Leituras de 2a Feira

A história da jovem Kayla Montgomery e de seu ótimo desempenho na corrida mesmo tendo esclerose múltipla é tão incrível que ganhou destaque em alguns veículos e me fez postar em dezembro no antigo Recorrido. Agora, com justiça, é o The New York Times quem dá espaço à história da estudante em uma bela e completa matéria.

Às vezes me pego sendo pessimista demais com o controle antidoping. Não sei se deveria. Mas basta ler sobre os estudos do Yannis Pitsiladis tão bem detalhados no livro The Sports Gene pra ver que tem muita gente se dando bem fugindo do cerco. Bela matéria no The New York Times!

O Run the Loop (New Balance) explica o porquê flertar com seu companheiro de equipe (ou mesmo se casar com ele/ela) pode ser uma boa.

Sobre “Ética, Doping e Esporte”.

Uma ode à simplicidade e ao fim da dependência dos gadgets. É assim que enxergo o texto no britânico The Independent, extraído do livro Running Free do Richard Askwith. O (longo) texto abre sempre o debate sobre aconselhar sendo tolerante. Cada um tira o que quiser de sua corrida. Há os chatos, os malas, mas ao criticar o próximo sem existir um “errado”, nos faz possuir justamente parte daquilo que condenamos.

A edição Março/Abril da revista digital Level Renner está disponível. Como sempre, gratuitamente.

Agora com o início dos Jogos Paraolímpicos de Inverno, ver este teaser abaixo talvez sirva de motivação pra alguns corredores que acham que fazem demais ou têm muitos problemas. Excelente!

Etiquetado , ,

4 pensamentos sobre “Leituras de 2a Feira

  1. Hélio Shiino disse:

    “Polegar para cima” para este site do Run the Loop (New Balance)!!!!!
    http://www.runtheloop.com

    Relacionamento com alguém que também pratica a mesma atividade física que a sua é um tema que volta e meia vem à tona.
    (1) Se você já praticava, procurou e encontrou alguém do mesmo meio
    (2) Se você não praticava, procurou, encontrou alguém não do mesmo meio e… depois você veio a praticar e esse alguém não do meio NÃO se simpatiza em praticar…

    Quando você ainda está nos seus 5km de pura dedicação, o tempo com o outro, que não pratica, ainda é plenamente conciliável. Mas a medida que você galga os degraus – 10km, 16km, Meia, Maratona… – a coisa começa a apertar. Simplesmente porque o tempo que você gasta com treino começa a espremer o tempo livre. Que dizer quando a empolgação toma conta de você e pula da corrida de rua para o triatlo!!!! Triatlo é igual a 3 esportes em 1.

    Ou… você é daqueles que compartilham da idéia de que os opostos se atraem???? Que você encontrou um oposto que não pratica e convivem perfeitamente???

    Cada um ceder um pouco seria a palavra-chave? É importante ressaltar o ponto de vista e a maturidade daquele que pratica e olha para o outo que não pratica e vice-versa.

    Que todos, independentemente de serem opostos ou não, cheguem a um consenso e harmonia!

    Curtir

  2. Balu, vc considera o mundial Indoor uma competição nível B ?

    Curtir

Duvido você deixar um comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: