Leituras de uma 6a Feira tensa na Copa…

Adoro umas aventuras “idiotas”… Beer Mile, correr tricotando, fantasiado de margarida… soube agora que o adolescente americano Zach Miller bateu o recorde mundial na Milha (1609m) correndo com Pés de Pato! O recorde dele na Milha nem é tão impressionante assim (4´52”), mas a marca de 5´48’ quebrou em 2 minutos a antiga. Aqui um vídeo com partes da prova.

O que é a #RunTherapy da PUMA?

Hoje é dia de Copa! Com vocês, um vídeo da Lydiard Foundation. Não vi, mas pela pedalada que dei, não tem como ser ruim! Se for o caso, falo mais a respeito futuramente.

O problema do doping não é apenas a questão do roubo. Ela também estabelece padrões de desempenhos muito acima e fora da realidade, ajudando a machucar quem decide por seguir as regras do esporte. Além disso, nos faz perder a ideia do que é um bom ou mau modelo de treinamento.

Ainda no tema trapaças, uma (ótima) carta aberta ao velocista Tyson Gay (EUA) que já voltou a competir apenas 1 ano depois de ser pego no antidoping.

Quer treinar seu italiano? Clique aqui e tenha acesso virtual gratuita à revista Runner´s World versão polpetone parmeggiana. De nada!

Abaixo você tem o vídeo com os melhores momentos da Marathon du Mont-Blanc 2014:

Etiquetado , ,

4 pensamentos sobre “Leituras de uma 6a Feira tensa na Copa…

  1. Hélio Shiino disse:

    – O problema do doping não é apenas a questão do roubo. –

    http://www.wada-ama.org/en/education-awareness/youth-zone/get-the-facts/
    Definition of Doping – We often only think of doping as being the use of a prohibited (banned) substance, but breaking other anti-doping rules is also considered doping.

    Todo doping é uma trapaça/roubo mas nem toda trapaça/roubo é um doping! No entanto ambos são ilegais!
    – Há alguma relação de calçados de corrida proibida para competição por fornecer ação propulsora ao atleta?
    – Música através de fone de ouvido é considerado estimulante proibido como já ouvi relatos?
    – Meia Maratona Internacional de São Paulo 2014 – Apenas 5 a 6 tapetes eletrônicos dentro de um percurso total onde presenciei trocentos vai-e-volta. E atletas “cortando” caminho! – Um exemplo de trapaça/roubo que não configura doping mas é ilegal!
    – “Apoio” acompanhando o atleta inscrito durante todo o percurso cujo “apoio” não é pessoa inscrita. Outro exemplo de trapaça/roubo que não configura doping mas é ilegal!

    The War On Doping – Trailer

    – Abaixo você tem o vídeo com os melhores momentos da Marathon du Mont-Blanc 2014: –

    Uns verdadeiros cabritos montanheses!!!!!

    Curtir

  2. Danilo Balu disse:

    – Há alguma relação de calçados de corrida proibida para competição por fornecer ação propulsora ao atleta?
    Sim. O tênis não pode ter entressola maior do que X cm (não lembro o valor) nem oferecer qq tipo de propulsão. E na pista não pode ter mais do que 8 cravos.

    – Música através de fone de ouvido é considerado estimulante proibido como já ouvi relatos?
    É estimulante, mas proibido porque é recurso de áudio e poderia tb servir para receber feedback direto e info dos adversários. Em prova de rua é proibida aos amadores tb por segurança (atropelamento).

    – Meia Maratona Internacional de São Paulo 2014 – Apenas 5 a 6 tapetes eletrônicos dentro de um percurso total onde presenciei trocentos vai-e-volta. E atletas “cortando” caminho! – Um exemplo de trapaça/roubo que não configura doping mas é ilegal!
    R$10mil cada um… não à toa se economiza tapetes. Um erro.

    – “Apoio” acompanhando o atleta inscrito durante todo o percurso cujo “apoio” não é pessoa inscrita. Outro exemplo de trapaça/roubo que não configura doping mas é ilegal!
    E namorado chato que corre prova feminina incentivando e dando água. Tem um texto mto bom da Paula a respeito disso.

    Curtir

  3. Julio Cesar Kujavski disse:

    Na maratona de Porto alegre deste ano presenciei muita gente correndo com apoio, geralmente de ciclistas. Todos deveriam ser desclassificados.
    O mais incrível é que quando falo isso muita gente vem me criticar, dizendo que não é nada de mais correr com apoio…

    Curtir

  4. […] Dias atrás fiz aqui algo que nunca faço, recomendar um link sem vê-lo. Fui honesto com vocês, expliquei que a culpa era da Copa do Mundo que roubava meu tempo! Culpa dela! Com calma assisti depois os 17 minutos do vídeo que vai abaixo. É emocionante! Bem feito (apesar dos modelos meio toscos nas competições que aparecem em cenas intercaladas com imagens reais das provas), apresenta aos corredores menos experientes alguns dos maiores nomes de todos os tempos. Por causa da internet e da força enorme do mercado americano, grandes nomes como os de Jack Daniels e Bill Bowerman são bem conhecidos. É no primeiro que baseio acho que uns 60-70% de tudo que uso. E do segundo li (e recomendo!) sua longa e ótima biografia (Bowerman and the Men of Oregon). Porém, outros nomes mais antigos e provavelmente maiores ainda carecem de certo reconhecimento. Procure sobre o excêntrico Percy Cerutty ou sobre o húngaro Mihály Iglói que revolucionou a corrida nos EUA (*dele já falei aqui recomendando fortemente este belíssimo texto). Mas pouca gente sabe que corre baseado nos princípios do revolucionário Arthur Lydiard, retratado no curto documentário abaixo. […]

    Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: