Leituras de 4a Feira

Para promover um dos mais importantes torneios de atletismo do mundo, o Van Damme, a cidade de Bruxelas resolveu fazer um festival de 100m na rua que terá a grande final no evento. Muito muito bom! Marketing de primeira!

A Outside traz talvez a melhor entrevista sobre detalhes técnicos e estratégicos da vitória de Meb na Maratona de Boston. Muito bom!

Alguém já disse que os homens não mudam, apenas seus brinquedos ficam mais caros quando adultos. O treinador Greg Gottfried deixou se fotografar fazendo um lançamento de Martelo em chamas. Bacana!

O meio-fundista Leo Manzano6 dicas para como você ser um bom corredor de Milha (1609m). Deveria ser leitura obrigatória pra quem gosta de correr bem provas de 1 dígito…

Leitura Obrigatória - BLOGUma excelente Longa Leitura para o feriado: a ciência por trás do polimento na corrida. Se o seu treinador diz que antes de provas importantes você deve apenas correr leve e menos, não o culpe, pode ser que a fonte dele esteja ainda parada nos anos 60 e 70.

Passou despercebido pelo autor deste blog um texto bem bacana da Outside sobre Kenenisa Bekele logo após sua estreia em Paris.

Para muitos não é novidade que a americana Under Armour chega ao Brasil com operação própria. Tenho meus chutes e palpites do que vai acontecer. Abaixo o vídeo promocional divulgado:

Etiquetado , ,

10 pensamentos sobre “Leituras de 4a Feira

  1. Tadeu Góes disse:

    E eu louco para saber seus chutes e palpites. Conta vai !

    Curtir

  2. Nishi disse:

    Polimento?

    Curtir

  3. satrijoe disse:

    Concordo com o Tadeu. Agora diz qual o palpite! Se dá mal ou bem? Contrataram gente que conhece o mercado?

    Sobre a entrevista do Meb: chamou atenção a simplicidade. Nada de estratégias mirabolantes. Foi lá e fez o que tinha na cabeça. E mais interessante é ver que também sofre como os reles mortais no pós-maratona. Não pareceu nas imagens durante a prova mas deu o sangue pra ganhar. Ele é daqueles caras que vc torce pra sentar do teu lado no avião pra vc poder bater um longo papo!

    Curtir

  4. Hélio Shiino disse:

    – Falando da marca Under Armour (vídeo) –

    Todas as vezes que uma marca esportiva inicia sua comercialização no mercado brasileiro, especificamente do setor de Running, eu me pergunto: “- O que falta mais a ser desenvolvido em tecnologia para calçados e vestuário para corridas de rua?” Qual o limite da propriedade do material ainda a ser pesquisado?

    – Material cada vez mais leve e mais resistente para os calçados?
    – Localização dos pontos de pressão da planta do pé a fim de reproduzir nos calçados?
    – Só perguntas e mais perguntas.

    A disputa entre as marcas sempre foi acirrada. Almeja-se juntar as líderes ou sua “ambição” se resume apenas a “ver por cima do muro sob as pontas dos pés?”

    Algumas novidades no calçado estão sendo os “adereços” embutidos e que são “justificativas” para mudanças de versão de uma temporada para outra. “Justificativas” estas que tem sido, também, justificativas para que consumidores (ou seria consumistas???) comprem o produto recém-lançado!
    Seria um ciclo vicioso desnecessário?

    Não bastaria comprar o que se é disponibilizado no Brasil (2 versões anteriores do último modelo)? – Muito mais ostentação do que necessidade?

    E as Marcas querem isso, o seu Dinheiro!
    Esses slogans de efeito – “Just Do It”, “I Will”, “Find Your Strong” e por aí vai – fazem parte da logística de Marketing e Publicidade para alimentar a “Trilogia Homérica: Superação, Inspiração e Motivação!”. Eles apenas falam o que vocês querem ouvir.
    Mas…
    … as Marcas continuam querendo somente o seu Dinheiro!

    (Abre parenteses)
    “Under Armour” significa “Sob Armadura”!!!!! Putz, sem querer, acabei por despertar o potencial Super Herói adormecido no imaginário do Corredor que vestir uma camisa de corrida desta Marca…
    (Fecha parenteses)

    Em todo caso, queira ou não, os produtos são muito parecidos quanto ao seu cerne.
    Uma dá o resultado de 6 através de 2 + 2 + 2
    A outra também dá o resultado de 6 só que através de 1 + 3 + 2

    Falando agora do lado de quem compra:

    Estudos comprovam que poucos se atém a comprar produtos. Compram-se Marcas!
    A Marca “bem nascida” já é meio caminho andado. E a curto prazo, todas querem passar sedução e confiabilidade ao cliente.
    Ninguém quer comprar um sabonete “Sebo”. Querem Phebo!
    Ninguém quer comprar um tênis “Ardida”. Querem Adidas!

    Já paramos para pensar o porquê comprarmos da marca X e não da Y, W ou Z???

    Só para finalizar.
    Que tal se comprássemos produtos e não marcas??? E, definitivamente, o calçado esportivo não faz mágica durante o seu treino/prova.

    Que a Under Armour, no Brasil, seja uma opção de produto de qualidade aliado ao preço competitivo!

    Curtir

  5. Adriana Piza disse:

    É impressão minha ou esse vídeo da Under Armour foi filmado parte no velódromo do Cepeusp??? (veja nos 40s)

    Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: