5 minutos ao dia. Ou do quanto que precisamos.

Qualquer coisa que você faça todos os dias, ainda que por pouco tempo, trará ganhos. Se estudar finlandês diariamente, mesmo que por meros 5 minutos, sairá do zero. Então não entendo o porquê tanto destaque a um estudo que apontou que 5 minutos de corrida diários também trazem benefícios (*aqui no The New York Times, aqui e aqui em português). Só corredor míope que acha que indefinidamente quantos mais quilômetros melhor, que árvores cresceriam até o céu. Na corrida, “mais” só é bom em 3 situações raras: quando se quer correr bem uma prova, e na eventualidade de você ser Fisioterapeuta ou então Ortopedista. Tirando esses casos, correr diariamente ou muito, é inútil. Você o faz porque quer.

Veja bem, não tenho paixão por maratonas, mas corro quase todos os dias. Ou seja, não estou apontando o dedo pra ninguém, mas corro porque quero, não porque faz bem; até porque na verdade correr muito no meu caso não é nada saudável. E ainda assim, teimoso, pretendo em breve correr um 42km.

run-to-muchUm dia teremos tanta informação e dados que descobriremos que basta uma corrida de uns 20 a 30 minutos dia sim dia não para termos 99,9% de todos os benefícios da corrida. Corrida leve? Ainda acho que corrida leve está longe do ideal quando falamos de saúde. Por que estou falando isso?

Anos atrás depois de assistir a um documentário MUITO bom da BBC, o The Truth about Exercise (aqui um teaser), que mostrava ganhos consideráveis com treinos curtos de alta intensidade, por coincidência encontrei um grande amigo, um dos maiores estudiosos desse país no assunto preparação física, e especialista em Levantamento Olímpico e Tênis. Um monstro. Nunca o havia visto tão em forma desde que saímos da EEFE-USP e perguntei dos treinos dele. Ele disse: “Balu, vou de duas a três vezes por semana na academia na hora do almoço, corro por 10 minutos na esteira assistindo o Globo Esporte e depois escolho só UM exercício (agachamento, flexão de braço ou abdominal) e faço até a exaustão total, até não conseguir fazer mais uma única repetição sequer. E então vou embora.” Só isso. Ele me explicou que treina menos de 30 minutos por semana! E os alunos?, perguntei: aí eu encho de volume. Encho linguiça porque eles acham que mais é melhor. Treinam mais tempo por dia do que eu por semana.

É questionável fazer algo e indicar outro? Entrar no mérito não é a questão. Já corri MUITO com treinadores bem conhecidos que dão água a cada 10 minutos, mas que íamos sem suporte algum por mais de uma hora com qualquer porcaria de tênis. Treinamento quando não é feito para atletas envolve prestação de serviço, envolve mimar o praticante e dar ao cliente, que é quem paga suas contas, grande parte do controle do processo e parte do que ele, um leigo, quer fazer. Isso é parte do jogo, não briguem comigo.

Mas volto ao início… talvez correr 5 minutos não seja mesmo a melhor estratégia pra quem busca saúde. Por outro lado, correr 10km 3 vezes por semana também não deixa de ser perda de tempo se essa é a mesma métrica. Pare de inventar desculpas para correr muito! Ainda acho que no futuro quem corre menos vai sustentar melhor seu ponto. E eu vou estar do lado errado, junto de vocês rodando feito peru.

Etiquetado ,

17 pensamentos sobre “5 minutos ao dia. Ou do quanto que precisamos.

  1. Martinho disse:

    Eu acho que já assisti esse documentário. É um médico que tem uma preguiça gigantesca dr ir até a academia. Ele também tem.outro muito bom. É o “10 coisas que você deveria saber sobre exercício”, se não me engano. Mas nesse que você citou existe um teste para saber se esse tipo de exercício ( máxima intensidade em períodos minimos ) pode lhe dar o resultado esperado.

    Curtir

  2. Estevam disse:

    Interessante. Li há algum tempo nesse mundão da internet um método de treino chamado, se eu não me engano FIRST ou FIST, que preconizava 3 treinos por semana para se correr uma maratona. Na minha opinião de leigo, correr sempre machuca. Então, fazer esse “fine tuning” individualizado seria a melhor saída. Eu ainda pretendo correr 42K, mas sem exceder na quilometragem. Vamos ver no que dá.

    Curtir

  3. Julio Cesar Kujavski disse:

    Eu adoro treinos curtos e intensos, são divertidos, passam rápido e deixam aquela sensação de cansaço tão legal. Já rodar por 2 horas ou mais me mata de tédio.

    Curtir

  4. Bom dia Balu e demais colegas,

    Bom, o velho Cooper já dizia que correr 30 minutos 4-5 vezes por semana é o suficiente em termos de saúde.
    Saúde física, bem entendido. Há estudos que mostram que a corrida ajuda a prevenir depressão mas que eu saiba não conseguiram estabelecer um tempo adequado. Mas eu chutaria que é mais algo em torno de 1 hora pelo menos 4 vezes por semana.
    Aliás essa relação entre corrida e prevenção da doença mental é bem pouco explorado. Fica a sugestão Balu, é um tema bem interessante para um futuro post.

    Curtir

  5. Ótimo texto!

    Eu acho que o erro que leva alguns médicos a recomendarem HIIT como o melhor tipo de exercício é o mesmo que levou a esta enxurrada de divagações sobre os 5 minutos de corrida: pesquisa ruim. Um dia vai aparecer um Gary Taubes para escrever um Good Calories, Bad Calories do exercício.
    Enquanto isso, sugiro o texto do Sock Doc: http://sock-doc.com/2012/12/aerobic_endurace_bashing/

    Curtir

  6. Tadeu Góes disse:

    Balu,
    O que vc acha do protocolo de Tabata para a saúde ?

    Curtir

    • Danilo Balu disse:

      4min, 20seg de estímulo por 10seg de pausa… dentro da lógica, acredito que funcione MTO, mas não dá pra me fazer claro em poucas linhas…. como fazer um indivíduo sem repertório motor treinar tão pouco sem se machucar com cargas altas? Como estimular outras capacidades como agilidade, coordenação? O meu amigo é super coordenado, baita propriocepção… ele pode se dar ao luxo de treinar 20min 2x/semana como ele faz… um cara de 40 anos que queira sair do sedentarismo de décadas vai ter mta lesão… é como falar que musculação com peso livre é melhor do que com máquina qdo o cara nunca pisou numa academia…. tudo tem seu público… Volume melhora qq um. Intensidade melhora o cara mais experiente e que se conhece melhor. Não recomendaria tiros de 1´30″ pra um cara que nunca correu… mas lá na frente acho uma bobagem treinos de 1h00 de duração… pra quê?? Circuit Training (ou qq nome pomposo que vc queira dar) mais do que resolvem! Abrax

      Curtir

  7. Marcelo disse:

    Correr “menos” para correr “mais” e “sempre”.

    Curtir

  8. Adriana Piza disse:

    Nunca gostei de volume, sempre fui preguiçosa para correr mais de uma hora….mas sempre gostei muito de intensidade!!! Nem um nem outro, em excesso deve fazer bem. E sei que não é nada saudável….quantas vezes o corpo reclamou! Mas se voltasse agora lá prá trás, faria tudo de novo!!

    Curtir

    • Danilo Balu disse:

      Não fala assim rsrsrsrs Se eu começasse hj “lá atrás” sabendo o que eu sei, treinaria mais vezes (mais constância), bem menos tiros (2x/semana e não 3 como fiz mto tempo), os regenerativos mais fracos e teria alongado uns 20% de tudo que alonguei na vida.

      Curtir

      • Adriana Piza disse:

        Ah, isso sim seria o ideal….se pudesse voltar e recomeçar sabendo o que sabemos hoje! Uma coisa que faria: teria corrido Boston….ainda está em tempo, mas gostaria de já ter corrido com a carcaça mais nova rsrsrs.

        Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: