,

14 pensamentos sobre “Leituras de 3a Feira

  1. Hélio Shiino disse:

    – F-1 é esporte? E escalada? Uma pesquisa mostra o que é ou não esporte aos olhos do público. Atletismo em um ótimo 4º! Badminton bem colocado! Triatlo e vôlei de areia nem listados. –

    Sem ter me municiado em consultar a definição de esporte, tem algumas modalidades que muitos as chamam de esporte mas que eu… sei não… Esses esportes que você tem que esperar alguns consideráveis minutos por parte de uma comissão julgadora para que seja decretado o vitorioso, não entra na minha cabeça. O vitorioso é quem se apresentou mais bonito? Particularmente, para estes, não os vejo como esporte. Vai muito do achismo na avaliação da plástica além de contar com o bom humor dos jurados.
    Nesta categoria estão Ginástica, salto ornamental, nado sincronizado entre outros. É que nem avaliação de Desfile de Escolas de Samba.
    Na minha opinião Atividade Esportiva é diferente de Atividade Física.

    Curtir

    • Muitos anos atrás quando estudava na Cultura Inglesa fiquei espantado quando lemos um texto que dizia que a PESCA era um dos esportes mais populares do Reino Unido. Meu professor (que era britânico) disse que a pesca por lá é organizada igualzinho a qualquer esporte com federação, campeonatos, etc. Desde esse dia fiquei com a impressão que a definição sobre o que é esporte é um tanto arbitrária…

      Curtir

  2. Balu e demais colegas bom dia!

    Especificamente no caso do Aterro do Flamengo no Rio não tem grande problema em manter as provas todo domingo porque elas acontecem numa área que já fica fechada para trânsito mesmo sem provas. Ou seja – transtorno mínimo.

    Acredito que o que pode acontecer é a volta do confinamento ao Aterro. Explicando melhor. Nos anos em que César Maia foi prefeito (3 mandatos) as corridas basicamente foram confinadas ao Aterro. Provas fora de lá não eram propriamente proibidas mas saíam tão caro em taxas que na prática só aconteciam se tinha patrocínio pesado (tipo Nike Human Race).

    Não gosto disso. Se for pra regulamentar/restringir preferia que fosse por critérios objetivos de impacto no trânsito em vez de “só pra quem tem mais dinheiro”. Mas se a CET-Rio não consegue sequer organizar um plano decente pro trânsito do centro durante as obras dos Jogos Olímpicos (está o caos absoluto),. vai saber fazer um troço desses? Enfim…

    Curtir

    • Danilo Balu disse:

      Eu sei como funciona o Aterro, mas é justamente esse o pto… a ideia é fechar o local para a população, mas das 7h00 às 10h só pode quem pagou inscrição rsrs

      Curtir

    • É basante pertinente essa colocação sobre o Aterro. Aqui em Brasília o Eixão fecha todos os domingos e feriados para uso da população. É uma avenida bem larga, de 6 pistas, que deve ter mais de 16Km de ponta a ponta.
      Mesmo assim o número de provas que usam esse espaço é mínimo. Algumas empresas ainda insistem em atrapalhar o trânsito fazendo os corredores passarem pelos principais pontos turísticos da cidade.
      Acho que Brasília deveria ter uma prova da cidade, bem organizada, a ser usada como instrumento de incentivo ao turismo, e que fizesse o corredor passar pelos mais belos cartões postais da capital. De resto, as provas para o pessoal da cidade deveriam ser feitas sem complicar a vida de quem não corre.
      Aqui, por exemplo, temos um autódromo que quase nunca é utilizado. Poderíamos correr lá, com direito a arquibancada e tudo…

      Curtir

  3. Luis Oliveira disse:

    Golf???? Polo (aquele de cavalo)??? Ultimate Frisbee?!!!!!!! Só podes estar de sacanagem.

    Curtir

  4. Marcelo Hideki disse:

    Sobre o francês polêmico,o cara não trapaceou ninguém,então não vejo lógica em tirar o título dele,aplica uma multa e pronto.
    Poquer,xadrez,video-game não considero esporte e mesmo alguns “esportes radicais” também não vejo como esporte e sim atividade física.

    Curtir

    • Nishi disse:

      Desclassificar o cara é coxinha pra cacete!! Se bem que o atletismo tem umas coisas assim, uma mínima provocação já é debatida como se fosse a terceira guerra mundial. O Steve Ovett durante muito tempo foi bandido porque comemorava a chegada antes do final. Ainda bem que tem uns Usain Bolt e Michelle Jenneke no mundo (especialmente ela!!)

      Curtir

      • Julio Cesar Kujavski disse:

        Eu concordo com a desclassificação do cara. Todo esporte tem sua etiqueta e regras de comportamento, mesmo não escritas. Ele mensoprezou os adversários. Bem diferente do Bolt. Se a IAAF não faz nada logo teríamos comemorações ridículas como algumas do futebol.

        Curtir

  5. Os vídeos da gatorade…espetacular e muito certo. Obrigada mais uma vez, Balu!!!

    Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: