Leituras de 3a Feira

Tenho sido meio chato na insistência com que bato na tecla da falta de planejamento e organização das prefeituras no controle das corridas de rua nas grandes cidades (leia-se SP, Rio e BH). O Adolfo Neto tem tuitado dos EUA direto de Raleigh, uma das cidades que vêm debatendo muito sobre controle do número de corridas. E se de repente uma vizinhança não pudesse receber provas  em finais de semana seguidos? Imagine como seria em SP ou Rio? Esse debate ainda vai chegar aqui…

Leitura Obrigatória - BLOGLeitura obrigatória: Uma das coisas mais interessantes do comportamento humano é que buscamos aprovação de nossas próprias decisões montando justificativas em nossa cabeça com os motivos pelo qual fazemos algo. O pior é que essas justificativas nem sempre são coerentes, apenas aplacam alguma sensação de culpa. Por exemplo? Por que correr longas distâncias? Ela não te faz necessariamente mais saudável visto que correr de 30 a 45 minutos já traria os mesmíssimos benefícios. Correr maratona te faz diferente de correr 35 ou 45km? Com certeza não, mas precisamos ter um porquê fazer isso para não parecermos idiotas, seja a nós mesmos ou aos outros (aprovação social). Já disse aqui mais de uma vez, acho uma absoluta perda de tempo ficar compilando estudos e artigos que falam dos benefícios à nossa saúde. Fazer coisas nocivas também traz benefícios (não à saúde, lógico) e fazemos do mesmo jeito porque na nossa cabeça fazemos a conta “prazer x custo” e ela se paga. Enfim, Ray Charbonneau foi extremamente feliz ao escrever um texto explicando sobre o porquê corremos. Admitamos, correr não tem NADA de especial ou singular, fazemos porque queremos. Não somos mais especiais por causa da corrida, aliás, acho mais louco quem “perde tempo” se matando de treinar pra correr bem seja 10km ou 42km. Um dia me alongo (ainda mais) no assunto.

Poucos portais argumentam em seus textos com tanta credibilidade e propriedade quanto o FiveThirtyEight. O texto de Emily Oster fala sobre algo que deveria ser meio óbvio, que o imbróglio judicial que a Vibram enfrenta não deveria jamais por fim ao debate sobre existência de benefícios ou vantagens do Minimalismo.

Imagine um centro de treinamento de alto rendimento em uma cidade de “apenas” 300.000 habitantes produzindo muitos recordes mundiais, campeões olímpicos…. imagine tudo isso sob a tutela de um único treinador. Se esse treinador é russo, o centro é russo e a especialidade é o atletismo (no caso a Marcha), há enormes chances da coisa não ser “limpa” como mostra um cenário recente cheio de suspeitas. Um excelente levantamento desses não pode passar desapercebido pela IAAF, não?

O ótimo canal do YouTube Olympics (oficial) traz a história dos 800m nos Jogos Olímpicos em 90 segundos:

Etiquetado , ,

2 pensamentos sobre “Leituras de 3a Feira

  1. Hélio Shiino disse:

    O vídeo foi bloqueado! (pelo menos tentei por tres vezes)

    Mas se eu clicar no ícone do YouTube que está localizado no canto inferior direito, que me permite abrir uma outra janela direta do YouTube, aí sim, o vídeo executa.

    Curtir

    • Hélio Shiino disse:

      Parece-me que não está sendo permitido executar o vídeo de dentro do seu Blog!?!?!?!?!
      Fiz o copiar-colar o endereço que executa o vídeo, para o meu comentário acima e, mesmo assim, se diz bloqueado!?!?!?!?

      Acho que o jeito é clicar no ícone do YouTube que está localizado no canto inferior direito mesmo.

      Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: