Leituras para uma 6a de Copa

Conversava com uma amiga explicando que um dos textos que mais gostei de escrever falava sobre o que uma garotinha de 6 anos poderia nos ensinar. Era resolução de Ano Novo e o momento pessoal pedia… Agora me deparo com outro texto diferente, nele, uma mãe explica o que sua filhinha de 8 anos pode nos ensinar não na vida, mas sobre corrida. Demais!

Vocês bem sabem minha posição sobre alongamento antes e após o treino como ferramenta para redução de lesões. Porém, após muito pesquisar, cheguei ao aplicativo da linda barreirista Michelle Jenneke que ensina como alongar. Fim da discussão. A australiana me convenceu. Já vi todos os vídeos umas 10 vezes para não ter nenhuma dúvida. Reforço: Motivações e interesse meramente acadêmico.

Vou dar mais uma chance para você ler sobre a história incrível, quase inacreditável do representante britânico na Maratona dos Commonwealth Games que começa em breve. A jornada de Steve Way na Maratona é coisa de ficção!

Honrando o nome do post de hoje, um texto da Runner´s World volta a uma tara tão anos 80 no mundo da preparação física que é medir o quanto corre um atleta durante uma partida como se fosse indício de algo muito importante. No caso do texto, quanto corre um árbitro de futebol e m uma partida?

Acharam um curto e raríssimo vídeo com imagens de 1933 de atletas poloneses que iam competir nos Jogos Olímpicos. Não sabem muito detalhes, mas as cenas são ótimas!

Uma ótima dica da Adriana Piza nos leva a uma série de curtos vídeos que estão sendo lançados no YouTube falando sobre a corrida no Quênia, desde sua cultura até peculiaridades locais. O primeiro é sobre as crianças quenianas, o segundo sobre atletas da Estônia passando uma temporada de treinamento lá e o terceiro sobre as comidas locais. O quarto dos 9 filmes sai hoje no canal.

Se a ideia era atrair corredores a considerar sua rede de hotéis em viagens de provas, talvez devessem ter uma atriz com mais cara de maratonista! (risos) *dica do satrijoe.

Etiquetado , ,

8 pensamentos sobre “Leituras para uma 6a de Copa

  1. Pra maratonista americana, talvez esteja muito magra…

    Curtir

  2. satrijoe disse:

    Pô Balu. Vai ver o cachê da Kara Goucher estava muito alto pra uma cadeia de hotéis populares! huahua

    Curtido por 1 pessoa

  3. Adriana Piza disse:

    As cenas super antigas das atletas polonesas são muito boas e de ótima qualidade! Por curiosidade fui procurar sobre uma delas, a Stella Walsh, e vi que tem uma história muito, muito interessante! É longo, li partes, guardei para ler com calma. Vale a pena!

    http://www.sbnation.com/longform/2013/6/27/4466724/stella-walsh-profile-intersex-olympian

    Tem também um documentário sobre ela ainda em produção.

    Curtido por 1 pessoa

  4. […] obrigatória: Dias atrás coloquei aqui um vídeo raro e antigo sobre uma atleta do início do século passado. A atleta no filme é […]

    Curtir

  5. […] Em outra oportunidade já falei de Steve Way que em 2007 fumava 20 cigarros por dia e pesava 104kg. Hoje, aos 40 anos, é um dos representantes ingleses na maratona do Commonwealth Games. Inspiradora a matéria da Spikes! […]

    Curtir

  6. […] checam a altimetria. Eles só não têm o talento de um Steve Way de quem já falei aqui duas vezes. Começou muito tarde, fumante e obeso ele fez uma prova espetacular no Commonwealth Games, uma […]

    Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: