Leituras de 5a Feira

Since the majority of people purchasing running shoes don’t run–they either want to look like an athlete or be able to walk in a comfortable shoe–it’s easy to see why marketing concerns on design, color, etc. play a big role in running shoes”… pegue essa passagem já no primeiro parágrafo! Durma com essa, bonitão! É futurologia, mas tem também bela análise trail! *dica do leitor Helio Shiino.

A federação americana de atletismo (USATF) lançou um vídeo com os bastidores bem humorados dos atletas que competiram no Mundial Indoor em Sopot. Faltam mais produções desse tipo para humanizar os ídolos da modalidade!

O padre irlandês que segurou o Vanderlei Cordeiro em Atenas teve sua participação barrada na Maratona de Londres. Ele deveria ficar quieto e não reclamar da decisão.

Leitura Obrigatória - BLOGNão vou mentir pra você, o único velocista branco que estava no meu radar era o Christophe Lemaître. Agora vem Richard Kilty para dividir as atenções com o francês depois de seu título de campeão mundial indoor recentemente. Único branco na final dos 60m, a imagem de incredulidade dos negros jamaicanos é antológica. Branco e britânico trazem uma impressão de uma vida mais tranquila, certo? Errado! Veja na bela matéria do ótimo The Guardian o perrengue que ele passou. A Spikes também publicou uma ótima matéria bem parecida.

Por que você corre? Jen Miller explica no The New York Times o porquê ela corre. A corrida como terapia… cada um sabe onde o calo aperta… algumas passagens são desconcertantes. Viva a corrida!

E esse comercial da Nike de 1982 postado agora? O vídeo mostra como mudou nossa percepção ao longo dos anos… nada de tipo de pisada, nada de amortecedores, um “retrô” relembrando o Minimalismo. Clique aqui pra ver. Ainda bem que evoluímos, né? Só o índice de lesões que não arreda o pé um mísero ponto porcentual que seja… (risos).

Ano passado a PUMA fez um treinão que acabou virando um lindo vídeo sobre sua nova campanha #RunTherapy. E você, por que você corre?

Etiquetado , ,

7 pensamentos sobre “Leituras de 5a Feira

  1. Hélio Shiino disse:

    Uma outra época em que os “brancos” – Sebastian Coe, Steve Ovett, Steve Cram… – frequentavam a primeira capa dos tablóides…

    =========================================
    Vídeo da Nike – Estes calçados não parecem do tempo em que correr era, nada mais nada menos, do que praticar um jogging/cooper? (risos)

    =========================================
    Falta a Puma ter a sua bandeira vinculada a provas – meio fundo/fundo – no calendário anual para que tenha mais visibilidade e caia no gosto do atleta. Se fizerem uma enquete em vários pontos de prática de corrida espalhadas pelas cidades brasileiras perguntando o que a marca Puma te faz lembrar, as duas primeiras majoritariamente mais votadas respostas serão: (1) Um grande silêncio com uma cara de pensativo e (2) Um imediato não sei.
    Será que a terceira resposta mais votada seria Usain Bolt?!?!?!? (pensativo…)

    Prezados da Puma, isso foi uma crítica construtiva. Quanto mais forte uma marca se fizer presente, melhor para o mercado, melhor para o atleta e melhor para todos!!!

    Curtir

  2. aatorretta disse:

    Eu ando desconfiado de que corro pra poder escutar meus audiobooks e podcasts em paz.

    Curtir

  3. Antonio C disse:

    Corro porque gosto…

    Curtir

  4. Alexandre disse:

    Adorei o link para o vídeo da Nike 1982! Sensacional… poderia ser utilizado hoje (2014) sem nenhuma edição hahaha.

    O “conceito da tecnologia” para nos ajudar (e ajudá-los a vender mais…) era o mesmo adotado hoje em dia pelas empresas! A primeira parte do vídeo mostrando um laboratório impressiona!!! rsrs O duro é saber que depois de mais de 30 anos (e muito$ bilhõe$$$) não existe se quer “um estudo (1)” da indústria de tênis de corrida que venha a comprovar a eficácia do tênis para prevenir lesão!!!

    Curtir

  5. Alexandre disse:

    Adorei o link para o vídeo da Nike 1982! Sensacional… poderia ser utilizado hoje (2014) sem nenhuma edição hahaha.

    O “conceito da tecnologia” para nos ajudar (e ajudá-los a vender mais…) era o mesmo adotado hoje em dia pelas empresas! A primeira parte do vídeo mostrando um laboratório impressiona!!! rsrs O duro é saber que depois de mais de 30 anos (e muito$ bilhõe$$$) não existe se quer “um estudo (1)” da indústria de tênis de corrida que venha a comprovar a eficácia do tênis para prevenir lesão!!!

    Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: