Leituras de 2a Feira

O ótimo Bill Mallon e suas listas… Desta vez ele ranqueou os atletas olímpicos que nunca foram derrotados. O atletismo tem 9 nomes, o mais conhecido é o de Jesse Owens. Veja aqui a lista que tem ainda Al Oerter.

Parece meio bizarro aos meus olhos saber que existe uma associação daqueles que correm todos os dias. Todos. Sem pausa. Por anos. Décadas. A americana Streak Runners International é quem cuida de listar essas pessoas. Pra pertencer ao clube você precisa correr ao menos uma Milha (1609m) por dia sem ajuda ou auxílio. Não tenho nenhuma dificuldade de dizer que acho muito estranho esse hábito, mas cada um é livre para fazer o que deseja. Temos o costume de achar que nocivo é o vício quando envolve drogas, junk food ou consumo de pornografia. E associamos à dedicação, raça e disciplina mesmo que a pessoa saia cambaleante trotando pelo hospital ou aeroporto só pra não sair desse clube. Estranho, muito estranho.

Jason Henderson, editor da Athletic Weekly, em curtíssimo texto faz ponderações muito boas e pertinentes sobre efeitos do doping a longo prazo e sobre doping no futebol. Ótima leitura! *sobre futebol, o revelador texto que ele cita fala sobre Zico e Ronaldo dos quais já ouvi algumas boas

Ricardo Nishi lista o divertido: que tipo de som você é?

Na falta de uma auditoria ou de livre acesso a dados do mercado, meu amigo Nelson Evêncio partiu para uma pesquisa aberta para saber mais sobre o maratonista brasileiro. O Webrun postou a compilação dos dados que joga um pouco de luz no mercado.

O inglês Adharanand Finn é um dos jornalistas mais interessantes de se acompanhar porque além de inteligente, foi buscar vivendo na África as explicações pelo sucesso deles na longa distância. Fisiologia e genética explicam muito do sucesso, mas a cultura local também. Aqui um pouco sobre essa busca dele pelas respostas.

Abaixo um teaser bacana do francês Meeting AREVA!

 

Etiquetado , ,

8 pensamentos sobre “Leituras de 2a Feira

  1. Hélio Shiino disse:

    – Parece meio bizarro aos meus olhos saber que existe uma associação daqueles que correm todos os dias. Todos. Sem pausa. Por anos. Décadas. –

    Entrei no site http://www.runeveryday.com a fim de encontrar seu estatuto mas nada.

    Gostaria de saber a partir de que velocidade eles entendem que estão, efetivamente, correndo. E outra, como garantir que cada associado cumpriu com sua “obrigação” diária??? Será por envio das informações de seus respectivos GPS’s, dia após dia, para o Super Computador de Processamento Paraleleo do NPIICCDMSPNC (Núcleo de Processamento Inteligente de Informações Captadas de Corredores Dedicados a uma Motivação Sem Pé Nem Cabeça)???

    – O ótimo Bill Mallon e suas listas… Desta vez ele ranqueou os atletas olímpicos que nunca foram derrotados. –

    Desculpe. Não consegui interpretar o significado das colunas relativas a / G / e / IG /.

    Curtir

    • adolfont disse:

      Acho que é uma questão de honra. E só.

      Eu gostei da ideia. 1 milha, bem lento, não é nada. Dá pra fazer até 1 dia depois de uma maratona…

      Curtir

    • Danilo Balu disse:

      G= medalhas de ouro (equipe + individual).
      IG – medalhas de ouro em provas individuais.
      G >= IG

      Essa associação vai na base da boa fé, vc colocou que correu e eles aceitam. Tecnicamente o que caracteriza corrida não é a velocidade , mas o fato de haver “fase aérea”, ou seja, em algum momento (milésimos de segundo que sejam) vc tem que ter os 2 pés sem contato com o chão.

      Curtir

  2. Julio Cesar Kujavski disse:

    Interessante. Suponhamos que uma pessoa corra 1.609 mts todos os dias durante 50 anos a fio. Fazendo as contas veremos que equivale à km de um pouco mais de 3 anos de um maratonista profissional.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Hélio Shiino disse:

    – Abaixo um teaser bacana do francês Meeting AREVA –

    Eu estava a observar que a saltadora crota Blanka Vlašić usou meias de compressão para o salto?!?!?!? Quando reparei em um “efeito visual” digno de Oscar!

    A partir de [0:48] a croata Blanka Vlašić executa o seu salto.
    Tudo bem?
    Tudo bem se durante o vôo a cor das meias não tivesse alterado e voltado a cor original no pouso!?!?!?!?!
    Mas o salto foi perfeito e apesar de ter se utilizado do “efeito visual”, não foi desclassificada!

    Curtir

    • Danilo Balu disse:

      Na verdade eles fazem uma edição de imagens com a russa Chicherova (Nike), a Vlasic (adidas) e a negra americana (Barrett)… são esguias, mas não a mesma pessoa.

      Curtir

      • Hélio Shiino disse:

        É verdade! Durante o vôo, a cor do Top entrega que é a Chicherova! E a logomarca do fabricante do short também é outro detalhe!
        Você está bem no jogo dos 7 erros! (aplausos)

        Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: