Leituras de 3a Feira

Alguns anos atrás alguém na Prefeitura de SP teve a ideia interessante de pegar as empresas que organizam corridas e distribuiu entre elas a tarefa de cada uma criar uma prova gratuita em alguns dos bairros menos nobres da cidade, na periferia, a “custo zero” aos atletas (e ao contribuinte) que deveriam apenas doar alimentos não perecíveis. Ótima sacada! Quem reclama de preços altos justamente na cidade do país com o maior leque de opções, agora não tinha mais desculpa! Aqui está o calendário de 2014, reduzido comparado aos anos anteriores. Outras capitais pelo país poderiam muito bem adotar a ideia.

Na Slate algumas fotos incríveis, fantásticas, em competições máster de atletismo. A matéria que acompanha também vale a leitura! Aqui você ainda encontra mais fotos!

Shoelace Length Calculator. Sim, você leu certo.

Tem um debate atual que me dá um pouco de sono: correr demais traria maior risco cardíaco? Chute puro: SIM. Tudo em excesso, até água, faz mal. Correr 42km é uma tremenda demanda fisiológica. Não à toa você precisa de água, carboidrato, treinamento… 10km ok, 42km é demasiado. Ao mesmo tempo que o viciado em esporte justifica suas loucuras em nome da saúde, o sedentário justificará sua inércia pelo risco inerente da corrida (dores, tendinites, joelhos, coração…). Voltamos assim ao assunto de dias atrás, você corre porque você quer. A corrida tem benefícios e riscos. Não use as consequências dela para justificar sua decisão para praticá-la ou não. Nossa tomada de decisão para certos hábitos (ultramaratona, tabagismo, dieta…) não tem muito de verdadeiramente racional. Aqui boa, longa e detalhada matéria da The New Yorker sobre risco cardíaco e excesso de corrida.

Sempre necessário ouvir alguém como Ross Tucker falar sobre penas para dopados, ainda mais agora que um atleta do peso de um Asafa Powell foi liberado para competir apenas 6 meses depois de suspensão.

Dias atrás fiz aqui algo que nunca faço, recomendar um link sem vê-lo. Fui honesto com vocês, expliquei que a culpa era da Copa do Mundo que roubava meu tempo! Culpa dela! Com calma assisti depois os 17 minutos do vídeo que vai abaixo. É emocionante! Bem feito (apesar dos modelos meio toscos nas competições que aparecem em cenas intercaladas com imagens reais das provas), apresenta aos corredores menos experientes alguns dos maiores nomes de todos os tempos. Por causa da internet e da força enorme do mercado americano, grandes nomes como os de Jack Daniels e Bill Bowerman são bem conhecidos. É no primeiro que baseio acho que uns 60-70% de tudo que uso. E do segundo li (e recomendo!) sua longa e ótima biografia (Bowerman and the Men of Oregon). Porém, outros nomes mais antigos e provavelmente maiores ainda carecem de certo reconhecimento. Procure sobre o excêntrico Percy Cerutty ou sobre o húngaro Mihály Iglói que revolucionou a corrida nos EUA (*dele já falei aqui recomendando fortemente este belíssimo texto). Mas pouca gente sabe que corre baseado nos princípios do revolucionário Arthur Lydiard, retratado no curto documentário abaixo.

Etiquetado , ,

12 pensamentos sobre “Leituras de 3a Feira

  1. Hélio Shiino disse:

    – Shoelace Length Calculator. Sim, você leu certo. –

    Acesso o site e o que encontro no cabeçalho???
    Ian’s Shoelace Site – Bringing you the fun, fashion & science of shoelaces
    SCIENCE of shoelaces????
    SCIENCE???
    Sim, continuo lendo certo…

    Por essa, me traio e irei mesmo com vontade no achismo e nas evidências clínicas. (risos)

    Curtir

  2. Julio Cesar Kujavski disse:

    Balu, atletismo master é demais ! Você ainda não é muito ligado pq acha que não é velho, eu tb achava isso na sua idade.. rsrs.. mas a idade avança. Fiz o mundial master de Porto alegre e foi ótimo, fiquei impressionado com a forma física de muitos atletas. Teve até um atleta profissional brasileiro que foi lá correr as provas de 10.000 e maratona achando que seria campeão fácil, chegou em segundo nas duas.
    Dia 17/08 faço os 5.000 mts do campeonato paulista master, e meu objetivo é não chegar em último, porque vou te dizer, tem uns caras muito fortes no atletismo master de pista. Tem um corredor amador aí que é meio famoso por ser ligado à uma revista de corrida, ele faz sucesso nas provas de 10 km e maratonas na rua, um dia ele entrou nos 10.000 mts do campeonato paulista master e chegou em último.

    Curtir

  3. Luis Oliveira disse:

    Hum, “10km ok, 42km é demasiado”??? Parece chute.

    Que tal algo na linha “para a média das pessoas, muito provavelmente correr uma prova de 10 km é um esforço razoável, mas ainda saudável, enquanto um maratona parece ser além do recomendável para a maior parte. Mas deve haver gente para quem uma caminhada ao redor do quarteirão é coisa muito perigosa, assim como deve ter gente para quem os benefícios do exercícios só começam a aparecer depois de correr 50 km. A verdade é que a gente não tem nem ideia, nem do ponto de vista populacional, nem do individual.”

    Curtir

    • Danilo Balu disse:

      Vc não acha MESMO que eu ia escrever isso num link de um parágrafo, né? rsrs

      Curtir

      • Luis Oliveira disse:

        Mas bá, é claro que sim. Ou teus posts tem que caber em uma folha A4?

        Brincadeiras a parte, fico meio pê da vida com uso leviano da ciência para justificar decisões baseadas em preferencias pessoais. Esses artigos sobre os alegados malefícios da corrida só perdem em popularidade para os eventuais artigos sobre os eventuais benefícios da cerveja/vinho/[coloque sua bebida preferida aqui].

        Curtir

      • Danilo Balu disse:

        Não tem que caber numa A4, mas se me alongo sei que não têm paciência rsrs

        E por uma questão prática, qdo digo que 42km é mto e 10km é pouco, estou no conceito matemático da normalidade… é mto ou pouco chamando os 90-95% que se englobam nessa característica como sendo “todos”… só isso!

        Qto à sua impaciência, te entendo perfeitamente… vc corre porque quer e se quisesse não correr, teria motivos “científicos” ou racionais para não fazê-lo. A suqestão da bebida como hábito saudável eu já acho que é ciência rasteira, mal feita, burra mesmo… Na 1a vc quer envelopar sua decisão, na outra é a dificuldade de lidar com números e comportamento.

        Curtir

  4. Adriana Piza disse:

    As fotos e igualmente o texto das competições master são demais, demais mesmo!!!

    O texto sobre o húngaro Mihály Iglói também é fantástico, havia lido quando publicou como leitura obrigatória, gostei tanto que mandei para minha cunhada (que é húngara) que leu e também gostou muito!

    Leituras e posts como estes fazem valer o dia!!!!

    Curtido por 1 pessoa

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: